Fodendo com o Amigo CARALHUDO

26 de Julho de 2018 As DammAs Aventura 527

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria



"coloquei a esteira na areia, uma toalha em cima e comecei a passar bronzeador, passei na parte da frente do corpo, e quando fui passar na parte de trás ele muito solícito perguntou se eu não queria ajuda, disse que sim , pois por vezes eu acabava ficando manchada, então como ele é alto e eu baixa, deitei na toalha em cima da esteira e começou a passar o bronzeador nas minhas costas, eu com os olhos fechados ficava imaginando se ele estaria com a tora dura, pois estava a poucos centímetros da minha bunda praticamente nua, e das minhas costas passou para as pernas, subiu e passou o bronzeador nas coxas, me subiu um calorão quando ele com suas mãos grandes e ásperas passou na parte interna das minhas coxas, e logo depois começou a passar na minha bunda, parecia mais uma massagem e eu para ver onde ele iria resolvi fingir dormir, e foi quando ele abriu a minha bunda, senti a tirinha do fio dental descolar do meu reguinho, eu já estava muito molhada, e fiquei a pensar se tinha visto meu anelzinho,depois foi com as mãos espalmadas até quase tocar nos lábios vaginais"

- PROFESSORA SIL

Sábado acordei cedinho, tomei meu banho e pensei: Tomara que Ele não venha, pois embora excitada quando pensava no caralhão, eu estava envergonhada, e comecei a arrumar as coisas para ir para a praia, cadeiras, sanduíches, suco, chimarrão, esteira, cadeira espreguiçadeira, faltava só eu colocar meu biquíni e partir, estava de camiseta e short, e foi quando ouvi uma buzina, olhei era ele chegando e perguntando se o convite para passar o dia com a amiga ainda estava de pé, abri um sorriso e disse que
- CLARO QUE SIM,
estacionou o carro e já veio me abraçando e me beijando a face, senti um arrepio percorrer meu corpo todo, me perguntou se eu estava pronta, falei que era o tempo de colocar meu biquíni e praia, reparei que estava de bermuda de banho, camiseta, e me disse pronto, pedi que colocasse o que trouxera de praia na saveiro enquanto eu me trocava. Entrei no quarto cheia de más intenções, peguei um biquíni bem pequeno de cortininha preto, soquei ele na bunda, vesti um microshort preto que deixava parte das minhas polpas de fora, e uma regata pretinha também, e me apresentei para ele, percorreu meu corpo de cima a baixo, disse que havia trazido uma caixa térmica vodka e limão para umas caipas,gelo, cerveja e cadeira, e pegamos o carro e fomos para a praia, escolhi o lado do navio, onde poderíamos ficar mais a vontade, e paramos nosso carro a uns 50 metros de outros carros, descemos as cadeiras, esteiras e o chimarrão, ele tirou a bermuda, a camiseta e ficou só de sunga azul, olhei fixamente para o pau, e imaginei que duro a cabeça sairia para fora da sunga, estava bem bronzeado, sentou e iniciou o mate, eu coloquei a esteira na areia, uma toalha em cima e comecei a passar bronzeador, passei na parte da frente do corpo, e quando fui passar na parte de trás ele muito solícito perguntou se eu não queria ajuda, disse que sim , pois por vezes eu acabava ficando manchada, então como ele é alto e eu baixa, deitei na toalha em cima da esteira e começou a passar o bronzeador nas minhas costas, eu com os olhos fechados ficava imaginando se ele estaria com a tora dura, pois estava a poucos centímetros da minha bunda praticamente nua, e das minhas costas passou para as pernas, subiu e passou o bronzeador nas coxas, me subiu um calorão quando ele com suas mãos grandes e ásperas passou na parte interna das minhas coxas, e logo depois começou a passar na minha bunda, parecia mais uma massagem e eu para ver onde ele iria resolvi fingir dormir, e foi quando ele abriu a minha bunda, senti a tirinha do fio dental descolar do meu reguinho, eu já estava muito