Cerveja, boquete e anal

18 de Agosto de 2014 Flavio10 Contos Eróticos 8872

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Um dia desses tive o prazer de conhecer Eliza, uma jovem garçonete de 19 anos, funcionária de um restaurante situado no entorno da Praça do Carmo, no centro de Fortaleza. Mulher do tipo gostosona: boa de bunda, seios fartos, coxas bem torneadas, boca carnuda e o melhor de tudo, super tarada, dessas que topam tudo na hora do sexo: anal, vaginal, boquete e outras sacanagens típicas de filmes pornôs. Mas eu só descobri o seu lado de tarada depois que a convidei para tomar uma cervejinha depois do seu expediente. No no seu estado normal aparenta ser uma garota recatada, de pouca conversa e com fisionomia de mulher séria, perfil que muda completamente depois de algumas doses de álcool.
Marquei com ela em um quiosque situado em uma praça bastante conhecida do Centro de Fortaleza, a famosa Praça José de Alencar, sua fama se deve ao Teatro que homenajeia com o seu nome o escritor cearense José de Alencar, autor de livros famosos, dentre eles o conhecido romace Iracema, que conta a história de uma índia possuidora de beleza encantadora, cujos lábios tem o sabor de mel. O quiosque pertence a um conhecido e fica a poucos metros da entrada principal do teatro, quase em frente ao mesmo.
Cheguei primeiro, pedi uma cerveja e fiquei a sua espera. Pouco tempo depois Eliza chega, estava vestida com uma calça de cotton preta e uma blusa baby look, sendo posível perceber por meio de suas roupas as suas curvas vertiginosas. Regada a uma cerveginha, a conversa foi fluíndo normalmente. No início falamos sobre estudo, trabalho, e várias outras coisas, nada sobre namoro ou sexo. Nesse primeiro momento Eliza se manteve sempre séria, poucos sorrisos, sem dar sinais de que seria fácil levá-la pra cama. Como era o nosso primeiro encontro, cheguei a pensar em não tocar no assunto sexo, seria mais prudente ganhar mais confiança e tentar se dar bem em outra ocasião.
Porém, como uma cerveja gelada sempre pede outra, aos poucos Eliza foi ficando sob o efeito do álcool e pra minha sorte foi ficando mais fácil e sorridente, situação que abriu caminho para outras conversas e algumas carícias, tudo rolando discretamente, pois estávamos em praça publica. Depois de várias cervejas veio aquela vontade de urinar e Eliza foi a primeira a querer ir, detalhe, no quiosque não possuia banheiro. Foi nesse momento que tive a idéia de convidá-la para irmos ao motel, aproveitando que o entorno da praça possui alguns desses estabelecimentos.
Foi fácil, disse pra ela que a solução mais prática seria ir pro motel, lá tem banheiro, onde ela poderia ficar a vontade e ainda poderíamos curtir o encontro com mais privacidade. Eliza aceitou o convite na condição de poder tomar mais algumas cervejas no motel. Falei que sim, sem problemas! Saimos do quiosque e poucos instantes depois já estávamos na suite do motel, onde Eliza já foi logo revelando o seu lado de tarada e de dominadora. Rapidamente se despiu e não permitiu que eu tirasse a minha roupa, disse que queria combinar uma coisa. Então ordenou que eu deitasse na cama e em seguida deitou com todo peso do seu corpo sobre o meu e disse: primeiro quem vai mandar sou eu, você não faz nada, fica bem quietinho, eu gosto de pegar os homens e fazer tudo que tenho vontade de fazer com eles, em compensação, depois que eu ficar satisfeita deixo você fazer o que quiser comigo, realizo todos os seus desejos, pode me fuder a vontade, dou até o cu se você quiser e sem frescura, é assim que gosto, e ai concorda? Respondi que sim, é óbvio. Imaginei logo aquele mulherão de quatro e com a bunda toda arreganhada pronta pra ser emrrabada.
Obedeci direitinho as ordens de Eliza, fiquei deitado na cama durante um bom tempo enquanto ela satisfazia suas taras. Primeiro tirou toda a minha roupa, peça por peça, e como uma cachorra faminta começou a lamber todo o meu corpo. Depois pediu uma cerveja ao serviço de quarto e derramou parte dela sobre meu peito, barriga e coxas e continuou com as lambidas, lambeu toda a cerveja. Depois iniciou o boquete, ela caiu de boca no meu pau, chupando e lambendo com voracidade, parecia uma louca desesperada, derramou cerveja sobre o meu pau e chupava com mais vontade. Logo veio a vontade de gozar, e como a ordem era ficar quieto, não disse nada e gozei na boca dela, que não desperdiçou nenhuma gota, egoliu tudo como uma cadela faminta. Com o meu pau ainda duro ela disse: pronto, agora é a tua vez pode me comer como você quizer! Sem perder tempo, mandei ela ficar de quatro e arrenganhei toda a sua bunda, primeiro dei uma cuspida no seu cuzinho pra lubrificar, em seguida enfiei um dedo e dei algumas dedadas. Eliza disse: não perde tempo com dedo, enfia logo o pau, e enfia com força, eu gosto é com força! Obedeci e enfiei, entrou fácil, dei várias estocadas naquela bunda gostosa. Eliza começou a exigir que eu metesse com mais força, e assim fui intensificando as estocadas, depois ela começou a implorar para que eu gozase no seu cu, pedia em alta voz: vai gostoso, vai, mete com força vai, goza nesse cu gostoso, goza! Logo dei uma gozada naquele cuzinho maravilhoso, foi bom demais, gozei tanto que fiquei com o saco doendo de tanto gozar.
É isso ai pessoal, essa foi mais uma das minhas aventuras, espero que tenham gostado.


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
Davi no tempo certo, fez a Fer sentir o pau duro d há 3 horas

Davi no tempo certo, fez a Fer sentir o pau duro dele, a vagabunda pirou de...
bodiar Traição/Corno 8


pedi seu cuzinho virgem como prova de amor ...sexo há 4 horas

Voltei mas pedi seu cuzinho virgem como prova de amor ...sexo delicioso,tes...
laureen Virgindade 6


Vizinho jovem safado e seu primo me fuderam de nov há 4 horas

Vizinho jovem safado e seu primo me fuderam de novo...FINAL Leo me deixav...
laureen Heterosexual 7


fuderam a bucetinha da minha namorada liberal,sex há 4 horas

fuderam a bucetinha da minha namorada liberal,sexo total delicia Meus mom...
laureen Heterosexual 4


Minha esposa e suas amigas deliciosas,tesão delic há 4 horas

fudendo adoidado a bucetinha da minha esposa e suas amigas deliciosas,tes...
laureen Grupal 5


meu marido me ofereceu pra seus amigos buceta ardi há 4 horas

Meu marido me ofereceu para seu amigo da rola grande , sexo tesão demais ....
laureen Traição/Corno 5