Contos de fadas Eró/5ªpar /A Pequ. Serei/Encantada

27 de Abril de 2014 Amy Grey Contos Eróticos 2053

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


ACOMPANHE-ME EM MINHAS PAGES

  • FACEBOOK:

https://www.facebook.com/profile.php?id=100008207742863

  • MEU GRUPO FACEBOOK:

https://www.facebook.com/groups/287246714784659/

  • CONTOS ERÓTICOS

https://www.facebook.com/pages/Contos-Eroticos/770390656311973?ref=ts&fref=ts

CAPÍTULO CINCO

A PEQUENA SEREIA

ENCANTADA

Sentada a uma grande pedra, Ariel admirava o entardecera sua frente. Aquele lindo toque do sol misturado com o horizonte era umas das cenas mais belas vistas. Ela adorava passar seus fins de tarde ali, admirando os últimos raios de sol se esconderem entre o horizonte. Mas, seu real motivo de estar ali era outro mais precisamente, uma pessoa.

Desde que o viu pela primeira vez em uma de suas escapadas do palácio no fundo do mar, a sereia sentia um forte sentimento crescer dentro de seu peito. Nunca soube distinguir o que era, mas a necessidade de seu corpo por vê-lo era grande. Ariel sabia o que diziam sobre os humanos, seu pai mesmo explicara. Tinha noção de que aquilo poderia ser perigoso tanto para si quanto para seu povo. Sereias eram criaturas raras e desde muito tempo, estivera sobre a cobiça dos humanos por conta de seu auto valor no mercado. Seu pai a castigaria drasticamente se soubesse, mas ela não conseguia controlar os sentimentos fortes e curiosos de seu corpo.

Um som de passos a distrai de seus pensamentos. Ariel sabia quem era. Ela não sabia por qual motivo, mas sempre aos fins de tarde, ele ia ao cais e ficava por horas ali, sempre olhando para o horizonte. Ela admirava seu lindo rosto ganhar um brilho diferente ao admirar a vista o deixando ainda mais bonito. Ela estava encantada. Queria se aproximar, tocar, falar com ele, mas sabia o quanto era perigoso.

Eric se via cansado. Ele sabia que tinha um grande e importante título para zelar. Ser principe de um reino tão importante era uma tarefa difícil, mas ele sabia que isso orgulhava seus pais. Adorava ver o brilho de adoração de seu pai ao resolver um problema complicado que so ele conseguia resolver rapidamente. Ele sentia falta de sua liberdade, sabia que aquilo era importante para seu reino, mas ver aquilo que tanto gostava ser prendido por conta de muitas responsabilidade o deixava angustiado, cansado.

Sempre aos fins de tarde, Eric arranjava um jeito de escapar de todos aqueles problemas. O cais se tornou sua única saída para se desligar de toda aquela responsabilidade sobre suas costas. Ele adorava passar as ultimas horas do dia admirando aquela linda e deslumbrante paisagem. Aquilo o acalmava.

Um barulho o desperta de seus pensamentos. Ele olha por volta do cais e logo a avista. O lindo cabelo ruivos ricocheteavam sobre a brisa leve do entardecer. Ele estava encantado. Aquele lindo olhar angelical o encarava de forma misteriosa e apaixonante. Jamais tinha visto uma mulher tão linda como aquela.

Ariel sabia que ele a estava olhando. Ela queria aquilo mais que tudo. A atração que sentia por aquele homem era mais forte do que ela imaginava. Ela o queria e todas as formas possíveis. Sabia que aquela era uma relação proibida, mas ela ja não conseguia controlar esse desejo de seu corpo. Seu pai a mataria se descobrisse que ela havia pegado uma da jóias mágicas que ele esconde em seu cofre. Aquele era o único jeito de ela conseguir ter algum tipo de contado com aquele homem que tanto a fascinava. Estava decidida a se entregar, nem que seja por um só dia de sua vida. Ariel assiste ele se levantar e caminhar até ela. Seu coração palpita dentro do peito. E se ela não conseguisse dizer nada? E se ele não a desejasse da mesma forma que ele a deseja? Seria embaraçoso. Ela respira fundo e começa a caminhar na mesma direção em que ele caminha.

Não demora muitos para os corpos ficarem próximos. Ariel fecha os olhos ao sentir seu cheiro tão de perto. Ela estava entorpecida. Podia ver aquele poder de macho naquele corpo escultural. Ela passa a língua pelos lábios excitada. Jamais se sentiu assim por qualquer ser. Aquele homem despertava os desejos mais insanos dentro dela.

Eric estava com o olhar fixo a linda e deliciosa mulher a sua frente. Aquele corpo curvilíneo era uma tentação para qualquer homem. Nenhuma mulher conseguiu despertar aquele desejo forte que ele estava sentindo agora. Queria pegar aquela mulher em seus braços para lhe dar os melhor dos prazeres que um homem poderia oferecer. Seu membro ja estava dando sinal de vida dentro de sua calça apertada.

Ariel estava enfeitiçada, mas ela precisava reagir. Respirando fundo mais uma vez, ela começa a dizer.

— Sei que não me conhece cavalheiro, mas desde o momento em que botei meus olhos em ti senti uma atração fora do comum. Meu corpo o desejava como uma presa pronta para cair em uma armadilha. Desde o primeiro instante em que te vi naquele cais, eu sabia que naquele instante queria que fizesse de mim sua. Não tenho muito tempo, talvez não me veja mais, por isso decidi lhe ver. Pode se assustar, mas quero que me faça sua, faça-me sentir prazer. Possua-me.