molhada, e fiquei a pensar se tinha visto meu anelzinho,depois foi com as mãos espalmadas até quase tocar nos lábios vaginais, se abaixasse minha calcinha veria que eu estava completamente molhada, subiu as mãos, eu fingindo dormir abri as pernas, ele então abriu minha bundinha de novo e colocou os polegares por dentro da tirinha do biquíni, e passou bronzeador no meu anel, gemi baixinho, ele parou, mas como “continuei dormindo” ele repousou o polegar em cima do meu cuzinho, achei, na verdade queria que ele colocasse a ponta do dedo lá dentro, mas nada, acho que pensou que eu acordaria, e encostou o pau na minha coxa, senti duro, mas continuei “dormindo”, depois de uns 15 minutos acordei já reclamando que ele não havia me acordado e vi que ele havia se sentado estrategicamente para ver minha bunda, me alcançou a cuia, acabei sentando em uma cadeira ao seu lado, não vi pau duro. Depois de meia hora ou mais torrando no sol convidei para um banho no mar, e fomos, pedi que me segurasse a mão para eu não cair já que as ondas eram fortes, chegamos em um lugar razoavelmente fundo e ficamos por ali conversando, pegando umas ondas, e eu querendo me aproximar, pegamos alguns jacarés até que eu me virei de costas para as ondas e uma acabou “finalmente” me empurrando em direção a ele, me pegou por trás e quando rocei minha bunda já senti a “barraca se armando”, encostei bem a bunda naquela pica, e logo depois veio outra onda, ele já havia me soltado, e essa me derrubou, me levou até mais adiante de onde estávamos, e quando fui me levantar, eu mesma, ainda submersa, tirei um seio para fora do biquíni e baixei um pouco da parte de baixo deixando meus pentelhos amostra, me virei para ele, que havia vindo em meu socorro, como não tivesse percebido nada, e então me puxou para próximo dele,perguntou se eu estava bem, quando disse que sim, ele pegou meu biquíni e arrumou meu seio para que ficasse coberto e fez o mesmo com minha xaninha, quando ele arrumou o biquíni para que cobrisse a bucetinha me deu um tesão do caralho, pulei em cima dele agradecendo pelo socorro e óbvio que senti o pau duro como ferro no meu ventre, ele achou melhor sairmos da água, no que eu concordei. Sai na frente com ele logo atrás, sabia que olhava para a minha bundinha, e quando olhei para trás vi o que queria, ou quase, tava de pauzão duro e com a cabeça quase saindo para fora da sunga, ainda pensei( - IMAGINA ISSO TUDO DENTRO DE MIM ), peguei uma toalha, alcancei outra para ele, só que eu não tirava os olhos do instrumento, até que ele se deu conta, passou a mão no caralho e perguntou se eu achava que a sunga era pequena, falei já saindo que não,
- TAMANHO CERTO ,
e abri a tampa da caminhonete e falei que iria preparar uma caipa, fiz e enterrei meu biquíni na buceta fazendo com que os lábios vulvares ficassem bem nítidos, voltei para perto vi que o gigante estava já adormecido, sentamos lado a lado, passei a caipa e vi que não tirava os olhos da minha bucetinha coberta apenas pelo tecido, e óbvio que perguntei se achava que meu biquíni era pequeno demais, pediu que eu levantasse e desse uma voltinha, não me fiz de rogada, levantei e fiquei quase que entre suas pernas e dei a voltinha,deu um tapinha na minha bundinha e sentei, ficamos conversando sobre o tempo de faculdade, falei que tinha fotos, e achava que em algumas ele até aparecia, e pelas 14 horas e depois de algumas caipas convidei para irmos para casa, comer algo, ficar na piscina ou até mesmo voltar mais tarde a praia, e fomos.
