"comida" de rua...

04 de Julho de 2014 challenger Contos Eróticos 4596

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Trocamos olhares ao passar um pelo outro na calçada. Ela, moreninha, devia ter 1,65 de altura, usava uma calça legging preta, socada e meio transparente, com uma bunda nem muito grande e nem muito pequena. Blusa rosinha, onde mostrava que sua pancinha era maior que seus seios, mas que eram maiores que minha mão e caídos. Não era feia de rosto e seus cabelos iam até os ombros. Não era gordinha e sim muito gostosinha. Parecia que estava fazendo caminhada, apesar de usar uma grande bolsa preta.

   Era pouco mais de meio dia de sábado, algumas lojas fechando e ela tinha acabado de descer de um ônibus. Eu, saí da padaria, depois de tomar um café rápido e fazer um caminhada. Quando nos olhamos, ela passava suas mãos no cabelo, não sabendo para onde iria direito. Mas quando trocamos olhares, ela deixou perceber que eu poderia me aproximar dela. Fiquei obeservando até onde ela ia e fui atrás, melhor do que ficar na dúvida. Ela parou numa esquina de rua, que era de casas e entrou. Eu, excitado, fui atrás. Ficou na esquina, olhando para os lados e eu olhando sua bundinha, redondinha, pequena e socada dentro da calça.

   -Bom dia, quer alguma informação? -Qual seu nome?

   -Laís. Eu estou procurando a casa de uma tia.

   -E onde fica, você sabe?

   -Não. -Combinamos de nos encontrar numa parada de ônibus, mas acho que não é essa que eu desci.

   -Hummm...você quer ligar para ela? -Minha casa é aqui perto.

   Ela me olhou, incerta e me perguntou meu nome. Usava um óculos de aro preto e tinha uma cara de novinha e sapequinha. Olhei para mais embaixo, entre suas pernas e vi que estava bem inchadinha. Eu até estava com meu celular no bolso, mas falei da minha casa para ver o que ela respondia. Incrivelmente ela disse sim. E fiquei pensando que ela era realmente doidinha, como vai para casa de um sujeito sem o conhecer? E sou mais louco ainda, como eu levo uma mulher como aquela para casa. Mas enfim...

   Andamos umas duas ruas, conversando e descobri que ela mora com a mãe, em outra cidade, menos de trinta quilômetros da minha. Solteira, desempregada, queria ver se poderia arrumar emprego por aqui. Não havia almoçado e eu lembrei que tinha pizza em casa. Só que antes de comermos a pizza, eu queria comê-la primeiro. Chegamos na minha casa, moro sozinho, falei para ela, não se importou, ela entrou e eu fissurei na sua bunda e suas coxas naquela calça coladinha. Tranquei o portão, e ao abrir a porta da minha casa, passei levemente minha mão na sua cintura e de leve na sua bunda.

   Mostrei onde estava o telefone, e eu de pau duro, encoxei na sua bunda. Ela sentiu minha rola latejando e empinou sua bunda enquanto eu me esfregava nela. Agarrei sua cintura e soquei lentamente meu pau nela. Enfiei minha mão para dentro da sua calça, depois calcinha. Sua bucetinha, recem raspadinha, denunciava seu grelho molhadinho. Já estava louco de tesão, quando abri uma gaveta perto, pegando uma camisinha. Tirei meu pau para fora do short e o encapei meu. Fiz a safada deitar de rosto na estante, tirando sua calça. Sua bunda era grande, e comecei a dar uns tapas meio fortes. Me ajoelhei de frente com sua buceta. Vi que era pequenininha, dei uma cuspida, mas não lambi. Levantei de novo, empinei ainda mais sua bunda e soquei meu pau fundo dentro dela. Ela levava em silêncio, enquanto eu gemia que nem um louco, comendo aquela bucetinha com vontade. Confesso que foi rapidinha gostosa, com direito a porra quentinha por toda a sua bunda.

   Ela disse que não lembrava o telefone da tia. Melhor para mim, porque fudi aquela putinha até a noite, quando a deixei na rodoviária. A única crítica que tenho dela, era que parecia que eu transava com uma morta. Não reclamou nem quando soquei ferozmente seu cuzinho apertado. Gozei na sua cara diversas vezes, fora os tapas e puxões violentos que dava nos seus braços e cabelos. Trocamos telefone, mas na real, só se eu não conseguir nenhuma foda eu voltaria a comê-la.


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
meu tio arregaçou minha bucetinha virgem há 13 horas

Jà desconfiava de titio há muito tempo sempre que vinha em casa não tir...
laureen Incesto 49


ARROMBADA NA INTERATIVIDADE - DELICIA DE MORENO há 1 dia

Estava muito ansiosa aquela noite. Eu e meu namorado estávamos indo para...
lsanchesb Aventura 58


meu tio tirou meu cabacinho delicia adorei há 2 dias

Entramos na casa de meu tio, ele me sentou em um banco, eu quase que desmai...
laureen Incesto 105


meu pai fudeu minha bucetinha bem gostosinho há 2 dias

Desde menininha eu via meu pai fudendo minha mãe e Desde menina via meu...
laureen Incesto 106


tirei o cabacinho da minha prima fogosa buceta del há 2 dias

tirei o cabacinho de minha priminha gostosa Eu morava um pouco distan...
laureen Heterosexual 96


o safado gozou na minha calcinha e bucetinha,metrô há 2 dias

gozou na minha calcinha e bucetinha no metrô, Meu nome é Mel ,loir...
laureen Fantasias 133