Vontade de ter

09 de Março de 2014 Priscila Sequeira Contos Eróticos 3315

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Enquanto todos dormem eu acordo, me apronto para sair, a noite é convidativa. Meu pequeno apartamento é convidativo, mas não quero ficar aqui parada olhando ao nada. O jeito sair, tomar banho colocar aquele velho jeans rasgado e a blusa preta.
A noite chuvisca, porém, o calor da noite nos atrai, o que fazer este fim de semana, então vou encontrar a galera naquela praça do centro se todos estiverem lá esta rolando um som legal e muitas gargalhadas.
O pente passa superficialmente em meus cabelos tingidos, a fina blusa preta e jogada pelo corpo como se fosse nada, somente uma simples proteção da pele. Quero sair para curtir a noite, gente legal e divertida.
As mensagens não param é minha mãe, que esta longe, mas sempre perto tentando se aproximar desta minha largada vida. Quando olho além da minha mãe está a dele, responder ou não, o que ele quer, além de sugar tudo que posso proporcionar a ele, com nada em troca, sentimentos são ridiculamente insanos. Jogada ainda no sofá no susto daquela mensagem misturada com desejo e frustração, mas ainda pensante. Coloco a bolsa cruzada no meu peito, vamos criar coragem e sair na noite convidativa sem responder a mensagem. Pelo um copo de água, tomo e procuro a chave na bolsa, saiu em direção a porta, a sala escura dificulta a abertura da porta, mas ao colocar a chave na porte e gira-la, nunca imaginei tal surpresa, seu rosto encantador parado ali me olhando ao abrir aquela porta, quando sua mensagem descrevia estou bem próximo a você jamais entendi que ele estava ali me esperando e o susto do meu rosto, com curiosidade e temor era aparente.
Sua principal atitude foi levantar sua cabeça com o cigarro no canto da boca olhar em meus olhos me pegar pela cintura e me empurrar para dentro do meu desajeitado apartamento. Logo nos deparamos com o primeiro percalço daquele ambiente que para ele era estranho, ainda mais no escuro. A minha poltrona se arrastou fazendo barulho nos tacos de madeira e fazendo a vizinha ter uma reação rápida as batidas no teto e um grito de pare com essa bagunça. Não me aguentei coloquei a mão na boca e gargalhei, estava assustada com aquela reação dele mais foi muito engraçado tal atitude dela. Gostava imensamente de atormentá-la. Ele deu aquela olhada para trás, com a intensão de fechar a porta mas sem soltar da minha cintura ele somente bateu com o pé e mais um estrondo de porta batida.
As risadas aumentaram ele parecia bem alterado era um cheiro delicioso de perfume, whisky e cigarro que ainda estava parado em sua boca.
Seu óculos caia pela ponta do nariz. Logo jogou seu óculos na poltrona, buscou o cinzeiro que sabia que estava ali próximo em algum lugar busquei no escuro com a mão o cinzeiro, ai porra, ele vai acabar me queimando com essa merda, como eu odeio cigarro ainda mais na meu apartamento.
Tentei me soltar daquele golpe ninja e parti para abrir a janela.
Ele se jogou no sofá, com tanta força que suas pernas chegaram a subir e descer, o encarei voltando me de frente com ele e perguntando o que estava acontecendo e por que ele estava naquela situação, ele sem falar nada se ajoelhou de frente a mim, olhou em meus olhos e pousou delicadamente um beijo em meus lábios, subindo aos meus olhos e testa.
Seus beijos eram carinhosos e cheios de ansiedade, a vontade de que ele tivesse ali era gigante, mas qual era suas condições dele estar ali, de um sexo gostoso e mais nada, mais uma vez mexer com esta coisa chamada sentimento e coração?
Sua intensidade aumentava logo meu corpo o chamava com mais intensidade, a vontade era reciproca eu o queria quente da forma que ele era, do jeito que ele estava. Não aguentei o beijei com vontade com desejo com prazer, tirando a fácil blusa do meu corpo que já se encontrava arrepiado, o que ele queria também queria mesmo sabendo que iria me arrepender posteriormente. Sua mão deslizava entre meus seios me beijando com força logo seus dedos que passavam em meus cabelos pesaram com um doce e ardido puxão e a mordida que puxava para si um pedaço enorme de meu lábio, era a dor deliciosa, com gosto de desejo prazer e intensidade.