Eric a encarava encantado. Jamais viu uma mulher com tamanha coragem, principalmente e dizer tais palavras. Ele a encarava de uma maneira excitada, encantada. Ele a precisava fazer sua, era uma necessidade forte. Ele se aproxima ainda mais daquele corpo delicado o puxando para si. Ariel o olha assustada, mas o desejo de seu corpo era forte. Eric ergue suas mãos ate o rosto dela e acaricia. Ele contorna aqueles lábios macios antes de se apossar com fome e carinho daquela boca quente e deliciosa.

Ariel estava entorpecida. Sentir aqueles lábios sobre o dela a enlouquecia. Suas pequeninas mãos sobem até o cabelo liso e sedoso dele, o puxando ainda mais para si. Ela o sente apertar ainda mais seu corpo sobre o dele. Ela precisava de mais.

Suas mãos descontroladas se erguem até a alça do fino e delicado tecido que cobria o corpo dela. A peça desliza de forma lenta e agonizante. Eric se afasta e admira completamente excitado aquele corpo delicado totalmente nu ali a sua frente. Ela era ainda mais linda assim. A luz do luar iluminava seu corpo esbelto a deixando ainda mais linda.

Ariel sentia- se envergonhada. Estava totalmente exposta para ele. Ela jamais havia ficado daquele jeito para alguém, mas ao sentir o toque daquelas mãos em seu corpo nu a fez esquecer de qualquer vergonha ou dúvida. Ele a acariciava de uma forma delicada e excitante. Seu corpo se arrepiava a cada toque dele em sua pele desnuda. Ela geme ao sentir aquela boca macia cobrir seu mamilo completamente sensível e duro. Uma sensação estranha estava sendo causada em seu corpo, principalmente no meio de suas pernas. Ariel ja tinha experimentado ser humana algumas vezes, claro escondida de seu pai, mas sentir aquilo era delicioso. Ele se afasta. Ariel assiste completamente corada ele tirando suas vestimentas não demorando muito para avistar seu corpo nu. Ariel o admira da cabeça aos pés, não podendo deixar de se sentir excitada. Aquele corpo nu a sua frente era extremamente provocante. Ela o vê se aproximar mais uma vez não demorando muito a envolver seu corpo sobre o dele e devorar completamente faminto seus lábios. Ela sente seu corpo ser levantado e depositado na areia macia e fofa da praia.

Corpos completamente colados, pele contra pele. Eric acaricia sem nenhum pudor aquela pele nua e macia. Suas mãos exploram frenéticas cada pedacinho daquele corpo delicado e excitante. Sua boca se delicia beijando cada centímetro. Suas mãos descem automaticamente para a intimidade dela. Ele a vê arquejar completamente excitada assim que inroduz dois dedos dentro de sua intimidade úmida e molhada. Ele circula o clitóris com destreza e sua boca se apossa de um seio. Ele chupa, morde, se delicia com aquela parte. Ariel ja não conseguia controlar seus gemidos. O prazer que sentia naquele momento era indescritível. ele sabia muito bem o que fazia.

Finalmente o desejo de ambos e atendido. Eric a penetra lentamente. Ele geme ao sentir seu membro entrando aos poucos naquele local apertado e úmido. Ele sente as unhas delas cravarem em seu braço. Ele precisava ir devagar, mas o egoísmo dentro de seu corpo era forte. Ele queria ir mas além.

Ariel não evitou soltar um gemido de dor assim que ele a invadiu. A dor era eletrizante, mas o prazer e a emoção que estava sentindo naquela instante era maior. A dor de antes havia sumido. Ela geme ao senti-lo se movimentar dentro de si. O choque se seu membro a sua intimidade era forte e ao mesmo tempo carinhoso. Os movimentos aumentam a cada instante. Eric estava perdendo seu controle. Ele estava totalmente excitado.

Depois de gemidos, toques, beijos, posições, carícias e suplicas ambos chegam a seu ápice. Ariel deita sua cabeça naquele peito musculoso. Seu corpo estava cansado. Ela o sente acariciar de leve seus cabelos. Ela encaixa ainda mais seu corpo sobre o dele. Queria aproveitar o máximo dele, não tinha certeza se o veria novamente. Esse pensamento a fazia sentir uma dor grande no peito. Ela levanta sua cabeça e olha admirada o sorriso despertar dos lábios dele. Naquele momento ela sabia o que queria.

Ela estava apaixonada e faria de tudo para viver aquele amor.


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
A história verdadeira de Lia,seus sonhos e desejos há 2 dias

Sou Lia,18 anos e a história que começo a narrar mudou minha vida... T...
laureen Virgindade 29


Voltei mas pedi seu cuzinho virgem há 2 dias

Voltei mas pedi seu cuzinho virgem como prova de amor ...sexo delicioso,tes...
laureen Virgindade 44


Vizinho jovem safado e seu primo me fuderam há 2 dias

Vizinho jovem safado e seu primo me fuderam Leo me deixava louca, estava ...
laureen Grupal 65


fuderam a bucetinha da minha namorada há 2 dias

fuderam a bucetinha da minha namorada liberal,sexo total delicia Meus mome...
laureen Grupal 37


Mana dormiu em casa e meu marido mandou rola há 2 dias

Minha irmã safada e fogosa adoro rola atolada na sua bucetinha e cuzinho d...
laureen Grupal 75


Davi no tempo certo, fez a Fer sentir o pau duro d há 4 dias

Davi no tempo certo, fez a Fer sentir o pau duro dele, a vagabunda pirou de...
bodiar Traição/Corno 55