Chegamos em casa e coloquei o carro na garagem e já entramos por ali mesmo direto ao pátio, descarregamos as coisas,e perguntou se poderia tomar um banho,que poderia ser no chuveiro da piscina, falei que fosse tomar banho dentro de casa, e o safado nem fechou a porta, deixou encostada e tive que olhar, quando tirou a sunga e suspirei forte e sai dali, logo ouvi o chuveiro abrir, eu só na volta, e quando desligou o chuveiro me pediu se eu tinha uma toalha, com a porta entreaberta eu estiquei o braço para ele pegar a toalha, pediu que eu levasse até o box, que não tinha problema, pois éramos bons amigos, meu box é de vidro, entrei e vi ele peladão, aquele pau era enorme mole, entreguei a toalha e sai de fininho, minha xaninha piscava de tesão, eu pensava (- SERÁ QUE CABE NA MINHA XANINHA? E NO CUZINHO? NÃO AGUENTO UMA PICA DESSAS NO RABO ), ele saiu enrolado na toalha, pegou uma sunga seca na mochila, voltou ao banheiro e de lá saiu com uma sunga branca menor do que a que ele estava na praia, olhei aquilo tudo e engoli em seco, falei que tinha caipa na cozinha, havia feito uma garrafa de vodka com limões, e fui ao banho, só que fui,de boba que eu era, tomar um banho no banheiro do meu quarto, eu estava atiçada, me toquei nos seios, na xaninha e ainda coloquei um dedo no meu cuzinho pensando se aquilo tudo caberia ali, eu precisava agora mais que um beijo na boca do meu amigo, eu precisava provar aquele caralhçao, eu nunca tinha visto parecido. Sai enrolada na toalha, cheguei na sala e ele estava sentado no chão, com as costas encostadas no sofá olhando algumas fotos e tomando caipa, fui até ele só de toalha, ele olhou para cima e com certeza viu minha xaninha, tomei o copo todo de caipa e falei que traria mais, fui no meu quarto, achei um biquíni mínimo laranja que eu não usava a bem de uns 10 anos, coloquei a parte de baixo e uma regatinha cinza sem sutiã,peguei a jarra com caipa e fui para a sala, ele estava ainda sentado no chão quando sentei na mesa de centro, ofereci a caipa,levantou a cabeça e me olhou com aquele micro biquíni, regatinha com os seios querendo furar o tecido, sorveu a bebida, tomou o copo todinho, e enquanto eu servia mais falou que agora sim estava com ele gosta, mas pena que era só meu amigo,olhei e vi que o cassete estava durão, pediu que eu levantasse e desse uma voltinha para ele olhar a parte de trás, fiquei de pé, eu tremia, virei de bunda quase encostando-a no seu rosto, e virei de frente de novo, ele disse que não queria mais ser meu amigo, que eu era muito gostosa para ser só amiga,
- TU ACHAS MESMO???
sem dizer uma palavra o safadinho soltou os dois laços que prendiam o biquíni, e fiquei nua da cintura para baixo, ele me pegou,ainda sentado no chão, pelas coxas e aproximou o rosto da minha xaninha, sentiu o cheirinho e lambeu os lábios vaginais, eu já estava toda meladinha e sentiu meu gosto, eu pedi para parar, querendo que continuasse, o safado então enfiou a língua quente e áspera dentro da minha xana, gemi alto, pedi novamente para parar, ele tirou a boca da bucetinha, me sentei com as pernas abertas na mesa de centro o provocando, e pedi, disse que queria ver o caralho, se levantou, ficou com o cassete a poucos centímetros do meu rosto, e me olhando, me fitando nos olhos, ele mandou que eu então abaixasse a sunga,abaixei e aquele negócio enorme quase me bate no queixo, fiquei olhando aquele pau enorme e beijei a cabeça do negócio, depois lambi da base até a cabeça, estava todo molhadinho, e enfiei na boca, o troço me preencheu toda a boca, me segurou pela nuca e me forçou a engolir o que cabia, depois soltou e deixou eu chupar, pessoal eu pegava com as duas mãos e a cabeçona ficava de fora, enfiei a língua no buraquinho da uretra, que delicia mamar um monstro desses, e ele rapidamente tirou minha regata, me levantou, o caralho encostado ao meu corpo, me deu um senhor beijo de língua, nossas bocas com nossos gostos,me levou até a sala de jantar, me deitou na mesa fria, e de pé ao lado da mesa me beijou gostoso de novo, e começou a percorrer meu corpo, eu estava entregue, aliás entregue eu já estava desde o dia anterior, eu me