A namorada de meu irmão

28 de Abril de 2014 Amy Grey Contos Eróticos 12825

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


ME ACOMPANHEM TAMBÉM EM MINHAS PAGES!!!!

Facebook:

https://www.facebook.com/profile.php?id=100008207742863

Meu Grupo Facebook:

https://www.facebook.com/groups/287246714784659/

Minha page:

https://www.facebook.com/pages/Contos-Eroticos/770390656311973?ref=ts&fref=ts

___________________________________________________

Eric sempre ficava em êxtase ao ver sua cunhada.

Morena, de lindos cabelos negros, Camilla tinha uma beleza exótica. Seu corpo turbinado deixava qualquer homem sã louco. O movimento sensual de seu quadril era excitante. O bumbum empinado e avantajado o deixava fora de si. Desde quando a viu sem querer transando com seu irmão, Eric não conseguia esquecer aquela cena. Vê-la quicando e forma rápida e deliciosa sobre o membro de seu irmão, o deixou excitado. Sempre se pegava masturbando pensando de como seria aquele corpo sobre o seu, de sua boca sobre seu membro, chupando sem dó, de sua pele brilhante e cheirosa sobre suas mãos desesperadas. Ele sabia que aquilo era errado, afinal era a namorada de seu irmão, seu melhor amigo. Mas aquela cena era difícil de ser tirada da cabeça.

....

Estavam reunidos na sala. Eric não conseguia disfarçar a excitação que sentia ao ver Camilla ali apoucas distâncias dele. Ela estava abraçada a seu irmão prestando atenção ao filme que se passava na tela. Eric sequer conseguia se concentrar. Ver aquela morena que tanto desejava perto, era como uma tortura. Não pode-la tocar era desesperador. Ele precisava esquecer daquilo, precisava tirar esse desejo de si, mesmo aquilo sendo muito difícil.

Um celular toca. Eric vê seu irmão atender e logo se levantar. Ian teria que sair, tinha algo importante a fazer deixando ele e sua cunhada a sós naquela casa. Ele engole em seco. Uma gota de suor desde em sua testa. Saber que ficaria sozinho com aquela garota - perigo o deixava nervoso. Ele não sabia se seria capaz de se controlar. Ele ouve a porta sendo batida. O silêncio se instala. Camilla ainda continuava fissurada na TV. Ela usava um short curto, deixando a mostra sua perna torneada e lisa. A blusa colada a seu corpo tinha um discreto decote, o que avantajava ainda mais seus seios grandes e empinados. Eric passa as mãos pelo rosto. Sua respiração esta acelerada. Seu membro pulsa dentro da bermuda. Ele precisava controlar. Respira fundo e tenta se concentra na TV.

...

Eric se levanta ate a cozinha. Sua boca estava seca. Ter sua cunhada a seu lado era uma tarefa difícil. Sabia que aquele terreno era perigoso. Eric jamais queria magoar seu irmão. Ele o tinha como melhor amigo, mas controlar aquele desejo de seu corpo era uma tarefa complicada.

Sente uma mão descer em direção a seu membro. Ele trava sua respiração. Vira-se devagar e avista sua cunhada parada ali a sua frente. Seu olhar era selvagem, cheio de desejo. Eric arregala os olhos, mas não deixa de se sentir excitado assim que sente aquela delicada mão apertar seu membro dura entre a bermuda que usava.

— Camilla.... O que... Esta fazendo....? — sua voz sai entre cortada e baixa. Eric não consegue deixar de gemer baixo assim que a sente apertar ainda mais aquela parte de seu corpo.

— Eu tentei Eric, juro que tentei... Mas não consigo deixar de deseja-lo. Desde a primeira vez que te vi sem querer pelado em seu quarto, meu corpo clama pelo seu. Sei que também me deseja... Sei que quer me foder. Eu quero isso Eric, me foda, me coma, faça-me sua, nem que seja por apenas um dia. Tire esse desejo de mim... — diz sensualmente apertando ainda mais sua mão sobre aquele grande volume em suas pernas.

Se Eric antes tentava se controlar, ele viu isso indo por agua abaixo. Suas mãos automaticamente pairam sobre os cabelos dela, puxando com certa brutalidade. Camille geme com a dor e o desejo que lhe alastra. A boca de Eric raspa de leve no lóbulo de sua orelha. Ele morde aquela parte sensível.

— Vadia deliciosa... Eu estava segurando Camilla, mas você me atentou, agora aguente as consequências. Quero fodê-la ate saciar meu desejo e fazê-la perder os sentidos. Você será minha vadia hoje Camilla... So minha!. — sussurra Eric deliciosamente com sua voz rouca ouvido dela. Camilla sente o aperto no meio de suas perna aumentar.

— Sim Eric sou toda sua! Me coma, faça-me sua!

Aquilo foi seu limite. Eric devora os lábios de Camilla com fome. Suas mãos frenéticas trabalham em apreciar aquele corpo delicioso. Ele sobe uma delas em direção a um seio e sente o bico duro e sensível entre sua blusinha colada enquanto a outra trabalha em apertar aquele traseiro durinho e empinado. Os gemidos de Camilla vem de forma alta e sincronizada. Sua calcinha esta encharcada. Céus e ele nem havia a penetrado e estava quase tendo um orgasmo so com aquelas carícias íntimas.

