Fudi com outro na Estância do meu namorado

12 de Setembro de 2017 As DammAs Aventura 515

Escrito por A Pecadora

Oi, eu sou de Pelotas, sou Loira, tenho 28 anos, coloquei silicone, tenho uma bunda bonita, eu gosto, 1,68 e uns 60 kg. Estava namorando um Produtor Rural, uns 6 anos mais velho que eu, e até então eu andava me comportando, claro que eu olhava para alguns carinhas na rua, me exibia para eles e também para um amigo do meu namorado, aliás comecei a prestar atenção desde que a namorada dele havia me dito que era bom de cama, que tinha uma pica cabeçuda, não muito grande,mas grossa e com ele havia perdido até o selinho do rabinho, que transavam em todos os lugares possíveis e imagináveis. Várias vezes eu me insinuava para ele, mas eram momentos rápidos e esporádicos, falava que ele era um tesão, as vezes quando ele chegava na casado meu namorado e ficávamos por minutos sozinhos eu dizia que ele estava um tesão, que deveria ser não um pedaço de mal caminho,mas o caminho todo, na verdade eu fazia isso apenas, eu achava isso, para me sentir desejada.
Eu havia ido para a Estância (Fazenda) com meu namorado, fomos na maior e mais longe, a que fica a uns 100 km e a menor a uns 20 km aqui da Cidade, ficaríamos todo o finde, pois seria folga do capataz, então na sexta-feira à noite fomos para a Estância, meu namorado falou que estava cansado, pois havia passado o dia na outra Estância, e perguntou se eu fazia o jantar, falei que sim, e depois ficamos na sala vendo filme, eu cheia de pensamentos maliciosos, mas que nada, ele dormiu vendo filme na sala, e só me restou tomar um banho e me deitar, e no banho me masturbei gostoso com os dedos passeando entre meu grelinho e meus lábios vaginais, com algumas socadas de dedo dentro da bucetinha, e pensei em inúmeros caras com quem eu flertava, mas na hora do gozo me peguei pensando no amigo do meu namorado e namorado da minha amiga, lembrei das fodas que ela me contava e gozei gemendo baixinho, coloquei apenas uma camisola e fui para o quarto dormir, nem vi quando ele veio se deitar,se é que veio.
Acordei tarde e fui para o banho, quando estou saindo do banho enrolada apenas na toalha ouço barulho na cozinha, como estávamos sozinhos na estância eu vou até a cozinha certa de que era meu namorado, e não vejo ninguém, apenas ouço alguém agachado atrás da bancada da churrasqueira, mexendo no armário, e dou um - OI,AMOR; e fico paralisada, não é o meu namorado, e sim o amigo gostoso que me olhou como se fosse me devorar, eu estava paralisada só enrolada na toalha,não conseguia me mexer, e ele veio vindo em minha direção, aquela cara de safado, de Lolo Mau que quer comer a Chapeuzinho Vermelho, ele vinha em minha direção e eu achei que era para me cumprimentar, me dar dois beijinhos no rosto e tal, mas quando chegou perto de mim falou que eu estava cheirosa,me empurrou contra a parede, me pegou pela nuca e tentou me beijar na boca, eu desviei,então me beijou o pescoço, me chamando de gostosa, dizia que eu estava linda e nisso a toalha caiu no chão e fiquei completamente nua, ele do pescoço passou a beijar meus seios que já estavam com os bicos duros de tesão, eu pedi para parar,disse que não queria, me perguntou se eu não queria mesmo, falei com um fiozinho de voz - NÃO POSSO,NÃO AQUI, e nisso ele desce a mão até a minha bucetinha, me arrepio toda, e sinto dois dedos entrarem na minha fendinha vaginal, ele soca com vontade, e com os dedos massageando meu grelinho e me diz com a boca a poucos centímetros da minha: - Não é o que essa buceta melada ta me dizendo;ele aproxima a boca da minha,toca meus lábios e tomada de tesão eu respondo ao beijo, e ele continua me tocando, esfrega os dedinhos molhados no meu grelinho duro, e se abaixa, eu empurro a cabeça dele em direção aos meus seios, e o safadinho me chupa as tetas com gosto,eu falo que não podemos, não ali, que meu namorado vai entrar a qualquer hora, e que nem trancamos a porta, me disse para relaxar, pois o namorado havia ido até a cidadezinha próxima e demoraria pelo menos uns 40 minutos, e quando volta a se encostar em mim eu sinto uma coisa dura,molhada batendo na minha barriga, o sem vergonha tinha tirado o caralho para fora da bombacha e esfregava na minha barriga, tava todo meladinho, e então sem pudor algum eu empurro ele contra a parede em que eu estava, eu fico de joelhos na frente dele, aquele pau fica na altura da minha boca, eu pego com a mão, e minha mão mal fecha no entorno dele, o pau é grosso mesmo, fico impressionada e com água na boca, ainda mais que tem um cabeção lindo, e passo minha língua em toda a extensão da pica, das bolas até a ponta, até o cabeção, ele me pega pela nuca e enfio na boca, chupo com gosto querendo tirar o leitinho, querendo porra, mas ele pede que eu tire as bombachas e o faço, tirando inclusive a cueca preta que usa, e não quero parar de mamar encantada na pica cabeçuda, mas ele quer que eu pare, não