tremia, me sentia tão molhada como se estivesse acabado de fazer xixi, beijou gostoso meus seios, chupou no começo devagarinho e depois com certa força meus mamilos durinhos, e se direcionou a ponta da mesa onde me puxou e sentou em uma cadeira, arregaçou minhas pernas e caiu de boca na buceta, chupava com gosto, mordia meu grelo com vontade, me chamava de puta, dizia que ele seria meu pau amigo e eu a puta dele, aquilo mexia demais comigo, me deixava louca, lambeu meu cuzinho, molhou o dedo na buceta e enfiou a ponta no meu cú, gemi alto,muito alto, e pedi pau, pedi caralho,
- ENFIA ESSE NEGOCIO GOSTOSO EM MIM,
- Tu quer piça mesmo? tu quer caralho?
- SIM,
ele então parou de chupar e meter o dedo, aproximou a picona dos meus lábios, pincelou minha buceta, e acomodou para entrar entre meus lábios vaginais, já senti dor, mas eu estava muito lubrificada, e forçou a cabeçona, gritei, gemi e ELA passou, ficou ali para que eu me acostumar com aquela carne enervada, e começou a falar que queria me foder desde os tempos de faculdade, que achava minha bunda maravilhosa, e que eu tinha a bucetinha apertadinha, ela é apertadinha, mas não quis dizer que achava que qualquer buceta ficava apertadinha para aquele TACO, e enfiou, enfiou...aquilo não parava de entrar ,e eu gemendo de prazer e dor, parecia me rasgar, parecia que eu estava calçando um pé 45 em um sapatinho 36, eu recebendo aquela carne toda, e quando trancou no meu útero, eu sentia como se estivesse me cutucando o estômago e Amigo começou a bombar, socar,enfiar e tirar até eu gritar de tesão e tive que pedir, mandar socar caralho para dentro,
- Goza cadela, goza no teu Pau Amigo!
e senti meu corpo tremer todo, meu grelinho doer e gozei gostoso, gozei com gosto no caralhão, começou a dizer que eu não ia me escapar de dar o cú para ele, que ia arrombar meu rabo, e eu me deliciando e tendo orgasmo e mais orgasmo até que senti a gala quente na entrada do meu útero, e gozando ele foi tirando da minha buceta, até que saiu tudo, me senti meio que aliviada, mas com um vazio rsrs, e terminou de esporrar no meu ventre, e nos lábios da buceta me melando toda com aquele leite grosso e quentinho. sentou na cadeira e ficou a me olhar com a porra escorrendo de dentro, eu estava mole, não consegui levantar, ele ria e me ajudou a descer da mesa e sentar no seu colo com aquela pica meia bomba, perguntou se eu tinha gostado, falei que era tudo de bom aquele cacetão, rolou um senhor beijo,pedi para me ajudar a levantar, perguntou se eu ia me limpar, falei que não, que queria continuar sentindo a porra dentro de mim, e que iria colocar meu biquíni para não esporrar e melar a casa, pediu que antes eu caminhasse para que me apreciasse peladinha, e eu caminhei até meu quarto, confesso que sentia um certo desconforto na bucetinha ardida, e voltei do quarto calçando um tamanco de salto alto, ele bateu palmas, falou que eu era toda gostosa, perguntei se agora poderia colocar meu biquíni e minha regatinha, disse que agora sim, me vesti, aproximei dele e o beijei gostoso, falei que iria a cozinha pegar e incrementar nos sanduíches que não havíamos comido na praia, e não mais que cinco minutos eu fazendo os sandubas sinto que ele entra na cozinha, digo que já vão ficar prontos, mas chega por trás de mim já encostando a pica dura nas minhas costas/bunda e pega o copo sobre a pia e toma caipa, coloco na mesa da cozinha a comida, e me viro de novo para pegar a bebida, mas ele encosta novamente, sinto o pau duro e minha bucetinha reage se molhando, ele me força a empinar a bunda fazendo com que eu me apoiasse no balcão da pia, e sem dizermos uma palavra, ele afasta minhas pernas, eu estou de tamancos de salto alto o que facilita que ele coloque a verga entre minhas coxas, fazendo ela roçar meus úmidos lábios vaginais, joguei a cabeça para trás, e logo direcionou a picona para o meio dos meus lábios vaginais, e a cabeça entrou com menos dificuldade e o corpo do caralho foi me abrindo e se alojando no meu canal vaginal, ele tirava quase todo e metia tudo, eu gemia alto e pensava: (- PRECISO VER ESTE CARALHO ENTRANDO EM MIM ), mas estava com vergonha de pedir, ele me judiava deixando só a metade daquilo tudo dentro, tirava e metia até a metade, eu coloquei uma mão entre minhas pernas, com os dedos entre os lábios da buça para sentir com a mão a tora me invadindo e foi ai que pedi,