Tirei sua blusa preta, com a facilidade que ele tanto queria passar minha boca em seu peito era de deixar seu corpo arrepiado junto com o meu, minhas mão nadavam entre pescoço, nuca e rosto, o buscando cada vez mais, o queria para mim, ele era todo meu ao menos naquele momento.
Intenso desejo, ardido, mas doce. Era à vontade, já me molhava muito queria tudo, tudo que ele intensificava junto ao meu corpo.
Sua mão era forte e pesada em meu corpo, nos jogamos no chão, sua mão passava em minhas costas e logo me abertava a bunda de uma forma que meu gemido saia baixinho em seu ouvido, seus beijos em meu pescoço, seu desejo aumentava.
Era forte intenso, era paulada, era o que ele queria e eu queria, era o que queríamos, sua mão deslizou a tirar meu shorts com força, foi rápido, ligeiro com vontade sem que eu pestaneja-se todo o desejo dele já estava de fora me buscando, em um encaixe perfeito sem pensar se colocou dentro de mim, rijo com força e com um desabafo de força, de quem sabia o que estava fazendo e que ali toda sua necessidade e selvageria aconteceria, socava dentro com mais e mais força.
Meu corpo não aguentava o peso e a força com que ele socava dentro de mim. Sua mão apertava minha bunda o puxando para mais próximo, para mais perto. Seu desejo estava enorme.
Não aguentei queria mudar daquilo ali, adoro uns tapas pedia para me morder, então pedi que parasse e me preparei me virando e empinando a bunda para ele seus olhos pareciam vermelhos quando viu o que estava propondo a ele. Seu desejo estava enorme, nunca o vi daquele jeito ele queria eu queria era febre o corpo quente queríamos com toda a intensidade tudo aquilo sua mão na minha cintura me puxando contra ele, com a força que ele queria, eu estava adorando quando seus dedos se enroscaram em meus cabelos puxando meu ouvido próximo a sua boca, e sua voz era rouca e atrapalhada somente me disse que queria sempre aquilo, eu me molhava queria muito todo aquele peso em minhas costas. E novamente ele estocava sua força pra dentro de mim, me puxando ele somente repetia o que queria e como queria e eu somente obedecia seus desejos mais perversos, estávamos molhados de suor, tesão e desejo.
Gemendo de prazer, gozei com todo sua protuberância dentro de mim, meu corpo se estremecia como uma convulsão de prazer, o suor descia pelas costas ele pegou no meu queixo se encaixando em mim e sentindo meu corpo em ataques de prazer, ele saiu rapidamente, colocando em minha boca, lentamente, sentindo minha língua e seu gosto era delicioso, quente, cheio de desejo e prazer.
Somente disse baixinho sei que é isso que queria estava fugindo de mim, não me atendia e eu a queria. Agora toma, toma o que você quer, e rapidamente colocava tudo em minha boca aumentando a força, mais e mais. Até que seu prazer cresceu de segurando minha cabeça ele gozou, sim com tudo em minha boca ele gozou e pedindo que engolisse, sinta o meu gosto, tome o meu leite é seu.
E ai ficamos até todo êxtase se contivesse.


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
A história verdadeira de Lia,seus sonhos e desejos há 2 dias

Sou Lia,18 anos e a história que começo a narrar mudou minha vida... T...
laureen Virgindade 21


Voltei mas pedi seu cuzinho virgem há 2 dias

Voltei mas pedi seu cuzinho virgem como prova de amor ...sexo delicioso,tes...
laureen Virgindade 36


Vizinho jovem safado e seu primo me fuderam há 2 dias

Vizinho jovem safado e seu primo me fuderam Leo me deixava louca, estava ...
laureen Grupal 52


fuderam a bucetinha da minha namorada há 2 dias

fuderam a bucetinha da minha namorada liberal,sexo total delicia Meus mome...
laureen Grupal 29


Mana dormiu em casa e meu marido mandou rola há 2 dias

Minha irmã safada e fogosa adoro rola atolada na sua bucetinha e cuzinho d...
laureen Grupal 59


Davi no tempo certo, fez a Fer sentir o pau duro d há 3 dias

Davi no tempo certo, fez a Fer sentir o pau duro dele, a vagabunda pirou de...
bodiar Traição/Corno 48