Sem perder tempo, as roupas são tiradas. Os corpos nus se grudam de uma maneira enlouquecida. Eric beijava cada centímetro daquele corpo delicioso. Sua boca desce torturante em direção a intimidade de Camilla. Ele cheira aquela parte sensível. Ela era completamente deliciosa. Podia ver o quanto ela estava excitada. Sua intimidade brilhava e um liquido viçoso descia de suas entranhas. Sem perder tempo ele se apossa daquela boceta úmida e quente. Camilla arqueja seu corpo. Suas mãos seguem em direção ao cabelo dele onde ela o aperta com força. O aperto em suas entranhas se intensificava e não demoraria muito para ter um orgasmo. Eric era extremamente engenhoso em habilidades orais. A língua dele invadia sua intimidade sem dó. Ele sugava aquela parte com fome. Ela geme em protesto ao senti-lo abandonar aquela parte. Camilla o vê sorri safado. Ele direciona sua boca mais uma vez para sua orelha e sussura.

— Acho que agora chegou a minha vez não é! — diz sedutoramente. Camilla não perdeu tempo e logo abocanhou aquele membro duro. Eric trinca os dentes ao sentir a boca quente de deliciosa dela sugar seu membro com fome e sem dó. Ela chupa, morde de leve e se delicia. Eric já estava prestes a ter seu orgasmo, mas ele não queria ainda gozar. Ele puxa o corpo de Camilla para cima e o joga na bancada da cozinha. Sem perder tempo ele a penetra forte e profunda. Ela grita ao sentir aquele membro rasgar-lhe por inteira. Eric estocava com força e brutalidade.

Camilla estava adorando aquilo. Sempre gostava de um sexo selvagem e devasso. Suas mãos sobem em direção ao seios dela, onde ele o aperta com firmeza. Ele também não conseguia controlar seus gemidos. Ver Camilla ali a sua mercê totalmente exposta o dava ainda mais prazer. Eric tira seu membro de dentro dela e a vira de costas. Camilla espalma suas mãos sobre a bancada ficando com sua bunda durinha empinada. Eric alisa aquela parte deliciosa. Não tarda muito e Camilla sente um tapa ardido ser depositado ali. A dor misturado com o prazer a enlouquecia, fazendo-a pedir por mais. Eric estava adorando aquilo. Era excitante. Ele deposita mais alguns tapas sobre aquela área se excitando ainda mais. Ele puxa os cabelos dela colando ambos os corpos a penetrando mais uma vez sem dó. Seus movimentos aceleram a cada instante. Camilla se agarrava na beirada da bancada totalmente enlouquecida. Seus gemidos agonizantes podiam ser ouvidos por toda casa. Ele agradecia por não haver ninguém ali. Eric apertava seu quadril com força, sabia que ficaria marca. Com mais alguns movimentos ambos encontram seu limite. Eric urra ao sentir seu jato de gozo invadir aquela boceta quente. Camilla grita ai sentir seu orgasmo a devastar-lhe por inteira.

Os corpos caem cansados sobre a bancada. Camilla sente a respiração ritmada e quente de Eric em seu pescoço. Aquilo estava lhe causando arrepios. Aquela sensação pós orgasmo que sentia era deliciosa. Jamais havia sentido tanto prazer como agora. Eric era simplesmente quente e sabia fazer uma mulher delirar em quatro paredes. Ela queria mais, precisava de mais. Ambos sabiam que aquela relação era proibida, mas o desejo do corpo de ambos era inevitável.

Eric sabia que estava metido em um dilema, mas um dilema deliciosamente perigoso.

Ele queria mais e por algum motivo sabia que ela também queria. Ele vira o corpo dela para si e logo avista aquele olhar selvagem mais uma vez se estampar em seu rosto. O sorriso safado de Camilla já o fazia entender tudo.

Ela ainda o queria, e fazeria de tudo para aproveitar o máximo disso.


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
Ola galera sou bodiar, como ja tenho comentado min há 1 hora

Ola galera, é pequeno o conto mas quero relatar,,,,,,perto do meu deposito...
bodiar Traição/Corno 5


Eu e a Fer,,,,,,vizinho Davi vôlei no campinho are há 1 hora

Ola galera sou bodiar, como ja tenho comentado minha esposa não larga do m...
bodiar Exibicionismo 4


FER! Meu pau não saciou SEU TESÃO!,,,Ofereci outro há 1 hora

Ola galera quero dar continuidade no dia em que tiramos para comemorar o di...
bodiar Traição/Corno 5


buceta deliciosa da minha tia há 15 dias

Minha tia é uma mulher de 39 anos, uma coroa muito enxuta, toda trabalhada...
laureen Incesto 47


quando fui comer um cuzinho apareceu uma bucetinha há 16 dias

quando fui comer um cuzinho apareceu uma bucetinha tb demais sexo gostoso r...
laureen Grupal 87


Fodendo Gostoso com o Veterinário da nossa Fazenda há 16 dias

"Fui tomar um banho antes que faltasse luz, eu estava em um misto de apr...
dammasafada Aventura 75