Apenas uma Fã - Parte 2

31 de Outubro de 2013 musiknonstop Contos Eróticos 4486

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria




  Chegando a seu quarto ela segue para um
banho mais demorado. Passa, de leve, a bucha em seus seios, ainda sensíveis! Desliza
por sua barriga, coxas chegando por fim à suas partes intimas. Sentia as marcas
dele em seu corpo, suas pegadas e seu cheiro inebriante!! Acabado o banho segue
direto para cama, veste um pijama mais quentinho, estava muito frio, era
inferno na Grã Bretanha! Dorme pensando em tudo que viveu e como ele havia sido
atencioso. O belo rosto de seu amado e suas feições de prazer não saia de sua
mente!! Era como se ele ainda estivesse junto a ela, sentia sua presença, suas
deliciosas caricias, sua respiração, seu cheiro e ouvia sua linda voz! No
quarto ao lado, ele já dormia. Cansado do show! Mas, dormia muito tranqüilo e
com feições muito suaves!



No
dia seguinte, ele acorda cedo, pois teria que viajar para um show em Bristol,
que seria daqui a dois dias! Espreguiça-se deliciosamente na cama, suspira
gostoso, estica os braços como se procurasse por alguém. Só então se recorda de
que M. não dormiu com ele. Toma o café com seus companheiros de banda e segue
para uma loja de chocolates próxima ao hotel Ele queria muito retribuir a noite
de tanto prazer!! Encontra um chocolate em formato de rosa. Perfeito! Resolve
levá-lo. Escreve um cartão carinhoso e deixa junto à porta do quarto dela. Luisa
acorda um pouco mais tarde, sente a presença dele como se estivesse por perto,
vê um vulto à porta. Corre e quando abre se depara com a rosa e o bilhete que dizia:



“Olá
M. Muito obrigado pela noite de ontem. Há tempos não sentia tanto prazer! Para
retribuir comprei esse presentinho, dizem que o da Bonbon Chocolate Boutique é
delicioso, espero que goste! Gostaria de lhe convidar a assistir dois shows de
minha banda. Um em Bristol, daqui a dois dias e outro em Oxford um dia depois.
Se puder ir call me!! J.”



Ela
toma o café da manhã sem muita pressa. Liga para seus pais e avisa que ficará
mais uns dias e liga para uma grande amiga, que não pode ir junto:



“Oi
Lú! Tudo bem?? Como está a viagem? Já assistiu o show dele? E ai como ele é??
Gato como parece ser nas fotos? Queria tanto estar ai!! Pena que não pude!!”



“Oi
Marcela! Tudo ótimo! Ele é muito mais bonito ao vivo do que nas fotos! Estou
ligando para dizer que resolvi ficar mais uns dias. Ai...ai...Nem imagina o que
aconteceu ontem! Ainda estou meio zonza, tamanha emoção!”



“Nossa
Lú o que foi que aconteceu?? Coisa séria pelo seu tom de voz? Conta logo! Quer
me matar de curiosidade e do coração!”



“Não
sei como tive coragem fazer o que fiz. Quando o vi em palco, tocando sua
maravilhosa guitarra e cantando com sua voz doce e sexy, o desejo e a paixão falaram
mais fortes!! Enlouqueci de vez!”



“Lú
que coisa!!! Logo você, tão certinha... E ai o que fez?? Subiu no palco e o
agarrou??”



“Não!
Muito mais ousado!! Após o show corri para o meu hotel, o mesmo do dele. Passei
em uma loja de lingeries no caminho. Tinha cada lingerie linda!! Me produzi
toda, como nunca ousei!! E antes que ele chegasse, consegui com uma camareira a
chave de seu quarto, fiquei esperando ele chegar.”



“Você
toda tímida, dando uma de tiete assanhadinha!! Quem diria! Aposto que só rolou uns
beijos e mais nada! Deixando o pobre na mão.”



“Sabe
que desta vez errou feio. Não sei de onde tirei tamanha coragem, ou melhor,
sei! Nossa ele foi um gentleman, super atencioso!! Acabei ficando com ele;
Ai...ai... como ele é lindo, gostoso e que voz!!” – Eu disse gostoso!



“Milagres
acontecem! Confesso que você já estava ficando chata com essa, absurda, paixão
por ele. Não falava em outra coisa. Mas olha só, não é que conseguiu!! E como
ele é? Sarado? Cheiroso? Bom de cama? E o tamanho do garoto lá embaixo? É
grande? Li uma pesquisa, uma vez, que dizia que o dos ingleses fica na média.”



“Curiosa
demais você hein Marcela! Nem sei por que, mas vou te contar. Ah ele gosta de
pedalar né, então está bem em forma. E sabe que não é branquelo como costumam
ser os ingleses, seu tom de pele é levemente moreno, uma perdição!! Ele foi tão
atencioso. No começo estava até assustado, não sabia o que fazer!! Pelo jeito
não é desses que sai agarrando fãs por ai.”



“Ai
que bom! Você teve muita sorte. A maioria não está nem ai para nós garotas, só
querem saber de sexo e ponto!”



“Ah
e ainda tem mais!! Você não vai acreditar. Ele me chamou para ir a mais dois
shows deles em outras cidades!! Deixou na minha porta um botão de rosa de
chocolate junto a dois ingressos e um blihetinho. Ai que fofo!! Não sei o que
fazer! Não queria alimentar mais essa maluquice. Sei que ele ficou comigo só
por pena! E porque é homem!! Você sabe: a maioria deles só age de acordo com a
cabeça de baixo!”



“Que
é isso Lú!! Não fala assim! Se ele deixou chocolate e o bilhetinho, carinhoso
aposto, com certeza a noite foi muito boa para ele!! Você é bonita e carinhosa.
Só não se dá conta disso! Duvido que algum garoto diria não para você. Liga
para ele agora! E com voz bem carinhosa, mas levemente excitante!! Agradece
tudo, diz que não pára de pensar na noite de ontem e que aceita sim o convite!!.
A menos que seja louca. Depois me liga contando.“



Desligam
e logo Luisa liga para ele. Não sabe muito que dizer, sua voz falhava e as
palavras sumiam de sua boca!



“Hi
J. Tudo bem? Nossa muito obrigada pelo chocolate e pelos ingressos!! Eu iria
voltar para casa amanhã, mas não consigo resistir ao seu convite! Jamais
esquecerei a noite que tivemos ontem e o maravilhoso show de sua banda. Foi um
sonho! Obrigada mais uma vez!”



“Tudo
ótimo! Fico contente que tenha aceitado. Já estou na estrada a caminho de
Bristol. Quando chegar me ligue. Não sei se conhece a cidade. Irei buscá-la.
Você pode ficar no hotel com a gente, se quiser é claro. Será bem vinda.”



