Delicia de Cunhada - Parte 1

04 de Setembro de 2014 Morfeo Contos Eróticos 7738

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Olá, me chamo André e tenho 34 anos, sou moreno, tenho 1,75 cm e 90 kg, não sou malhado, e nem gordo, digamos que tenho uma barriguinha de chopp e ainda causo alguns olhares de desejo pra cima de mim. Sou casado com Andréa que é 8 anos mais nova que eu. Ela é uma mulher linda, um corpo delicioso, que não perdeu nada, mesmo depois de termos nosso primeiro filho. Sou extremamente apaixonado por ela e pelo meu filho, e temos uma vida normal de casal, algumas brigas, sexo, saídas com os amigos, essas coisas. De uns anos pra cá passei a prestar mais atenção na minha cunhada, Renata. Ela no começo do nosso namoro, não era lá essas coisas, magrinha, cabelos longos pretos, corpo por se desenvolver, minha esposa era muito mais bonita. Mas de uns 5 anos pra cá, ela deu um salto, pintou o cabelo de loiro, que diga-se de passagem combinou muito com seu tom de pele, branquinha, e começou a ir na academia. Seu corpo se desenvolveu de um jeito que começou a chamar a atenção de todos. Ela tem 1,65 de altura e deve pesar uns 60 kg, muito bem distribuídos, uma bundinha empinadinha, nem grande nem pequena, curvas por todo o corpo, e peitinhos pequenos, claro que chamou minha atenção também. Seu primeiro telefone com câmera e seu primeiro netbook, para mim foi o começo do paraíso. Ela adorava tirar fotos ou de biquínis ou de calcinha e blusinha. Como fiz curso de computação, e gosto dessa área, e o netbook dela de vez em quando dava problemas, ela pedia para que eu arrumasse. Claro que eu fuçava toda vez atrás de fotos e algumas outras coisas que pudessem ter naquele netbook. Nas primeiras vezes, nunca encontrei nada, mas uma vez, eu praticamente perdi o fôlego e meu coração disparou quando vi tais fotos. Tinha, sei lá, umas 30 fotos, mas as mais interessantes, e que tenho até hoje, são as que ela esta de calcinha, com o short na altura do joelho, tirando foto da bundinha maravilhosa dela, empinadinha, durinha, branquinha, meu pau ficou duro, acho que em dois segundos, e fui vendo outras fotos, em algumas de biquínis, que deixavam sua bundinha mais linda, outras de calcinha, para ver como ficava em seu corpo, e outras de vestidinho. E eu só imaginando como seria caindo de boca naquele corpinho escultural, aquelas curvas que tanto me davam tesão. Essas fotos foram as inspirações de minhas punhetas até um certo dia. Há 2 anos ela pediu demissão do emprego e como trabalhamos na mesma área, e eu estava precisando de pessoal para o meu setor, consegui que ela viesse trabalhar junto comigo. Nunca fomos muito intimos, sei de algumas coisas que minha esposa me contava, como o caso do seu ex-namorado que não gostava de dar no coro (que eu sinceramente acho que é viado, porque não gostar de transar com uma deusa daquela... se fosse eu comia 4 vezes por dia: café da manhã, almoço, janta e ceia), fora isso não sabia muito mais da vida dela. Recentemente ela foi morar com seu atual namorado, e como ele tem alguns problemas de saúde, e precisa tomar remédios fortes, imaginei que ele não estivesse comparecendo, coisa essa que ela mesma me confirmou depois. Pois bem, por mais que tivesse uma tesão enorme por ela, nunca deixei isso transparecer, por medo de sua reação, e também com medo de magoar as pessoas que amo e acabar com minha vida. Mas um certo dia, estava somente eu e ela na sala, o resto do pessoal já tinha saído para almoçar, e ela debruçada na mesa tirando um cochilo, e vi pelo vão da cadeira que sua calcinha estava amostra, não resisti, peguei o telefone e tirei várias fotos, para eternizar aquele momento em minha mente. Pluguei meu celular no PC e, com muito cuidado, comecei a ver as fotos, e com o tesão que estava sentindo, coloquei a mão por dentro da calça e comecei a alisar meu pau ali mesmo, e com isso o toda minha atenção se voltou para as fotos e o cuidado que eu estava tendo foi por água abaixo. Ela acordou, e me pegou naquela situação, com