- PRECISO VER ESTE CARALHO ENTRANDO EM MIM,
mais que ligeiro, ele tirou o caralho de dentro de mim, me pegou de frente, me levantou e me pôs sentada no balcão da pia, bem na beirinha, entrou entre minhas pernas com aquele mastro, eu coloquei um braço no entorno do pescoço dele e a cabeçona vermelha entrou, gemi gostoso e falei METE, o safado do meu amigo quando falei mete empurrou,socou tudo para dentro, gritei de dor, de tesão e logo iniciamos aquele vai e vem gostoso, eu não conseguia tirar os olhos da pica entrando na minha bucetinha “que era apertada”, nunca tinha sentido algo tão...tão grande a me invadir, e ele metia e dizia que queria meu cuzinho, putz se tava complicado aguentar na xana eu ficava pensando que iria desmanchar meu cuzinho, ainda mais que fazia tempo que ninguém me convencia a dar, e seguiu socando, ele gemia gostoso o que me provocava mais e mais tesão, e foi quando esfreguei meu grelinho duro e me desatei a gozar, gemia alto, dizia que era uma delícia, e que queria que me enchesse de porra quentinha, e gozei gostoso já procurando sua boca para um beijo e pedindo que ele acabasse, mas o safado tirou o pau da minha buça, me tirou de cima do balcão e mandou eu chupar, HUM, porra na boca...ADORO, fiquei agachada, punhetei um pouco, senti o pau tremer em minhas mão e a porra invadiu minha boca, chupei aquela cabeça até esgotar a última gotinha de porra. Me ajudou a levantar, e depois eu com as pernas tremendo falei que precisava de um banho, ele me disse que precisava de um soninho, levei-o até o quarto de hóspedes, perguntei se não queria um banho antes, disse que sim, toalha nova e ele foi para o banho, não comemos nada, eu não estava mesmo com fome de comida e sim de pau, e a fome dele parecia de mim, e fui tomar um banho, minha rachinha estava ardendo, toda vermelhinha. depois do banho fui ver como ele estava, entrei no quarto de hóspedes só de calcinha e camiseta curtinha que deixava minha calcinha aparecendo, abri a porta e o safado estava dormindo peladinho, fiquei com água na boca olhando aquele pau mesmo que mole, senti um desejo incontrolável e deitei ao seu lado. Dormimos acho que mais de hora, quando acordei ele ainda dormia, mas estava de barriga para cima e com uma dessas ereções que os homens têm dormindo, fiquei ali olhando, louca para cair de boca, e de quatro na cama eu lambi a cabeça,depois o caralho todinho e ele despertou sonolento, me viu ali de quatro chupando seu pau e se ajeitou nos travesseiros e mandou eu mamar gostoso que iria foder meu cú, eu fiquei tensa, e mamei com mais vontade para que gozasse na minha boca, chupei por uns 10 minutos e nada, até que casei, deitei na cama e pedi que ele entrasse em mim, minha bucetinha ainda ardia, mas era melhor a buceta que o cú, mas se levantou e disse que nada disso, que queria meter de quatro, confesso que adoro foder de quatro, me sinto como um bicho, uma cadela, uma vaca, uma égua sendo traçada pelo seu garanhão, mas eu sabia que ele queria meu cú, mas fiz o que ele pediu, fiquei de quatro na ponta da cama, ele lambeu minha buça e depois meu cú, e enfiou na minha buceta, na real tentou, mas eu estava doida e ardida demais e não aguentei, pedi para parar,então tirou a cabeça que havia entrado e a posicionou para o meu