Ela
mal sabe como e o que responder. Agradece muito e tímida diz que aceita tudo.
Desmarca o passeio que faria à tarde e arruma as malas. Liga para a recepção e
pergunta o melhor transporte para se chegar a Bristol. dizem que é de trem e
que a viagem dura em média umas três horas! Reserva o ticket e antes de ir liga
para Marcela:



“Oiii!
Criei coragem e liguei para ele!”



“E
ai? O que ele disse?”



“Ah
disse que ficou contente de eu aceitar. Mas sei lá, às vezes ele parece meio frio.
Não sei! Bom, dizem que os ingleses são meio caladões. Disse para quando eu
chegar ligar, que ele irá me buscar! Fofo!! E me convidou para ficar no hotel
com ele. Ah não sei!! Vamos ver. Por hora aceitei tudo. Depois que chegar lá
decido que fazer!”



“Está
louca Lú!! É claro que ele ficou contente! Se fosse eu não desgrudava dele um só
minuto!! Sabe lá quando vai ter outra oportunidade dessa! Não era você que andava
suspirando por ai, apaixonada, louca para vê-lo??”



“É
né!! Mas não quero atrapalhar! Ele está em turnê, tem que fazer os show. Esse é
o trabalho dele! Não quero tirar sua concentração.”



“Desmiolada,
só pode!! Esquece o resto, porr....!!! Viva tudo o que tiver que viver e com
intensidade!!! Seja ousada e curta o momento! O cara é maior gostoso, está te
dando mole e ainda por cima é o cara dos seus sonhos!! Pense nisso! Acho que
vou ter de ir ai e arrancar esse seu juízo a força. Larga mão!”



“É
mesmo!! Nossa ainda nem acredito que passei uma noite com ele! Bom tenho que
ir, não quero chegar muito em cima da hora! Até mais Ma.”



“Até
desmiolada mor!!”



Mesmo
muito ansiosa tenta descansar o máximo na viagem! Liga seu mp3! Tinha que ouvir
a voz dele e sua excitante guitarra! Queria decorar cada frase de suas maravilhosas
letras, saber cada entrelinha e referência. Não queria fazer feio diante dele!
Queria mostrar que era realmente fã de seu trabalho e não apenas uma dessas que
só quer se aproveitar. Ela resolve ouvir todas as músicas de sua banda e algumas
outras bandas que ele tocou anteriormente. “Ai...Ai... Como sua voz mexe tanto comigo” – pensa ela!! Seu coração
batia muito mais acelerado, um leve calor lhe subia pelo corpo e suspiros saiam
involuntariamente de sua linda boca.  Agora
o ouvir dizer “I want you! Right now!” de forma tão gostosa, ganhou muito mais
significado para ela!! Passa a se lembrar da noite que passaram juntos e que
ele foi todinho seu!!



Mas
também queria curtir a viagem e volta a admirar a maravilhosa paisagem. Cada
cidadezinha linda e que arquitetura espetacular! A estação de trem era um
espetáculo. Quando desembarca, meio sem jeito, liga para seu amado, e avisa que
já chegou. Ele diz para que espere na ferrovia que logo iria buscá-la. Ela aguarda ansiosa no local combinado. Os
minutos pareciam uma eternidade. Eis que ele chega, sozinho. Um gato como
sempre, mesmo com um visual mais simples! Vestia calça jeans cinza escura,
colada ao corpo; camiseta de tom também escuro, bem modelada em seu belo
peitoral! Seus inseparáveis, já tão surrados, coturnos pretos de cadarços
marrons! E por fim um relógio digital, em cores berrantes, que destoava um
pouco do todo, formando assim um look único e de muita classe! Veio com a van que eles costumam usar em
turnês.



“Olá!
Esqueci de dizer onde e como pegar o trem. Sorry. Espero que tenha sido uma boa
viagem! Estou muito contente que tenha aceitado meu convite. Deixa que levo as
malas. Devem estar pesadas!”



“Fiz
uma viagem ótima. thanks! Seu país é de uma beleza singular. Estou encantada
com a arquitetura. Mas pode deixar, as malas estão leves.”



Colocam
tudo no carro e partem rumo ao hotel.



“Preferi
vir de van. Não sabia se tinha muitas malas. Porque mulheres sempre carregam
tanta coisa?! Mas pelo que vi, tive sorte, você é uma exceção.”



“Ah
sim! Só levo o indispensável. Mas também, só iria ficar poucos dias. Já tive
que comprar umas coisinhas e acho que vou ter que comprar mais algumas.”



“Que
bom.”



“Vim
a viagem toda ouvindo as músicas de sua banda e outras de bandas que você
participou. O trem, a paisagem, sua bela voz, dizendo “Go on” junto à sua guitarra
- em seu dedilhar incessante – me dão mais coragem e ânimo para seguir em
frente! Não poderia ter trilha mais perfeita para estrada.” 



“Hahaha.
Você é realmente fã de minha banda?!”



“Nem
saberia dizer o quanto. Confesso que guitarra não era o meu instrumento
favorito, mas conseguiu me viciar Lord!!”



“Mas
deve gostar de outras bandas e outros estilos? Estava ouvindo Rock Progressivo.
Gosta?”



“Ah
sim! Sou muito eclética. Gosto de muitas bandas do Progressivo. Mas em especial
Pink Floyd e Jethro Tull. Você então deve gostar do Gilmour? Sou apaixonada por
sua voz e pela sua guitarra!!”



“Ah
sabe, não sou muito fã. Acho que seu estilo não combina muito com a Pink Floyd;
Mas sei que é uma opinião muito pessoal.”



“Nossa!!
Sério!! Enfim “bem pessoal!!”



Passaram
o percurso todo  ouvindo e falando sobre música.
Ele não era de muitas palavras! Contido, como se estivesse com medo de se expor
demais; Ela, por sua vez, por conta do nervosismo não parava de falar! Estava muito
feliz de poder conhecer mais sobre sua paixão. A cada palavra percebia que
tinham muito mais coisas em comum!! Chegando ao hotel, ele, cavalheiro como
sempre, pega as malas e diz:



“Consegui
um quarto ao lado do meu! Um pouco mais simples que o de Manchester. Espero que
não se importe.”



“Imagina!!
Como poderia me importar! Só de estar aqui e ver mais dois shows de sua banda
já é tudo!! Dormiria até em um sofá duro, numa boa!!”



“Que
bom! Mas eu não deixaria você dormir em um sofá. O que pensaria de mim! Bom
deve estar cansada da viagem e eu tenho ensaio para o show, já estou atrasado!
Mais tarde iremos jantar com um amigo, que nos convidou para ir a um
restaurante. Se quiser pode vir com a gente”



“É,
ainda estou um pouco cansada! Também não quero, de maneira alguma, te
atrapalhar. Quase não vim por isso!! Obrigada pelo convite: aceito!”



“Se
fosse atrapalhar não a convidaria! Fique tranqüila quanto a isso! Há tempos não
tinha comigo uma companhia feminina e de gosto músical tão bom! Raro ver
garotas que curtam Progressivo.”



