Bailarina Loirinha (Finale)

28 de Junho de 2014 Del Contos Eróticos 2860

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


"...com meu gozo espalhado em partes do seu aparelho nos dentes..."

Esta é uma continuação. Leia todo o conto na íntegra no site Contos Eróticos Aleatórios, ou leia as partes anteriores aqui: Parte 1 - Parte 2

“Devagar Del, devagar, assim.” – Ela sussurrou em meu ouvido enquanto trocávamos de posição, deixando que suas pernas cansadas baixassem até me envolverem ao redor de meus quadris. Mantive o apoio sob sua deliciosa bundinha, indo e vindo devagar dentro de sua intimidade, ao mesmo tempo em que ela gemia bem baixinho ao pé do meu ouvido, quase como uma gata ronronando.

Voltamos a nos beijar, e eu voltei a acelerar o ritmo, fazendo a deliciosa loirinha arranhar levemente meu pescoço. Bem que eu queria continuar naquela posição, mas meus braços e pernas queimavam, então transportei gentilmente a delícia até a cama, deitando nossos corpos sem desengatar meu mastro de sua bandeira. Deitados em um legítimo papai-e-mamãe, sem deixar que os beijos parassem por um segundo sequer, movimentei meu quadril de forma circular, fazendo com que minha piroca tocasse em cada milímetro do interior da mocinha, que passava a mão por toda a extensão das minhas costas e apertava minha bunda para finalizar.

Logo a bailarina fez-se valer de sua flexibilidade, abrindo as pernas em uma abertura zero de respeito, enquanto eu levantei meu tronco e me apoiei nos braços, visualizando a cena da minha grossa trosoba entrando naquela buceta espetacular, deliciosamente arreganhada pela posição da bailarina. Olhei no rosto da menina e disse que ela era incrível, e ela sorriu, satisfeita por me encantar com suas habilidades ímpares para apimentar a trepada. E para deixar a cena mais deliciosa, eu fazia questão de puxar o mastro quase todo para fora, deixando só a cabeça escondida, e depois enterrar tudo de uma vez, até ouvir o estalo do meu saco encontrando a bundinha da moça.

Então tirei o mastro de uma vez, e me levantei da posição, mas ordenei que a doce bailarina continuasse como estava. Eu iria cair de boca naquela xota disposta em abertura zero das pernas da loira, mas confesso que a cena era tão linda que me paralisou por uns instantes, aonde boquiaberto senti minha piroca vibrar selvagem, um espetáculo. Enfim sob controle de minhas atitudes, mergulhei diretamente naquela linda bucetinha, abusando da minha técnica de cunnilingus (aprenda, clique aqui), não descansando até ver a bailarina mergulhar em outro orgasmo, discreto no início, mas intenso quando se misturou a outro orgasmo em sequência.

Estupefata com minha habilidade em lhe tirar do sério, a bailarina disse que fazia questão de me recompensar, ainda que estivéssemos já avançados no horário. Sua ordem foi para que eu me deitasse na cama e relaxasse, pois agora era só com ela. Quando ela começou a me punhetar, lembrei imediatamente de momentos antes, aonde ela me fizera gozar apenas com o toque aveludado de suas pequenas mãos em meu monstro vascularizado. Delirei ao sentir que ela me masturbava ainda com mais técnica, e ela fez questão de cuspir na pica para deslizar as mãos com mais facilidade. Foda leitor, nem eu me punhetava tão bem.

Só que dessa vez ela não iria escapar de abocanhar meu salame, então a peguei pelos cabelos e trouxe sua boquinha de encontro ao boneco, sem qualquer resistência por parte dela. Foi um boquete único, ela chupava só a cabeça, babando sem dó e deixando sua saliva doce escorrer pelo pau, e com as duas mãos, ela fazia uma espécie de massagem na trosoba; enquanto uma mão subia no sentido pélvis-glande, a outra descia no sentido oposto, e vez ou outra ela descia as duas mãos até a pélvis e engolia meia pica. Absurdo!

Explodi em uma gozada voraz, urrando como um dinossauro e fazendo porra vulcânica jorrar da minha piroca fervilhante, direto na boca da bailarina. E quem disse que ela parou por aí? Ela continuou seu movimento exclusivo, só que agora além de baba, escorriam resíduos de minha porra na superfície da pica, que em seguida também escorriam pela mão da safadinha, que apenas tirou a boca do meu pau para dizer que queria mais leite.

O desejo dela foi uma ordem, e dentro de poucos instantes emergiu uma gozada mais intensa de meu íntimo, fazendo minha trosoba pulsar em ritmo frenético, e meu corpo inteiro se retorcer em fortes espasmos. Uma delícia! E enquanto minha pica morria com dignidade após tal combinação voraz de boquete e punheta, a bailarina loira fez questão de limpar cada gota de meu leite e, quando terminou, abriu a boca para mostrar vestígios de porra em sua língua, e depois me deu um sorriso inesquecível, com meu gozo espalhado em partes do seu aparelho nos dentes. Se o objetivo dela era marcar minha vida, definitivamente ela conseguiu.

Conteúdo também disponível na íntegra no site Contos Eróticos Aleatórios.

Que tal uma aventura regada a muito tiro, porrada, bomba e sexo? Leia a sequência de posts "Sir, Yes Sir" clicando nas partes abaixo:

Parte 1 - Parte 2 - Parte 3 - Parte 4 - Parte 5



Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
Ola galera sou bodiar, como ja tenho comentado min há 1 hora

Ola galera, é pequeno o conto mas quero relatar,,,,,,perto do meu deposito...
bodiar Traição/Corno 5


Eu e a Fer,,,,,,vizinho Davi vôlei no campinho are há 1 hora

Ola galera sou bodiar, como ja tenho comentado minha esposa não larga do m...
bodiar Exibicionismo 4


FER! Meu pau não saciou SEU TESÃO!,,,Ofereci outro há 1 hora

Ola galera quero dar continuidade no dia em que tiramos para comemorar o di...
bodiar Traição/Corno 5


buceta deliciosa da minha tia há 15 dias

Minha tia é uma mulher de 39 anos, uma coroa muito enxuta, toda trabalhada...
laureen Incesto 47


quando fui comer um cuzinho apareceu uma bucetinha há 16 dias

quando fui comer um cuzinho apareceu uma bucetinha tb demais sexo gostoso r...
laureen Grupal 87


Fodendo Gostoso com o Veterinário da nossa Fazenda há 16 dias

"Fui tomar um banho antes que faltasse luz, eu estava em um misto de apr...
dammasafada Aventura 75