Traindo pela primeira vez

22 de Fevereiro de 2014 Naty Whore Contos Eróticos 12007

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Oi gente, me chamo Natalia tenho 19 anos, não sou do tipo
sarada, pelo contrário, sou gordinha, tenho um bundão e peitinhos que cabem
perfeitamente na palma da mão de um homem. Sou branquinha e ruiva e gosto de me
cuidar. Nunca fui de gostar de sexo, mas de uns tempos pra cá, desde que
larguei o emprego em que trabalhava de telemarketing, tenho tido tanta vontade
que meu namorado não está mais dando conta.



O que vou contar aconteceu ontem, eu namoro há um ano e até
moro com meu namorado, mas nunca esqueci meu ex namorado, Gabriel, ele é lindo,
branquinho, cabelo preto, saradinho, pq ele pratica jiu jitsu, uma delicia. Não
mantive contato com ele, mas um dia 
quando eu já estava namorando ele me add no facebook, disse que só
queria amizade e nós conversamos muito. Meu namorado, Lucas, ficou com ciúmes e
me fez excluir ele. Tudo bem, na hora nem pensava mesmo em ficar com o Gabriel.
Então o tempo foi passando e senti saudade dele, vi ele na rua duas vezes e
acabei add ele no facebook sem meu namorado saber, conversamos muito, a
conversa sempre fluía bem. E assim o tempo foi passando e a vontade de ver ele
foi ficando maior.



No final de janeiro disse a ele para nos encontrarmos para
conversar, ele topou mas não disse o dia, ele disse que somente no próximo mês.
Fiquei esperando e nada, ele estava me enrolando, em fevereiro, la pelo dia 5
eu perguntei se a gente ia se ver ou não, ele falou que dia 20 a gente ia se
ver. Fiquei muito ansiosa e nervosa e com medo que o Lucas descobrisse algo. O
lucas trabalhava o dia todo das 14h até 22h, chegava em casa quase 23h. No dia
18 de fevereiro, uma terça feira, o Gabriel me mandou uma mensagem no facebook
perguntando se eu queria ir ver ele. Já passava das 18h e fiquei confusa, disse
que sim. Ele então respondeu para a gente se encontrar em uma praça perto de
casa as 19h. Não perdi tempo e fui correndo tomar banho, nem deu tempo de me
maquiar, coloquei uma calça jeans apertada e uma blusinha preta, uma calcinha
fio dental preta e um sutiã de renda. Sai com pressa e com os cabelos ainda
molhados.



Ele já estava me esperando na praça, de camisa social branca
e uma calça jeans, ele me beijou no rosto e entramos no carro dele. Ele me levou
para a sua casa e chegando lá, começamos a conversar, eu queria saber porque a
gente tinha terminado, nunca entendi muito bem, ele disse que foi porque eu
estava insegura na época, mas que ele sempre me amou e ainda me amava. Eu
estava nervosa e com muita sede, bebi uns 3 copos de agua e depois de
conversar  sobre mais algumas coisas,
tive que ir ao banheiro, estava muito apertada. Quando voltei do banheiro, para
encontrar ele na sala, ele estava trocando de camisa, e vi ele sem camisa,
aquele peitoral definido e barriga tanquinho, todo branquinho e depilado, quase
não me contive. Nós saímos para dar uma volta de carro e depois ele me levou
para casa. Não rolou nada entre a gente, quase nos beijamos algumas vezes, mas
só nos abraçamos no fim.



No dia seguinte, conversando pelo facebook, perguntei a ele
o que ele faria se eu o beijasse, ele respondeu que não faria nada, que estava
esperando isso mesmo, só não me beijou pq queria q eu tomasse a iniciativa, mas
que estava morrendo de vontade. Eu fiquei com isso na cabeça o dia todo e
quando já era quase a noite ele perguntou se eu faria amor com ele, respondi q
sim, que sempre tive vontade (quando a gente namorou não chegamos a transar, mas
sempre fui louca por ele). Ele disse, ta bom então, sexta feira vamos fazer
amor. Eu gelei na hora mas concordei.



Quando chegou sexta feira, estava muito ansiosa e confusa, não
sabia se queria mesmo fazer isso. Foi então que ele falou que não podia ser na
casa dele, pq teria gente la. Eu falei q tudo bem, que a gente podia se ver
mesmo assim, só pra conversar.  Nos
encontramos as 18:30 na mesma praça, eu estava com uma blusinha roxa, uma calça
jeans bem justinha que marcava meu bumbum e um tênis, entrei no carro e fomos
pra um lugar que a gente sempre ia quando namorava, é bem afastado de tudo, é
tipo um condomínio em construção. Conversamos um pouco e eu estava muito
nervosa, ele tentou pegar na minha mao, mas não deixei, então ele me beijou e
isso me deixou mais nervosa ainda. O beijo dele era bom, mas não era tao envolvente
quanto o de lucas, fiquei pensando nisso e Gabriel disse para eu me acalmar,
foi então para o banco de tras do carro e me deixou no banco da frente. Eu fui
para o banco de tras com ele e ficamos abraçados conversando um tempo. Ele então
começou a brincar de fazer cócegas e nos beijamos de novo, dessa vez foi um
beijo mais ardente e eu estava mais calma, deixei ele me envolver em seus
braços e passear as mãos pelo meu corpo. Entao voltamos a conversar e perguntei
se ele ficaria chateado se não rolasse nada além de beijos, ele disse que tudo
bem e continuamos conversando.