anel, forçou a cabeçona,mas minhas pregas não cederam, então o safado pediu para eu esperar e saiu do quarto, voltou com um vidro de azeite que tinha, besuntou meu cú e o seu caralho, colocou a cabeça na entradinha do meu cú, e forçou,forçou e a cabeça venceu minhas pregas, uma dor lascinante eu sentia, achei que fosse esperar eu me acostumar, mas não, foi empurrando todos os centímetros, meu cú ardia, resolvi me tocar, meu grelinho sofreu com meus toques desatinados, e a dor começou a ser menor que o prazer, isso além da masturbação eu acho que por que ela agora mete até a metade e tira todo, sinto um vazio e logo para minha felicidade vem carne dura, vem caralho, e depois de uns 10 minutos castigando meu cú me avisa que vai esporrar lá dentro, eu já estou a fim de gozar também, e peço que soque todo o pauzão e goze no fundo do meu cú, e sinto os jatos de porra a inundar meu cú, e grito de prazer e gozo gostosin também, e agora insisto que tire e ele com pena do meu rabo começou a desembainhar o caralho do meu cú ardido, nossa que dor, que tesão, cai deitada na cama, ele foi para o banho me convidando, eu estava trêmula,doida, ardida, mas mesmo assim fui ao seu encontro. No banho lavei bem o caralho dele, me toquei e me impressionou a abertura que ainda estava no meu rabo, pediu para ver, falou que escorria porra quando eu piscava o rabo, mas isso eu já sabia, saímos do banho e comportados nos sentamos na sala ainda de toalhas, foi quando convidei para ficar a noite, topou, disse que já esperava por este convite, e foi quando me convidou para sairmos e jantarmos, fui me arrumar, na verdade coloquei uma mini saia jeans e uma camiseta preta, mas não esqueci da sandália de salto bem alto, salto 10, sutiã e calcinha pretos, quando cheguei à sala ele vestia uma bermuda de sarja azul e camiseta branca, e me abraçou, e falou que estava sem cuecas, e passando a mão na minha grande e dolorida bunda sentiu que eu estava de calcinha, se abaixou na minha frente, tremi, e sem levantar minha saia tirou minha calcinha e guardou no bolso, falou que agora sim eu estava pronta.
Fomos a um restaurante que tem vários petiscos, e é todo com iluminação indireta, é meio alternativo, eu sabia que existia, mas não o frequentava, ele com certeza conhecia, pois foi ele que escolheu, pedimos um chopp e não sabíamos se conversavamos sobre o sexo pegado ou sobre amenidades, preferi começar pelas amenidades, petiscamos e depois, com o tesão que eu estava sentindo pelo Meu Amigo, a vontade, embora toda doida de foder com ele faziam eu beber e beber, até que perguntei se
- TU GOSTOU DE HOJE ?
- Sim, muito e tu?
- ADOREI!
- TENHO UMA XANINHA APERTADINHA?
- Sim, tua buceta é gostosa, apertadinha, o pau entra rasgando; tu curtiu tomar no rabo?
aquela maneira meio chula que falava comigo me deixava com muito tesão, eu já abria e fechava as pernas em um sinal de tesão.
- Quer fazer uma loucura aqui?
- DEPENDE DO TIPO DE LOUCURA;
- Quero ver vc bater uma punheta para mim aqui;
- TÁ LOUCO? AS PESSOAS VÃO VER…
- Que nada, ta meio vazio e os que estão aqui estão cada um na sua festa,
neste momento ele pega a minha mão e faz eu tocar no seu caralho por cima da bermuda, tava duro, passei a mão e apertei com vontade, no meu ouvido ele me falava obscenidades( - Tua buceta tá molhada? Garanto que tá sim e louca pela minha pica, pega nela e bate uma para o Teu Amigo, pega o caralho que gozou dentro do teu cú), eu acabei abrindo o zíper da calça e manipulei gostoso, comecei a punhetar, meu mel já escorria querendo sair da xana, eu não podia fazer movimentos bruscos, então punheta bem lento o pauzão olhando fixamente para seus belos olhos, mas eu não queria o gozo dele ali desperdiçado no chão, e parei, guardei dentro da bermuda e convidei para darmos uma volta,
- Quero te tocar aqui…
- NÃO TEM COMO, JÁ NOS ARRISCAMOS DEMAIS,
