Minha Amiga Luana part 3

20 de Agosto de 2014 Will Contos Eróticos 3601

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Era domingo, passava das duas da tarde , acordei, tomei um banho, fui a cozinha, comi algo, me arrumei e sai encontrar uns amigos para mais uma roda de narguile e jogar conversa a fora.
Passava de cinco da tarde, Luana me manda uma mensagem dizendo: nossa acordei agora, que noite foi essa; eu respondi: nossa dorminhoca, ficou exausta então; ela respondeu: fiquei, também que que foi aquilo; eu a respondi: o que foi não sei, mais foi bom hehehe; ela respondeu: muito mais que bom; eu mandei: se arrume que daqui a pouco passo te buscar pra vim aqui comigo; ela pediu: você ta a onde?; eu a respondi: estou no posto (posto de combustível)com os pia fumando um narguile e tomando uma gelada; ela respondeu: meia hora to pronta.
Cheguei la, mal estacionei meu carro, ela já saiu de casa, estava com um short jeans degrade bem curtinho que mal cobria sua bunda, e uma blusinha branca quase transparente que dava de ver seu sutiã branco, com uma rasteirinha, estava de mais. Ela entrou no carro me deu aquele beijo gostoso que so ela tinha, então partimos ao posto.
Chegamos no posto,mais meus amigos tinham ido embora, mas decidimos ficar ali, sentamos e seu ex-namorado começou mandar mensagens para ela, ela me mostrando tudo, e mal o respondia, então fui pegar uma cerveja na loja de conveniência, ele chegou no posto, e foi falar com ela, eu sai com as duas longs na mão coloquei na mesa, e falei: algum problema aqui; ele me respondeu: não te mete, e a pegou no braço e disse : vamo vem comigo, ela respondeu: me larga Matheus, não vou ir com você, já deu acabo, eu falei: larga ela; ele respondeu: já falei pra não se meter, eu não pensei duas vezes e parti para a briga.
Bati nele, então chegou uns amigos dele e vieram me bater, mais não foi fáci,l eu treino MMA a quatro anos, e faço musculação a oito, sou grande e forte. Porem estavam em quatro contra um, apanhei um pouco, mais bati bastante, ate que nos separarão, então ele entrou no carro, me jurando morte.
Luana veio correndo, pedindo se eu estava bem, estava com uns ralados e uns roxos, coisas normais de uma briga, então ela falou: vamos embora daqui, vamos la na tua casa limpar isso e trocar essa sua roupa, que tava suja.
Chegamos na minha casa, tirei a camisa, ela mandou sentar no murinho que dividia a cozinha da sala era meia altura, pegou umas cases com soro e começou a limpar os ralados, dando sermão pela briga, eu já não estava mais aquentando aquele sermão, desci de cima no rumo, a peguei de jeito, à coloquei na parede e falei: chega de fala na naquele bosta, a beijei forte, enquanto minha mão esquerda pegou naquela bunda gostosa, ela largou no chão o vidro de soro, e as gases, então peguei no colo e a levei ate a mesa da cozinha.
Tirei sua blusa, e a minha também, e nos beijávamos com um fogo, a gente parecia fogo e gasolina, fui mordendo o pescoço dela, soltei o sutiã, e cai de boca naqueles peitos, que já estavam durinhos, ela se transformou, daquela menina ingênua, a uma selvagem louca por sexo, me empurrou, desceu da mesa, me empurrou ate a parede, começou a morder meu pescoço, enquanto a sua mão abria meu shorts, e foi descendo aquela boca pelo meu corpo, enquanto aquelas mão pegavam no meu pau ainda por cima da cueca, ela chegou com a boca no meu pau, beijou por cima da cueca, então sacou ele de dentro da cueca, e o abocanhou com vontade, era um tesão ver ela chupar daquele jeito, aquela boca macia e gostosa, me olhava com uma cara de insaciável, chupava, lambia, eu estava com tanto tesão que iria encher a boca dela de porra logo logo, então tive que retomar o controle, a puxei para cima, com força, a beijei abri seu shorts, o tirei junto com a calcinha, fiz ela colocar um pe em cima da mesa, e cai de boca na sua boceta, a chupava com vontade, ela estava toda melada, com aquele gosto que so ela tem, meti de cara os dois dedos dentro dela, ela gemendo muito, aquilo me hesitava cada vez mais, não demorou ela gozou em minha boca, eu chupei todo aquele liquido dela, levantei e a coloquei em deitada em cima da mesa.