Eles
se despedem. Ele a beija carinhosamente no rosto.  “Ai ai como seu perfume era gostoso.” – Pensa
ela com coração batendo a mil. Mãos suando frio, pernas que bambeavam e boca
seca. Ela pergunta-se se tudo não seria um sonho que de repente terminaria em
sua casa ao som do despertador!! Quando se dá conta de que o recepcionista a
chamava para entregar a chave de seu quarto. Não, não era um sonho. Era real.
Estava cada vez mais encantada por ele, por sua beleza, seu charme e seu delicioso
sotaque inglês!! “Oh my...so sexy!!” – pensa ela. Sobe para seu quarto e cai direto na cama!
Queria tirar um cochilo antes do jantar!



Enquanto
isso ele segue para o bar, onde será o show de amanhã, para ensaiar algumas músicas
que iriam tocar. Ao chegar logo vê a cara de desaprovação do baterista que diz:



“Nossa
J. que demora!! Estávamos quase indo embora!“



“I am so sorry! Fui levar a M. até o hotel.
Sou cavaleiro, não poderia deixa-lá ela sozinha, ainda mais em uma cidade que
não conhece!”



“Você
e essa sua preocupação excessiva com as pessoas! Às vezes dá nos nervos! Pelo
menos ela é gata?”



“Quanta
educação hein!! Não interessa. Ela é muito bacana, tem um puta bom gosto músical
e além do mais é muito fã de nosso som! Acredita que ela veio do Brasil só para
nos assistir”



“Nossa!
Será mesmo?! Ou será que veio só para ficar com um certo guitarrista bonitão.”



“Ela
não é desse tipo de garota! Ousadia ela teve e muita! Mas precisava ver seu
jeito todo tímido, naquela noite do show. Acho bom vocês controlarem as
gracinhas, viu!! Vai saber se ela não faz parte de algum fã clube secreto!!”



“Você
e sua mania de perseguição! Nossa!! Não precisava falar assim. Era
brincadeira!”



“Você
e essa mania de tirar conclusões precipitadas! Ah, a convidei para comer com a
gente mais tarde.”



Apesar
da discussão do começo do ensaio, tudo corre bem, como o previsto! Conseguem
repassar todas as músicas que irão tocar no show! E J. resolve fazer uma
surpresa para M.: tocará no show uma das músicas novas! O ensaio acaba sendo mais
demorado. Eles seguem direto para o hotel, ainda tinham de se arrumar para o
jantar, onde também encontrariam um jornalista para uma entrevista rápida.
Enquanto isso Luiza, em seu quarto, já havia acordado. Liga para sua mãe e
deixa um recado na secretária eletrônica:



“Oi
mãe! Já cheguei à Bristol! A viagem foi super rápida! Nossa cada paisagem
linda! Estou cada dia mais encantada! Bye. See you soon!”



Fala rapidamente com Marcela pelo face. E
segue para um banho demorado. Queria relaxar! Com o corpo ainda molhado, pega
um creme de aroma de rosas, que comprou em uma lojinha em Manchester. Passa por
todo seu corpo, com mais delicadeza em seus seios, sentindo sua pele macia e
hidratada! Não sabia se o restaurante era refinado ou mais simples, então
escolhe um look não muito sofisticado, mas muito charmoso, pois queria
impressioná-lo. Veste uma calça jeans preta; camisa preta de poá branco, com um
delicado laço no pescoço; um casaco de lã, em tom ferrugem; tênis de plush,
cano médio, em tom de cinza. Um belo par
de brincos de gancho, em ouro rose, preso a duas gotas de cristal rutilado em
tons alaranjados, lindos!! E no pescoço, uma corrente junto a um pingente
redondo, liso, com desenho de uma bike junto à flores também alaranjadas. Em
seu belo rosto, uma sombra muito leve a face, lápis preto nos olhos e batom
marrom claro. Seus cabelos estavam presos com uma fivela, em tom de cobre, dando um
certo ar displicente. Toca a campainha. Era ele, pontualissímo! Vestia calça
jeans em tom de cinza, camisa também jeans em tom de marrom levemente
avermelhado e por fim seus coturnos pretos! Estava com a barba feita, o rosto
lisinho, e sua costeleta aparada! “Ai, ai, ele fica lindo de qualquer jeito!” –
pensa ela.



“Olá!
Espero não ter chegado muito cedo.” – diz ele com um sorriso e um olhar muito
safado, reparando em cada detalhe do visual de M.



“De
maneira alguma! Já estou pronta.” – diz ela também reparando muito nele!



“Conseguiu
ficar ainda mais bonita!”



“Obrigada!
Mas coloquei uma roupa simplesinha. Não sabia o tipo de restaurante que
iríamos. Você também está muito elegante, como sempre!” – diz ela tímida, mas
muito decidida em agradá-lo. Situação essa que o deixa sem graça.



“Hahahaha,
elegante eu! Peguei a primeira roupa que vi no armário! Enfim, obrigado! Não
conheço o restaurante, um amigo indicou. Vamos nos encontrar com ele e um
jornalista para uma rápida entrevista. O pessoal está nos esperando lá embaixo.
Vamos.”



“Olha
que legal! Mas não vou atrapalhar? Posso jantar por aqui mesmo, numa boa!!”



“De
maneira alguma!! Vai ser rápido! Quero muito que venha conosco!” – diz ele com
feições um pouco mais fechadas e muito sério.



Ela o segue sem dizer nada, não sabe se deveria
responder algo diante do tom mais bruto dele. Seus companheiros de banda o
aguardavam na van. Quando vêem M. chegar todos olham aprovando da escolha tão
acertada de seu companheiro de banda. Eles entram e J. diz:



“Essa
é M. grande fã de nosso som! E de música em geral. Veio só para ver nosso show!
Espero que não se esqueçam do que disse mais cedo!” – diz ele com olhar muito
sério!



“Não
irei esquecer! Pode ter certeza! Prazer M. Nossa que legal conhecer uma fã de
tão longe! Espero que esteja gostando de nosso país! E do nosso show, é claro!”
– diz o baterista tentando ser simpático.



  Ela
fica um pouco curiosa e receosa com a conversa truncada dos dois. Mas resolve
relaxar. Pensa que não deve ser nada demais. Apenas alguma bronca com
comentários sobre fãs, aposta ela!



“Fiquem
tranqüilos! Garanto que não sou nenhuma grupie!! Apenas tive a sorte de conseguir
conhecer J. e ele me convidar para os show! Sou muito fã de música em geral e
da música de vocês. Ia voltar hoje para o Brasil hoje! Mas ele, me fez esse
convite de ver mais dois shows, não tive como recusar! Mas logo depois do show
de Oxford  tenho de voltar! Muitos
compromissos me aguardam no Brasil!”