quer gozar, quer meter, mas eu com medo de sentir dor, estava dividida entre tomar a porra e sentir a pica, mas ele,muito maior que eu, me levanta,me pega no colo e me coloca deitada em cima da mesa de jantar, eu estou entregue, abre minhas pernas, e lambe minha buceta, enfia a língua lá dentro me fazendo gemer, abre minha fendinha e encontra meu grelinho duro, chupa e mordisca meu grelinho, eu já começo a sentir aquela sensação de que o gozo se aproxima, mas ele pede que eu abra a minha buceta, eu abro, e ele vem com aquele caralhão grosso, esfrega no meio da buceta, bate com a cabeça bem em cima do grelo e começa a forçar a cabeçona até que ela vence meus lábios vaginais e começa a entrar, vou confessar que estava doendo, pois é enorme a cabeça, mas ele pede que eu masturbe meu grelo, e a picona vai escorregando para dentro da buceta até que em um misto de dor e tesão sinto as bolas baterem na minha bunda, e ele começa a socar forte, sinto ele tirando e deixando só a cabeçona dentro, e o gostoso mete de novo, eu já estou gemendo a cada hora mais e mais, ele fica naquela meteção até que tira o pau, me manda abrir os lábios vaginais e mostrar o grelinho, eu faço e de novo ele esfrega a pica na fendinha, bate com o caralho no meu grelo me deixando doidinha, e escorrega o pau melado até o meu cuzinho, e com medo, se já doeu para entrar na bucetinha, imagina no meu cú quase virgem, e peço para parar, ele surpreso para, me sento na mesa e peço que sente na cadeira, ele senta e eu quero cavalgar, virada de frente para ele eu seguro o pau, e mostro,aponto para minha rachinha, e ele começa a deslizar,até que grito quando entra todinho, e o beijo lascivamente e esfrego minhas tetas no peito dele e começo a mexer, cavalgar no caralho e isso dura uns 5 minutos e aquela sensação de gozo vem de novo, e no ouvido dele eu digo que vou gozar, ele só me fala: - Vem,Vem gozar na tua pica; e ouvindo isso eu dou uma mexida bem gostosa e me acabo, gozo,gozo muito gostoso e gemendo alto, e digo que quero porrinha: - VEM GOSTOSO, ENCHE MINHA GRUTINHA DE LEITINHO; mas, se segura, e pede que eu saia de cima dele, sem ao menos deixar eu me recuperar do meu gozo, ele me apoia da mesa de bunda para ele e começa a enfiar na minha buceta toda melada, arregaçada,soca e tira,soca e tira até que me avisa que vai acabar, eu digo que goze dentro, quero porra na portinha do meu útero e sinto os jatos de porra a me invadir, me entupir a buceta de porra, ele fica socado dentro de mim, até que tira, eu em uma ato sano peço que me deixe sair, que meu namorado deve estar chegando, quando tira a vara de dentro da minha buceta pede que eu limpe aquele caralho, eu me agacho e mamo todo aquele pau que estava querendo amolecer, eu limpo toda a porra, e ele já esta em ponto de bala, mas sabemos que não da mais tempo, que já arriscamos, então eu pego a toalha e corro para o banho, e logo ouço o barulho do motor da camioneta. No banho me sinto uma traidora, suja, mas também começo a pensar na gostosa trepada que acabara de acontecer, e me excito, mas meu namorado bate na porta e me avisa que já chegou, eu saio do banho e me arrumo, coloco um biquíni branco enterradinho e um vestidinho solto, curto e florido, e saio do quarto, encontro os dois preparando um churrasco e tomando um Whisky na churrasqueira varanda,próximo da piscina, meu namorado pergunta se quero tomar uma espumante, digo que sim, me pergunta se não vou tomar sol, e tiro meu vestido e me deito em uma cadeira, coloco os óculos, meu namorado de costas para mim, e eu olhando para aquele tesão de homem que acaba de me fuder gostoso, não tenho dúvidas e cheia de tesão começo a provocar, coloco a mão por dentro da calcinha, toco minha buceta e levo a mão na boca e chupo meus dedos, ele se mexe muito na cadeira,eu quero provocar mais e puxo a calcinha do biquíni para o lado mostrando minha buceta inchada, noto que ele esta louco,e meu namorado não se da conta disso tudo entretido conversando. CONTINUA

Método para Crescer Barba

Leia também
A PIZZARIA - PARTE 29 há 4 horas

A PIZZARIA 29 ATENÇÃO: ESSA É A PARTE 29. ANTES DE CONTINUAR, LEIA ...
carlaomg Traição/Corno 17


dei a bucetinha pro meu boy,o cuzinho p meu sogro há 6 horas

Namoro Leo já há algum tempo mas sempre percebia também os olhares malic...
laureen Incesto 80


Virgem,dei meu cuzinho para preservar o cabaçinho há 9 horas

Escrito por: Pimentinha Oi amigos, estou aqui contar algo que aconteceu a ...
dammasafada Virgindade 102


A MASTURBAÇÃO DE UMA JOVEM RELIGIOSA. há 15 horas

Fui criada para fazer o que me disseram. Eu fui criada para não questionar...
tigreraiado Masturbação 161


LOUCO POR MINHA VIZINHA há 1 dia

Meu nome é Ricardo tenho 1.75m, 78 kg, moreno, olhos claros e um corpo bem...
rickardo Hetero 107


MINHA ESPOSA E O SOBRINHO - Parte II há 1 dia

Depois daquela noite que o sobrinho da minha esposa dormiu na nossa casa, e...
rickardo Incesto 138