Encaixei meu pau, e comecei a meter com força, como nunca tinha metido antes, ia ate o talo do meu pau dentro dela, ela me olhava com os dentes serrados, e falava: mete gostoso mete nessa boceta, come ela inteira; aquilo me deixava maluco, ela me aranhava as costa,e já estava tão hesitada que iria gozar a qualquer momento, mais eu não aquentei, tirei e gozei em cima da barriga dela. Ela falou: nossa gozou, vai me deixar aqui assim pegando fogo; aquelas palavras me hesitaram tanto que parecia que nem tinha gozado a instantes, tornei a meter e com mais vontade ainda e falava para ela: você quer que eu te foda hein; ela respondeu: quero muito, vai mete gostoso nessa boceta, e gritava, logo aqueles gritos se acalmarão, parecia que tinha perdido a consciência, estava toda Lomé, eu percebi que sua boceta tava pingando, ela tinha gozado tanto que chegava a pingar no chão, logo ela volto a si, mandou me deitar no chão, eu deitei.
Ela pegou um guardanapo, limpou onde tava meu gozo, e veio por cima, sentou no meu pau e começou a cavalgar com vontade, parecia uma atriz pornô, rebolava e socava sua boceta no meu pau, me beijava e gritava, estava um tesão aquilo, olhar ela toda descabelada rebolando em cima do meu pau e gemendo como uma loba uivando. Eu atirei de cima de mim, ficamos em pe, mandei ela se apoiar na mureta, fazendo ela ficar com aquela bunda empinada pra mim.
Cheguei e comecei a meter com vontade, ela gemia tanto, peguei no seu cabelo e dava tapas na sua bunda, que chegava ficar marcada minha mão, logo ela anunciou: vou gozar de novo, seus gemidos se intensificarão, e ela gozou, e os seus gemidos foram diminuindo ate quase pararem, eu diminui a força e chamei meu gozo, ela falou: quer gozar onde?; eu falei: na tua boca, você deixa; ela respondeu: depois de tanto prazer que você me deu deixo sim; eu tirei meu pau de dentro dela e a chamei, ela se ajoelhou e meteu a boca no meu pau, e me punhetava, sem tirar a cabeça da sua boca, logo enchi a sua boquinha de porra, foi tanta que não coube na sua boca, e escoria pelos cantos de seus lábios carnudos, ela correu para o banheiro.
Voltou aquela menina doce e ingênua, nossos corpos estavam todos marcados, por causa deste sexo selvagem, a bunda dela estava toda vermelha dos tapas que eu dei, minhas costas saia sangue dos aranhões dela.
Tomamos banho, nos vestimos e a levei para casa.

Te a próxima.


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
historinhas de corno .....sexo gostoso corno tesão há 7 horas

Conheça histórias dos cornos ...... homens que têm prazer em dividir su...
laureen Traição/Corno 17


fudeu minha bucetinha gulosa,bem gostoso amei, há 1 dia

fudeu minha bucetinha gulosa,bem gostoso amei, Dentro de casa ele fude...
laureen Virgindade 61


Meu Genro e seu pai me foderam, primeira DP...amei há 2 dias

"saiu do banho enrolado apenas em uma toalha branca, chegou próximo a mim,...
dammasafada Aventura 96


dando a bucetinha e cuzinho para ajudar meu marido há 3 dias

00000000000000000000000 Adorava namorar na área de casa ou no jardim...um...
laureen Traição/Corno 156


meus amigos fuderam a buceta de mamãe sexo delici há 7 dias

------------------------------ Minha mãe é linda, saúde e corpo,perf...
laureen Traição/Corno 249


Tomei a porra do meu Genro Safado e Gostoso! há 8 dias

“ela entrou no banheiro, ele foi até a janela e ouviu o chuveiro abrir, ...
dammasafada Aventura 275