Eles
parecem que ficam mais aliviados com o comentário de M. e realmente acham que
ela não é uma pessoa má intensionada!! Apenas uma fã mais ousada! O restaurante
não era muito longe. Chegando, o amigo deles já os aguardava em uma mesa.



“Oi
j.!!! Nossa quanto tempo!! Você está muito bem!” – diz ele junto a um forte
abraço.



“Nossa
é mesmo! Acho que faz mais de um ano que não nos vemos! Você também está ótimo.
E o jornalista? Ainda não chegou!?



“Oi
pessoal! Tudo bem? Então J. ele teve um imprevisto, me ligou agora pouco, não
poderá vir. Disse que fala com você por email. E quem é essa bela moça? Sua
namorada? Milagre! Faz tempos não te vejo com ninguém!”



“Ah
que pena. Enfim. Bem que você poderia escrever para ele e responder a
entrevista. Diga qualquer coisa. Você conhece muito bem a banda vai saber o que
dizer! Ah, essa é M., brasileira, muito fã de nosso som. Eu a conheci no show
em Manchester e a convidei para nos assistir aqui e em Oxford. – diz J.



“Larga
a mão de ser preguiçoso J. Como quer ser reconhecido e famoso se não quer nem
ter o trabalho de responder às entrevistas!! A M. deve comprovar o que vou dizer:
fãs gostam de saber da vida de seus ídolos!! As entrevistas são importantes!
Todo mundo quer saber o que vocês comem, vestem, bebem!! Ouvem! Aposto que até
a cor da sua cueca. Por falar nisso você ainda usa aqueles modelos caretas e
ultrapassados? Enfim.”



“Hahaha.
É mesmo! Nós fãs adoramos esse tipo de entrevista! Eu, por exemplo, gosto muito
de saber o que vocês gostam de ouvir. Sempre tem alguma banda que me agrada!” –
diz ela muito segura de suas palavras! E com o comentário engraçado dele,
lembra-se da cueca “careta” de J.



O
comentário do amigo deles, incluindo M. na conversa, a deixa mais segura. Ele,
tão alegre, festivo e agradável, desarmou sua timidez. O restaurante era
aconchegantel! Um clima bem familiar, uma decoração linda, porém sem grandes
exageros!! Fizeram questão de pedir um prato típico inglês: carne de cordeiro,
acompanhada de legumes, batatas e Yorkshire pudding – um tipo de pão macio e
muito leve – A comida era realmente deliciosa, e com o frio que fazia, ajudava
a esquentar! Como os ingleses bebem!! Cerveja para eles é como água! Ela toma
apenas uma taça de vinho. Passam o jantar falando de música é claro, mas também
de culinária, outra grande paixão de J. e seus companheiros. Em turnê, faz
questão de ir a bons restaurantes e comer bem! Coisa que nem sempre é possível!
Quando acontece aproveita ao máximo!



“Comer
é algo tão prazeroso! Ainda mais uma comida tão deliciosa! Muito obrigada pelo
convite.” - diz M.



“É
mesmo. Um dos meus grandes prazeres: desfrutar de boa comida. E com amigos
melhor ainda.”



“Vou
ao toilet já volto.’’ – diz M.



Logo
que ela sai da mesa, o amigo deles não se contém e pergunta:



“Nossa
J. Ela é muito bonita! Você tem muito bom gosto!! Quem é? Namorada ou o quê?”



“Ah
então. Nossa nem sei como começar. Ela se hospedou no mesmo hotel que o nosso
em Manchester. Acredita que ela me esperou no meu quarto. Sabe como são as
fãs!! Mas você viu, ela é muito bonita. Não consegui resistir a seus encantos e
também não quis desapontá-la. Ela foi tão sincera e carinhosa comigo, conseguiu
me desarmar!! Pela primeira vez em muito tempo, resolvi não ser tão preocupado
com o que está acontecendo! E retribuir toda a paixão que ela demonstra sentir
por mim! Enfim. Convidei-a para esses dois shows. Vamos ver.”



“Tá
ai! Gostei de ver J. Sem cobranças!! Viver o momento! Você é muito encanado com
esse lance de relacionamentos, preocupado com tudo, esquece de curtir a vida!
Já gostei dessa M. Além dela manjar muito de música, é claro!! Boa sorte amigo.
Vou torcer para vocês ficarem juntos. Pode não ser para sempre, mas se for
muito bom, mesmo que por pouco tempo, já vai ter valido a pena!!”



“É,
preciso pensar mais assim.”



“Nossa
falou bonito” – dizem os colegas de banda.



Ela
volta à mesa. Percebe o tom da conversa mais séria, mas nada diz. Pedem a
conta. Ele faz questão de pagar. Ela aceita, meio sem jeito! Os colegas dele e
seu amigo ainda queriam esticar a noite. Mas, ele tentando ser responsável,
lembra da hora, do show de amanhã, prefere descansar! Seus companheiros então dizem
que iriam sozinhos, mas que não iriam ficar até muito tarde! Ele diz que vai
levar M. ao hotel e cama, pois amanhã seria um dia puxado! Despedem-se. Ele
deixa a van com os colegas e pegam um taxi! Os dois passam o trajeto de volta em
silêncio, sem saber muito que dizer. Talvez pela falta de intimidade ou
timidez! Não estavam acostumados com esse tipo de situação! Chegando ao hotel
ela se despede, diz que a noite foi muito agradável, que gostou muito do
jantar, que seus companheiros eram muito gentis e que adorou poder conhecer um
pouco mais de sua vida! Antes que ela pudesse continuar, ele segura sua mão, puxa-a
para seu quarto e diz: 



“Não vá! Eu ando tão sozinho...Dorme comigo essa
noite? Garanto que não vai se arrepender!”



“Ai
ai...falando assim, eu não resisto, my sweet Lord!! Mas você tem show amanhã! Não
quero atrapalhar sua concentração!” – diz ela arqueando seu corpo ao dele, com
uma das mãos em seu peito, como se quisesse afastá-lo e a outra ajeitando uma
mecha de cabelo dele caída ao rosto. E com sua perna direita levemente
levantada.



“Show?!
Esquece o show! I want you! E é isso que importa. Come to me!!” – diz J. segurando
com mais firmeza as delicadas mãos de M. e a puxa junto a seu corpo.



Ela obedece ainda um pouco hesitante, não
queria que sua presença pudesse atrapalhar! Mas o desejo que sentia por aquele
belo rapaz, era muito mais forte!! Ela tão sensata, ao lado dele, perdia
qualquer conexão com a racionalidade! Nada mais parecia fazer sentido, apenas
estar ali junto a ele, naquele momento de muito prazer! “HEY! You're playing with my delirium/'Cause I'm outta
my head and outta my self control” – Pensa ela! Ele encosta a porta
com os pés. E com suas mãos percorre todo o corpo da garota, cheira seu pescoço,
acaricia sua nuca e seus longos cabelos macios!