Ele passava a mao pela minha coxa como quem não quer nada, mas
isso foi me deixando excitada,ele passava a mao na minha coxa e ia me  beijando, descendo o beijo para a orelha,para
o pescoço e parava e voltava para a minha boca. Ele foi subindo a mao para a
minha xaninha e passando por cima do jeans e subindo a mao por dentro da minha
blusa, ate alcançar meu sutiã, enfiou a mao por dentro dele e ficou brincando
com os biquinhos do meu peito, que já estavam durinhos de tesão. Fiquei passando
a mao por sua barriga durinha, que delicia. Fui descendo a mão e passei por
cima do jeans no seu pau que estava duro como pedra e meu deus parecia ser bem
grande e grosso, fiquei atiçada imaginando minha boca naquele cacete duro,
adoro dar uma boa mamada e tomar muito leitinho. Ele perguntou se eu queria
mesmo aquilo, mas nem dei atenção, fui abaixando minha calça e ficando só de
calcinha e blusa, minha calcinha era fio dental e bem pequeno, ele ficou
passando a mao na minha buceta por cima da calcinha ate me deixar louquinha.



Meu deus, eu não iria aguentar sair dali sem uma boa foda.
Tirei a calcinha e levei a mao dele para a minha buceta, que estava encharcada,
ele deu um sorriso malicioso e foi enfiando dois dedos e eu gemi baixinho, que
delicia, ele disse e continuou enfiando os dedos, ele brincava com meu grelinho
e ia metendo os dedos bem devagar, eu gemia e gemia e pedia mais. Ele abriu bem
minhas pernas e foi se abaixando, então senti sua língua quente na minha
buceta, quase gozei na hora, que delicia, eu segurei seu cabelo e enfiava mais
sua cara na minha xaninha depiladinha, toda lisinha pra ele. Ele então tirou
uma camisinha do bolso e foi colocando, isso me desanimou, pq odeio transar com
camisinha, mas como a gente não namorava nem nada, deixei ele colocar, mas
antes que ele colocasse, segurei sua mão e fui chupando aquele pau grande e
grosso, era maior que o do meu namorado, tinha a cabeça rosada e era retinho,
que tesao, eu passei a língua na cabecinha e enfiei tudinho dentro da boca,
ouvi um gemido dele e chupei com mais vontade, então ele puxou minha cabeça e
me beijou , colocou a camisinha e veio bem devagar pra cima de mim, parecia ter
medo de me machucar, então eu o puxei e ele enfiou aquele cacete grosso na
minha buceta, eu gemi e disse pra ele continuar,ele foi metendo e metendo cada
vez mais forte, me segurava pela nuca, me beijando gostoso e eu gozei no pau
dele gemendo q nem uma puta, ele adorou isso e continuou metendo, ele diminuiu
o ritmo e ficou num vai-e-vem envolvente, eu fechei os olhos e o beijei na
boca, ele perguntou, vc é minha?, eu disse sim, sou sua, então pede pra eu te
fuder, ele falou, eu pedi com a voz meio mole, me fode, me fode gostoso, então
ele me pegou com força e meteu gostoso, nossa eu gozei de novo e gemi muito
alto, ele falou goza pra mim vai, goza gostoso. Nossa foi uma loucura. Ele
continuou metendo até nós dois ficarmos molhados de suor. Ele não chegou a
gozar, ele queria me colocar de quatro, mas no carro ficava ruim, então a gente
parou. Nos recompomos, me vesti e o beijei. Sai do carro um pouco pra pegar um
ar e ele me abraçou forte e disse “eu te amo”. Eu fiquei quieta e comovida.
Fomos embora, ele me deixou numa rua perto de casa, me beijou e eu sai do
carro, completamente confusa, mas ainda com um fogo incontrolável, só paramos
de fazer pq no carro estava ficando muito quente e desconfortável.



Isso aconteceu mesmo e tem a segunda parte, que foi quando
meu namorado chegou em casa rs. Espero que tenham gostado.


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
DIA NAMORADOS,VIAGEM, UMA FANTASIA DA FER,E MUITO há 1 dia

DIA NAMORADOS,VIAGEM, UMA FANTASIA DA FER,E MUITO EXIBICIONISMO,,,,CADA VEZ...
bodiar Exibicionismo 24


Eu tinha 13 aninhos e todos me fuderam no colégio há 7 dias

Eu tinha 13 aninhos e todos me fuderam no colégio Eu estudava numa escola...
laureen Virgindade 427


Perdendo a virgindade com a titia delicia buceta m há 7 dias

Perdendo a virgindade com a titia Paul, 18 anos,vou contar como perdi a...
laureen Virgindade 126


o pai da minha amiga comeu minha bucetinha gostoso há 7 dias

Aos 19 anos, após entrar na faculdade, conheci Karen, minha amiga que já ...
laureen Heterosexual 266


EU E A FER,,,,NOSSA COPA SÓ COMEÇOU,,,NOVOS AMIGOS há 7 dias

EU E A FER,,,,NOSSA COPA SÓ COMEÇOU,,,NOVOS AMIGOS,,,COMEÇO DE UMA NOVA ...
bodiar Traição/Corno 105


dando a bucetinha no trem sexo tesão há 7 dias

somos um casal normal, tarados por sexo e exibicionismo, essa ocorreu em ...
laureen Fantasias 195