a mão dentro da calça, com fotos suas no PC. Eu gaguejei alguma coisa que nem lembro mais, e ela não me disse nada, somente se virou e saiu. Na mesma hora me bateu um desespero, apaguei todas as fotos, e achei que tinha acabado com minha vida. Pois bem, todos voltaram do almoço, e ela também voltou pra sala, e eu sem saber onde botava minha cara. Não disse nada, simplesmente sentou e começou a trabalhar, e eu pensando mil e uma coisas. Em nossa empresa temos um comunicador interno, um tipo de bate-papo, mas somente para os funcionários, e a certa hora da tarde, recebo uma mensagem dela, falando que aquilo que ela tinha visto era uma pouca vergonha e que estava se sentindo usada, e que iria contar tudo pra minha esposa. Respondi pedindo, por favor, não conte pra Andréa, pois isso iria acabar com nossa vida. Aí ela me perguntou o porquê daquilo, decidi nessa hora botar tudo pra fora. E disse: “Já que você esta me perguntando, eu vou te dizer. Há muito sinto um enorme tesão por você, chega quase a ser divino. Eu não sei o que acontece comigo, simplesmente olho pra você e já penso no seu corpo nu sobre a cama, e eu passando minha língua em cada pedacinho do seu corpo, sem pressa, como se o tempo fosse apenas de nós dois. Penso que se isso chegasse a acontecer, seria muito melhor que ganhar todo o dinheiro do mundo, e eu praticamente colocaria meu pés na porta do paraíso. É por isso, não fique com medo dessas fotos vazarem para a net, até porque já as deletei, e nunca farei isso, pois tenho você como só sendo minha, e de mais ninguém.” Ah rapaz, com essas palavras que me saíram não sei de onde, ganhei a mulher. Ela só me respondeu com uma carinha de felicidade e outra de tristeza, e emendou: “Mas e a Andréa? Ela é minha irmã? Não posso admitir isso”. Novamente tive que tirar palavras de não sei onde, e respondi: “Renata, a Andrea é minha esposa, eu a amo, e amo minha família, mas o que sinto por você nunca senti por mulher nenhuma. Sinto tesão pela Andréa sim, mas nada comparado ao que sinto por você, como disse, é praticamente divino e não tem explicação. Já cheguei a pensar, em meus sonhos, que caso a gente viesse a ter alguma coisa, tenho certeza que seria pra você, a melhor noite de sua vida, não estou querendo ser convencido, mas sim porque eu preciso lhe proporcionar isso. E pra mim, a Andréa é a Andréa e você, é você, são duas pessoas que sinto coisas completamente diferentes uma da outra, cada uma com um sentimento distinto, mas ambas sendo só minha.” Eta moço, como se diz no mineirês: matei a cobra, e mostrei o pau, a muié se derreteu pra mim, e só me respondeu: “Nossa, é forte assim?” com uma carinha de espanto. E eu emendei: “Forte não, Divino.” Depois disso ela só me disse pra não fazer mais aquilo, e que não iria contar nada para minha esposa. Na mesma hora me veio um alívio mas também uma decepção, pois pensei que minhas chances de transar com aquele monumento, tivessem se esvaído, mas um certo dia a sorte resolveu sorrir para mim novamente... mas isso só na segunda parte!! Espero que tenham gostado até aqui!! Beijos e abraços!!


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
Guardei meu cabacinho para o papai... há 4 horas

Meu nome é Rosana, Rô para os amigos. Estou agora com vinte e dois anos e...
donovanbr Incesto 73


desde os 13 anos MINHA BUCETINHA ARDIA DE TESÃO E há 6 horas

Desde muito jovem já adorava sexo e aprontava muito...... Depois da ...
laureen Virgindade 190


fui putinha de papai qdo engravidei de titio há 6 horas

grávida de titio e putinha de papai ..... Depois que transei com titio,...
laureen Incesto 127


DE VOLTA À PIZZARIA - Parte 13 há 7 horas

DE VOLTA À PIZZARIA CAPÍTULO 13 ATENÇÃO ESSE É O DÉCIMO TERC...
carlaomg Traição/Corno 27


Aposta com amigos de Aleixo há 9 horas

Depois de tirar a virgindade da minha priminha, Aleixo passou a nos pegar q...
renata Grupal 77


Eu Aleixo e Marcinha Parte 2 há 19 horas

Depois que chupamos meu namorado, eu e Marcinha fomos tomar banho e saimo...
renata Incesto 64