“Que
perfume delicioso! Como adivinhou que gosto de rosas!?”



“Não
adivinhe! Ele é meu favorito!” - diz sussurrando, junto a um gemido de muito
prazer, em seu ouvido!



Eles
seguem até o sofá e sentam. Ele olha fixamente nos olhos de M., segura
delicadamente seu rosto e beija sua boca! Um beijo doce, mas muito ardente! Desliga
seu celular. Tira o casaco dela e lentamente começa a desabotoar sua camisa.
Ela faz o mesmo com a camisa e camiseta dele! Tiram suas calças e sapatos. Ela
vestia uma lingerie simples, calcinha e sutiã de poá em tons de vinho, mas que
combinavam com a camisa e remetia à inocência! Ele vestia cueca tipo boxer,
preta!! Seguem para a cama. Deitam, ele fica a admirá-la e ela faz o mesmo! Um
esperando que o outro tomasse a iniciativa. Ele repara em seu delicado pingente
de bike, o segura, olha mais calmamente e solta um largo sorriso.



“Você
realmente pensa em cada detalhe! Eu gosto! Sorte do rapaz ficar com você!”



“Thanks!!”



Ela,
por sua vez, passa a acariciar os macios cabelos de J. Ele, com certa
dificuldade, tira o sutiã de M., para assim poder admirar seus belos seios!
Ficam um bom tempo nessas carícias tão gostosas. Pareciam dois adolescentes
começando a vida, em suas primeiras experiências, queriam explorar cada
pedacinho um do outro! Sentir o deslizar das mãos na pele e cabelos, as
texturas dos corpos, o calor, as respirações ofegantes, o perfume da excitação.
Como ele era delicioso!! Ela precisava sentir seu sabor, assim beija com
vontade seu pescoço, descendo para seu peito que mordisca de delicadamente!! Ele
tira lentamente a calcinha dela e acaricia de leve suas partes intimas,
causando arrepios e gemidos! Coloca uma camisinha que estava no criado mudo ao
lado da cama. Para, olha fixamente em seus olhos e a penetra devagar, sentindo
cada pedacinho de seu membro ser abraçado por suas delicadas partes pudendas! Espera
que ela se acostume com seu volume e assim começa com movimentos lentos! Fecha
seus olhos e geme baixinho. Ela que por ser mais tímida, também tinha costume de
ficar de olhos fechados, desta vez não queria perder uma expressão de seu amado!
Queria guardar em sua memória cada minuto!! Passa a acariciar as costas dele com
as pontas dos dedos, abraçando-o forte,
junto a seu corpo! Ele segura com vontade sua cintura, passa a penetrar-la mais
rápido, fazendo com que ela gemesse: 



“Oh...yes…this coming my Lord. My
sweet Lord!!” – diz ela junto a espasmos e arrepios que lhe tomam todo o corpo!



“Goza
para mim M.! Quero sentir seu prazer.” – diz ele, com sua voz altamente sexy,
rosto colado ao dela, sussurrando ao seu ouvido.



Sentir
a pele macia do rosto de seu amado, sua respiração ofegante e ouvir aquelas
palavras eram tudo que ela mais queria! Segura forte sua nuca e cabelos. Assim goza
deliciosamente e amolece em seus fortes braços! Ele sentindo que ela gozou volta
a penetrá-la mais lentamente, com muita delicadeza! Beija seu rosto e pescoço
descendo até seus seios que os suga delicadamente. Ele era um rapaz muito
atencioso, não queria apenas se aproveitar da situação, estava realmente preocupado
em dar prazer a M.!! Lentamente aumenta a velocidade de suas penetrações, anunciando
que logo também ira gozar.



Aproxima
ainda mais seu corpo ao dela, abraçando-a forte, sentindo o enrijecer de seus
seios, os arrepios de sua pele e seu delicioso aroma de rosas. Passa a penetrá-la
com muita vontade, aumentando ainda mais seu ritmo e intensidade! Aproxima
ainda mais seu rosto ao dela, de olhos fechados, com feições de muito prazer.
Sente arrepios e espasmos incontroláveis! Por segundos, que parecem durar uma
eternidade, sente como se não mais se pertencesse: sua respiração pára, sua voz
não sai, culminando em um forte e intenso gozo:



“Ohhhhhhhhh... M.” – ardente ele geme!



Ela
o abraça ainda mais forte como se quisesse guardá-lo junto a seu peito, em um relicário
inseparável. E fica a acariciando seus cabelos e rosto. Para M. essa noite estava
sendo como ficar pela primeira vez com um rapaz! Tudo era tão único e tão
intenso. Estar ali, junto a quem, tanto desejava, era como ouvir os acordes de
guitarra de sua música favorita pela primeira vez!!! O som da guitarra eram os
tão sexys gemidos da voz dele, o tocar em seu instrumento eram suas tão
habilidosas mãos percorrendo pelo corpo da garota; e ela, naquela noite, sentia
como se fosse as fundamentais e tão inseparáveis, cordas de sua guitarra!



Ele
se ajeita ao lado M. e ficam, assim, abraçados, um bom tempo, se recompondo.
Ela leva a mão ao queixo do rapaz, segura com firmeza, desliza seus dedos em
seu belo rosto e o beija na boca, com muito carinho, mas com muita vontade!!
Ele retribui da mesma forma.



“Ouvi
uma canção muito bonita essa noite!! A mais bela que já ouvi! Você toca com a
alma my Lord! E é tão atencioso. Nunca conheci alguém como você! Queria que
soubesse, mas acho que já deva ter ouvido isso de muitas...”



“hahahah.
Acho que não escolhi minha profissão por caso! Vou tomar um banho rápido já
volto. Se quiser vir comigo...”- diz J. junto a um deslumbrante sorriso.



Ela,
hesitante, pensa em não aceitar! Mas porque não? Não havia o que um não tivesse
visto do outro. Tomam um banho rápido. Estava frio, ele veste uma calça mais
quente e uma camiseta de manga comprida com estampa da banda Pearl Jam, algo
que chama atenção de M. Ela veste sua roupa e diz:



“Muito
boa banda! Você tem muito bom gosto. Vou para meu quarto. Já é tarde.”



“Eu
te convidei para dormir comigo! Que mais preciso dizer!! Fica?!” - diz ele com
feições e voz mais sérias!



“Ah,
eu achei que ia preferir dormir sozinho! Não achei que tivesse falado sério.
Também não queria incomodar! Ainda acho que meu despertador vai tocar a
qualquer momento e vou acordar em casa!” – diz M. para quebrar a seriedade do
rapaz!



“ahahha.
Despertador só o meu para o último ensaio amanhã!! Mas você pode ficar por aqui
descansando se quiser. Vou te emprestar uma roupa mais quente, não deve estar
acostumada com o frio daqui.” – diz ele em um tom de voz mais ameno, parecendo
mais a vontade, menos tímido! Algo que deixa M. muito feliz e também ainda mais
à vontade.