mas, ele não se deu por satisfeito, fez com que eu me virasse quase de frente para ele, e tocou, tocou meus lábios vaginais empapados de tesão, eu passei a língua nos lábios e ele enfiou dois dedinhos em mim, depois achou meu grelo duro e passou a sarrar gostoso, eu tinha vontade de gritar, de gemer, de deitar na mesa e abrir as pernas mandando me penetrar, mas ele sabia o que fazia, e antes que eu me gozasse...parou, me convidou para irmos embora. Pagamos a conta, levantamos e senti minhas coxas melarem, abriu a porta do carro e antes de entrarmos nos beijamos fogorosamente, ele levantou a parte de trás da minha saia, na real levantou toda, eu só pensava ( - TOMARA QUE NÃO PASSE NINGUÉM), me encostando aquele caralho duro e me beijando acabou por passar a mão pelo meu reguinho nu e introduziu um...depois outro dedo no meu cú e socou, cheguei a dar um Aí, que até hoje penso se foi de dor ou prazer, e logo entramos no carro, eu já fui direto abrindo a bermuda e deixando se libertar aquele caralhão tesudo, e cai de boca, ele levantou minha mini saia e tinha uma visão privilegiada do meu rabo, e lambi, chupei e punhetei aquele pau gostoso até que ele forçou minha cabeça em direção ao pau, senti que ia engasgar, mas antes disso ele jorrou porra na minha boca, sorvi tudinho com muito gosto, me arrumei no banco e partimos para casa.
Colocamos o carro na garagem e ele já tirou minha roupa e se jogou na piscina, eu entrei me casa, peguei umas cervejas, gelo e balde, e fui até a beira da piscina, com ele aos meus pés só que dentro da piscina, eu fiquei peladinha e pulei sobre ele, quando voltei do outro lado ele já estava com duas cervejas nas mãos, entrelacei minhas pernas na volta da cintura e senti o ferro querendo endurecer, esfreguei minha buceta e nos beijamos, brindamos a NOSSA AMIZADE e com a mão posicionei o caralho duro para que me penetrasse, ele estava imóvel, e fui chegando com o corpo para perto dele, a buça já mais acostumada com aquele tamanho até que me socou, cheguei a ver estrelas, e disse que eu ia mexer na pica, e fiz com gosto, me afastava e o caralho saia a metade, me aproximava e entrava tudo e não deu outra, eu no ouvido dele avisei que ia gozar, e meu gozo veio gostoso, gozei cravada na pica, mas ele não tinha gozado e não perdeu tempo, me apoiou na borda da piscina de costas para ele e colocou a pica na entrada do anel, e forçou, minhas pregas já se abriram e foi enfiando, metendo tudo para dentro de mim, até que senti as bolas baterem em mim e jatos de porra no meu cú, que delicia ser fudida por um pauzudo,saímos da piscina, nos secamos e fomos dormir. Acordei tarde, havia dormido profundamente e ele não estava ao meu lado, fui procurar e encontrei um bilhete sobre a mesa de jantar:
(- Se Me Desejar Quero Ser Teu Pau AmigO...Muito Bom foder contigo...beijos minha puta!)


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
Paulinho nos viciou e nos vendeu há 8 horas

Eu fora usada por meu primo Paulinho e seu amigo ao mesmo tempo uma noite i...
renata Jovens 39


CRENTE NOVINHA há 9 horas

Bem vou ser bem breve, tenho uma babá que cuida de meus filhos, novinha, l...
tigreraiado Virgindade 42


UMa vizinha especial mandei rola na sua buceta há 11 horas

Diogo,19 anos sou moreno alto, com um pau de 18 cm adoro sexo, mas atualmen...
laureen Heterosexual 31


fudendo a bucetona da minha vizinha há 11 horas

Sou estudante moro com minha mãe. Sou amigo de todos adoro ter amizades s...
laureen Heterosexual 19


QUEM QUER FUDER MINHA BUCETA , SEXO TESÃO há 11 horas

Tenho 24 aninhos de pura safadeza agora estou sozinha novamente meu ex mari...
laureen Heterosexual 15


SOU TRAVECO, MAS ADORO FUDER UMA BUCETA TB há 11 horas

Bem o que vou narrar aqui hoje nunca tinha imaginado que poderia acontecer ...
laureen Fetiches 27