  Realmente estava frio. Ela troca de roupa,
coloca um moletom dele. Ele apaga a luz, deixando apenas um abajur bem
fraquinho. Ela deita na cama, se cobre e vira de lado. Ele deita do outro lado,
e entra debaixo das cobertas. Chega mais perto de M., segura suas mãos, agora frias
e diz:



“It is cold here! I can warm
you up!”



Ela
se ajeita ao lado dele. Ele a beija carinhosamente no rosto e diz boa noite. Os
dois dormem abraçados.



No
dia seguinte M. acorda um pouco mais cedo, J. ainda dormia. Fica um tempo a
admirá-lo dormir. Tenta não fazer barulho pois queria que ele descansasse. Vai
até seu quarto troca de roupa e arruma algumas coisinhas. Volta e pede um
maravilhoso café da manhã, com tudo que ele gosta: ovos quentes – nem muito
moles nem muito duros -, pães, frios – muitos queijos -, geléias, leite e chá
preto. Assim que o café chega, ele
acorda.



“Bonjour
my Lord! Tentei não fazer barulho. Pedi o café no quarto, espero que não se
importe?”



“E
não fez! Eu tinha que acordar, marquei ensaio para daqui a pouco. Nossa que
bela mesa! Muito obrigado pela atenção.” diz ele junto a um breve selinho.



Ele
troca de roupa e tomam o café juntos. A mesa estava exuberante, com o frio e a
animação de ontem estavam com muita fome! Também é costume dos ingleses ter
mesa farta de café da manhã. Ele repara que ela cuidou de cada detalhe, até os
ovos estavam do jeito que ele gosta.



“Gostei
muito que tenha passado a noite aqui. Às vezes sinto falta de não ter uma
companhia comigo! Ainda mais em turnês. Mas com tantos shows é difícil ter uma
namorada, poucas conseguem entender a vida de alma nômade dos músicos. Você é
uma garota incrível, como não tem um namorado?! Os brasileiros não sabem o que
estão perdendo!”



“Imagino
que não deva ser fácil. Ahahaha. Obrigada pelos elogios! Quem sabe um dia conheça
alguém tão especial quanto você!!”



“Vou
torcer para isso! Ainda tenho algum tempo antes do ensaio, queria muito lhe
fazer uma proposta, mas estou meio sem graça! Não sei o que vai pensar de mim”
– diz ele com olhar safado!



“Diga!
Eu não costumo morder essa hora da manhã. De você só consigo pensar coisas boas!!”



“hahaha.
A noite de ontem foi tão gostosa...será que antes de meu ensaio, você não
poderia me dar uma ajudinha...você tem mãos tão maravilhosas, quero tanto
senti-las mais uma vez.” – diz ele segurando as delicadas mãos de M. e
colocando sobre seu membro, que já dava sinais de excitação.



Ela
obedece sem hesitar, desliza sua mão por toda extensão, sobre a calça, sente
seu volume, aperta de leve. Olha fixamente em seus olhos, aproxima seu rosto ao
dele, o beija e diz em seu ouvido:



“Come
to me.”



Pega
ele pelas mãos e o leva para o sofá. Ajeita-se em uma almofada no chão a frente
dele. Abre o zíper de sua calça, pede para que tire e diz para sentar-se bem
confortável. Segura seu membro, delicadamente, por cima da cueca, fazendo com
que ele gemesse. Tira a cueca. Passa suas mãos com a ponta dos dedos em toda
extensão, de suas tão bem definidas pernas, com muita vontade. Chegando próximo
a seu membro, mas sem tocá-lo, continua...segura com mais firmeza suas coxas. Com
movimentos hora mais firmes hora mais suaves, sentindo toda a excitação do
rapaz e vendo seu membro tomar volume.



“Oh,
Please touch me!!” – implora J. Olhando fixamente nos olhos de M.



Ela,
então, o segura de leve e assim começa com movimentos lentos a masturbá-lo. Ele
hoje não tirava os olhos de M. Observava atento a cada movimento! Com a ponta
dos dedos a garota torna a acariciar as coxas dele, sentindo cada arrepio de
sua pele, com seus deliciosos estímulos!! No rosto de J. feições de muito
prazer! Ela aumenta a velocidade de seus movimentos, o masturbando mais rápido.
Conduz sua mão ao forte braço do rapaz, desliza as pontas dos dedos por todo
ele. Chegando assim a sua delicada mão, que a entrelaça junto a sua!! Ele, por
sua vez, estende sua mão até o rosto de M., segurando de leve seu queixo. Leva
um de seus dedos à boca dela, que com olhares de muito desejo, o suga
deliciosamente. Ela mais rápido o masturba, segurando forte sua mão. Ele morde
os lábios, geme, e goza!



“Oh
oh oh... M.!!! Suas mãos são tão...”



Ele
a beija brevemente na boca. Fica um tempo quieto. Recompõe-se. E diz:



“Bem,
preciso ir my Lovey! Não posso chegar mais uma vez atrasado no ensaio. Tenha
uma boa tarde! A cidade é linda, se não tiver problemas com altura, vá conhecer
a Cabot Tower, acho que irá gostar bastante, tem uma vista linda da cidade toda!
Na recepção vão saber te informar. Eu não gosto muito de lugares muito altos,
mas adoraria te levar, pena não poder! E mais uma vez muito obrigado por tudo!!
Passo para te buscar para o show umas 19h”



“Você
também tenha uma excelente tarde! Bom ensaio.”



Despedem-se.
Ela vai para seu quarto. Ele segue para seu ensaio. Chegando lá todos o
aguardavam ansiosos.



“Nossa
você sumiu ontem! Ligamos para seu celular milhões de vezes!! Fiquei
preocupado, achei até que nem viria! Que aconteceu? Está tudo bem?” - pergunta
o guitarrista. Realmente preocupado.



“Tudo
ótimo! Desliguei meu celular. Ando meio cansado! Precisava descansar para o
show! Tive uma noite de sono maravilhosa! Ah tempos não dormia tão bem! Só
agora vi que estava desligado!”



“E
a M.?? Deixou ela sozinha ontem?”



“Porque
quer saber da M.? Deixei-a em seu quarto e fui dormir! Ponto! Vamos começar,
ainda temos muito que repassar! Queria ainda ensaiar aquela música nova! Acho
que ela vai gostar muito da surpresa!!”



“Duvido!
Vai me dizer que não aconteceu nada ontem?! E ainda vamos ter que ensaiar a música
só por causa dela. Eu acho muito em cima da hora, mas se sua majestade quer
assim, fazer o quê!”



“Não
é só para ela, já estava na hora de tocá-la ao vivo! E também é bom agradar as
fãs de vez em quando! Espera, vou buscar
uma cerveja”



No
hotel, M. decide seguir o conselho dele e conhecer a tal Cabot Tower. Teria o
dia todo sozinha. - “Queria tanto que ele fosse comigo! Só faz alguns minutos
que ele saiu e já sinto tanto sua falta!”.


“You can be like no other



Stay with me like no other”


Ela
não conseguia deixar de pensar nele um minuto sequer e nos momentos excitantes que
tiveram juntos. Jamais vivera algo tão intenso e jamais poderia imaginar que
seria com ele! Seu ídolo, seu musico favorito, sua paixão! Ela, tímida ao lado
dele se tornava mais confiante, segura de seus sentimentos e desejos!! Nunca
ousara desta forma. Pela primeira vez sentia-se mulher, desejada e de forma tão
verdadeira! Apesar de muito pensativa e desejosa de estar com ele, se produz toda,
veste uma bela roupa, uma maquiagem suave e vai conhecer a cidade!! Em seus
olhos um brilho especial, assim como em seus deslumbrantes cabelos, sua pele
mais macia e viçosa!! Via que os garotos a olhavam com mais desejo do que de
costume! Algo que de certa forma a agradara, embora só houvesse um que ela
queria provocar: J. A tarde foi muito agradável e passara muito rápido! Também
ela não queria se atrasar. Volta mais ou menos cedo para o hotel. Quando
entrava em seu quarto seu telefone tocava, era Marcela:



“Oi
Lu! Tudo bem por ai? Não ligou mais! Sua mãe me deu seu telefone. Como está a viagem?
Seguindo meus conselhos? E ai ficou com ele?”



“Nossa
curiosa você heim!! Tudo bem. Hoje dei uma volta pela cidade, Bristol é linda!!
Pena que ele tinha ensaio, não pode ir comigo. Estava indo me arrumar para o
show de logo mais!”



“Então
estão juntos! Ouviu meus conselhos até que enfim!”



“Ah,
acho que ele anda se sentindo meio sozinho. Eu tenho feito companhia! Só em
sonho imaginava que ficar com ele!!  Acho
que por isso é tudo tão sem cobranças, sem nomes, sem saber o próximo passo. Um
dia de cada vez!! Ele é musico né! Está sempre viajando! E eu tenho que voltar.
Ai a...vou sentir tanta falta dele! Bom tenho que ir, ele vem me buscar às 19h,
não quero me atrasar, depois falamos mais!”



“Estava
louca para saber detalhes, os mais picantes!! Mas já vi que se depender dessa
minha amiga careta, vou ter que ficar só na imaginação!! Chata!! Mas de boa,
vai lá. Não quero te atrasar!! Escolhe uma roupa bem bonita, hein!! Ele com
certeza vai estar te olhando de lá do palco!! Você tem que brilhar!”



“É
né! Até que ele tem me elogiado! Bom, tenho que ir, falamos.”



Desliga
o telefone e segue para um longo banho. A noite estava menos fria. Ela resolve
usar um vestido mais curto, pouco acima do joelho, com um belo decote em v, todo
bordado em tom de rosa antigo. Blazer modelado ao corpo, de botões, em tom de
cinza escuro.  Sapatos salto médio, de
bico fino, com dois lacinhos muito fofos no calcanhar, em tom de cinza bem clarinho.
Os mesmos brincos do jantar; uma pulseira de correntes em ouro velho, com libélulas,
contas em rosa choque e pérolas; um anel simples em formato de infinito também
em ouro rosa. No rosto, uma maquiagem muito suave e fresca: com batom em mesmo
tom do vestido e uma base leve. Seus longos cabelos estavam presos. Um visual
delicado, porém muito sexy. Ela não queria apenas chamar atenção de sua paixão,
mas também de seu musico favorito, ser notada por ele no meio da plateia. E
também que ele não tivesse olhos para outra! Logo ele chega. Com um visual
simples, sua calça jeans marrom, camiseta azul marinho modelada ao corpo, tênis
all star cinza. Em seus belos olhos, que antes eram um olhar tão doce, agora pareciam
inquietos e tinham um brilho diferente, algo que M. não gostou muito!



“Não
precisava ter vindo me buscar! Eu poderia ter ido sozinha numa boa! Não quero
atrapalhar!!



“Já
disse que não atrapalha! Além do mais o show só começa às 21h, temos tempo de
sobra! Está muito bonita. Belo decote!” – diz ele meio bravo, mas com um olhar
muito safado olhando para o decote de M.



Jeito
esse que a deixa muito sem graça e um pouco chateada! Ela queria
impressioná-lo, mas não dessa forma, tão direta! Apesar de saber que tudo não
passará de uma aventura, é romântica,
esperava o mesmo dele, como foi das outras vezes! Seguem andando para o bar
onde seria o show. Ele muito agitado e inquieto, pouco dizia.



“E
ai como foi seu dia? Já contou para suas amigas no Brasil que está ficando com
um musico inglês falido? Aposto que sim! E aposto que elas já perguntaram coisas
bem intimas como, por exemplo, que cor é a minha cueca e que tipo uso?!”



“Muita
atenção sua perguntar, meu dia foi ótimo! A cidade é linda e gostei muito de
sua indicação. Mas você mal me conhece, por isso vou fingir que nem ouvi o que
disse. Não sei como é aqui entre vocês ingleses, mas garotas como eu, discretas,
não costumam contar esse tipo de intimidade, nem para melhor amiga!.” – diz ela
muito segura e um tanto brava com o comentário grosseiro de J.!



“Ah
sim esqueci que estou diante de uma senhorita. Mil desculpas senhorita
certinha! Aposto que nunca, nenhum de seus namoradinhos caretas, brasileiros,
falou assim com você!?”



“É,
nunca mesmo! Não costumo ficar com pessoas grosseiras, modéstia à parte, tenho muito bom gosto quanto a isso:
gente educada me atrai muito e me excita!! Achei que você fosse uma dessas
pessoas, mas pelo que vi me enganei!” 



Diante
da resposta mais ríspida de M. ele nada responde. Permaneceram calados até o
bar. Chegando, logo ele encontra uns amigos e outros músicos, enturmado fala
com todo mundo. Pega uma cerveja, oranjeboom. Seguem para uma mesa, onde seus
companheiros de banda e alguns amigos o aguardavam.  Antes de seu show haveria dois shows de
abertura.



“Oi
pessoal! Essa M. uma fã brasileira de nossa banda, disse que veio do Brasil só
para ver nosso show! Mas, acho que veio mesmo só para ficar com um certo
guitarrista bonitão! Eu no caso!” – diz ele em tom mais sério e pouco confiante
de suas palavras!



“Nossa
J. que falta de educação é essa?! Dessa vez você exagerou. Eu falei que você
começou a beber muito cedo!” – diz o guitarrista em um tom muito baixo ao
ouvido de J.



“Ah,
então quer dizer que você pode, fazer esse tipo de comentário!? Bom saber!!” – diz
o batera.



“Disse
alguma mentira? Não! Enfim! Acho que já está na hora de irmos para o camarim.
Logo o show vai começar. Até depois senhorita certinha.”



“É
acho bom mesmo!! Temos umas coisinhas a acertar antes do show!” – diz o
guitarrista em um tom de voz muito sério.



Eles
seguem para o camarim. Ela fica a mesa junto com alguns amigos dele, que não
sabem muito que dizer, mas tentam ser gentis e puxam conversa. Mas logo começam
os shows de abertura! A primeira banda era mais animada, um som mais eletrônico
e super dançante, lembrando a excelente banda Two Doors Cinema Club. Ninguém
conseguia ficar parado, a platéia virou uma pista de dança. Já a outra mais
introspectiva, um som mais acústico e pesado! As duas juntas faziam a junção
perfeita do que viria a seguir, a banda de J. 
Ela curte muito os dois shows, apesar de muito ansiosa e receosa com o
show de sua paixão! Havia algo de diferente nele, estava bebendo demais e a
tratava de maneira ríspida, como se quisesse magoá-la! Por quê perguntava-se M.
Será que ela havia feito algo que o desagradou! A única coisa que não saia de
sua mente era da manhã tão agradável que haviam tido, da bela mesa de café da
manhã e do desejo dele tão deliciosamente retribuído!



Enfim
é começado o show. Iniciam-se os primeiros acordes de sua guitarra, neles o
coração dela batia mais forte e a emoção lhe tomava todo corpo! Ele não parava
quieto, muito agitado, com um olhar distante e um sorriso forçado ao rosto! Seu
lado fã muito emocionada de estar ali, vendo mais um show de sua banda
favorita. Mas a garrota apaixonada estava muito preocupada com sua paixão, que
visivelmente não estava bem!! Vibrou com cada acorde da guitarra de J. e chorou
em cada doce cantar de sua sexy voz! O show mal começou e já havia acabado! Ele
nem se quer olhou para M.



Ela
volta à mesa e fica esperando! Não haviam combinado como seria depois do show.
Pensa em voltar sozinha para o hotel, quando chega o guitarrista, só e diz:



“Olá
M. Desculpe o destempero do J. Não sei o que acontece com ele às vezes!! Acho
que por insegurança exagera na bebida! Ele não falou por mal aquelas coisas,
pode acreditar!”



Enquanto
eles conversavam, J. ,ao longe, vê a cena e nada entende, confuso por conta da
bebida, pensa que M. estava seduzindo seu companheiro de banda. Muito irritado
e confuso pega outra cerveja e segue para a porta de saída do bar. Mas antes
esbarra em um garçom, que derruba alguns copos, fazendo muito barulho. Ele pede
desculpas. Ela, por conta do barulho, vê que ele estava indo embora.



“Fiquei
muito chateada não posso negar!! Mas estou vendo que ele não está nada bem! Não
está em condições de ir sozinho para o hotel!” – diz ela.



“Eu
o levo!”



“Não!
Pode deixar! Ele que me trouxe, me sinto na obrigação de levá-lo!!”



“Que
bom! Eu pago tudo. Bom saber que ele pode contar com uma garota tão legal como
você! Embora às vezes, ele tenha esse gênio difícil, é uma excelente pessoa!
Não sei se ele te falou, amanhã iremos partir depois do almoço, acho que J. já
estará melhor! Qualquer coisa mais séria esse é meu celular. Me ligue!”



“Não
disse! Fico muito feliz em ver que ele tem amigos que se preocupam! Bom, vou me
apressar, não quero deixá-lo sozinho.”



Ela
pega sua bolsa e segue atrás dele, que já estava muito longe. Ela corre para
alcançá-lo. Ele mal conseguia ficar de pé, visivelmente bêbado.



“Não
é você que não gosta de pessoas grosseiras, achei que tivesse sido grosseiro o
bastante, então o que ainda está fazendo aqui!? Posso perfeitamente ir sozinho
para o hotel, se é isso que veio ver” – diz ele quase tropeçando na calçada!



“Realmente
não gosto de pessoas grosseiras, mas acho que você conseguiu ser a única
exceção à minha regra!! E posso ver perfeitamente que você não tem condições
nenhuma de ir sozinho! Vou te levar ao hotel! Prometi para o seu amigo
guitarrista que o levaria!”



“Não
quero ser mais grosseiro com você! Deixe-me!! Vou só numa boa!”  diz J.



I can't give it up



To someone elses touch



Because
I care too much


Mas
logo ele não se sente bem, e ela o ampara, segurando em seus fortes braços, que
nessa hora de pouco serviam!! Faz sinal para um táxi! Ele visivelmente
constrangido, mas sem condições, não resiste mais. Seguem  rumo ao hotel! Ao chegar, ela o acompanha até
o quarto. Ele mal conseguia abrir a porta. Ela o leva para o banheiro, tira sua
roupa, liga o chuveiro.



“Não
precisa! Pelo menos isso eu posso fazer sozinho!”



Ele
toma um banho rápido. Ela o ajuda a se secar e vestir. Leva-o para cama.



“Bom,
já está entregue! Descanse e nada de beber mais! Vou para meu quarto!”



Quando ela ia se levantar, ele segura mais
forte seu braço e diz:



“Não
sei o que ainda está fazendo aqui, mas eu preciso de você! Quero que fique.”



Ele
segura de leve as mãos de M., vira de lado e logo adormece. Ela ainda muito
magoada e confusa com toda a situação pensa em ir embora! Seria o mais certo
depois de tudo. Mas diante daquelas palavras, ela preocupada com ele e muito
apaixonada, resolve ficar. Troca de roupa colocando a mesma de ontem, apaga as
luzes, deita a seu lado e volta a segurar sua mão. Logo também adormece.



Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
ARROMBADA NA INTERATIVIDADE - DELICIA DE MORENO há 12 horas

Estava muito ansiosa aquela noite. Eu e meu namorado estávamos indo para...
lsanchesb Aventura 26


meu tio tirou meu cabacinho delicia adorei há 21 horas

Entramos na casa de meu tio, ele me sentou em um banco, eu quase que desmai...
laureen Incesto 59


meu pai fudeu minha bucetinha bem gostosinho há 22 horas

Desde menininha eu via meu pai fudendo minha mãe e Desde menina via meu...
laureen Incesto 54


tirei o cabacinho da minha prima fogosa buceta del há 22 horas

tirei o cabacinho de minha priminha gostosa Eu morava um pouco distan...
laureen Heterosexual 51


o safado gozou na minha calcinha e bucetinha,metrô há 22 horas

gozou na minha calcinha e bucetinha no metrô, Meu nome é Mel ,loir...
laureen Fantasias 77


DE VOLTA À PIZZARIA - Capítulo 38 há 1 dia

DE VOLTA À PIZZARIA CAPÍTULO 38 ATENÇÃO ESSE É O TRIGÉSIMO ...
carlaomg Traição/Corno 32