Segredos de uma mulher casada

04 de Maio de 2014 Aline Contos Eróticos 2740

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria



As coisas acontecem, a gente nem sempre consegue entender por
que.



Eu,  uma mulher
casada,  bem resolvida,  um bom marido,  filhos adolescentes, mas ajuizados,
enfim,  uma vida que não poderia ser
melhor.  Aliás,  a vida da gente, boa ou má,  só passa a ter uma definição mais correta
quando você a compara.  E comparar é
muito fácil.  A Aline,  minha amiga, 
casada com o Douglas,  tem uma
vida bem diferente da minha. O Douglas apesar de tratá-la bem,  vive dando em cima das mulheres que
aparecem.  Aproveita de seu estilo
brincalhão e aproveita-se disso.  Não
raro ouço a Aline reclamar de que ele a esta traindo.  É apenas uma possibilidade,  mas considerando o jeito do Douglas ser,  pode muito bem ser verdade.  Meu marido Claudio já se aborreceu com o
Douglas.  Um dia, em um churrasco,  depois de beber muito,  o Douglas disse ao Claudio que eu era uma
mulher muito gostosa.  O Claudio se
aborreceu com isso,  me preveniu sobre
ele e daquele dia em diante eles esfriaram um pouco as suas relações,  ao contrário de mim e da Aline,  estávamos sempre juntas falando e comentando
sobre as nossas vidas.



Um dia a Aline me chamou em sua casa para conversarmos.  Quando cheguei encontrei uma amiga chorando
copiosamente.  Sem entender eu a abracei
e quis saber a razão de tanta tristeza. 
Ela passou para mim um bilhete que havia encontrado no bolso da calça do
Douglas em que tal de Vera comentava sobre seus encontros com seu marido e lhe pedia
para que a encontrasse mais vezes na semana.



Se até então havia alguma dúvida quanto à fidelidade do Douglas,  daquele momento em diante não havia
mais.  A Aline revoltada me
confidenciou que iria dar um troco.



Semanas se passaram sem que se  discutisse esse assunto.  O Claudio nada comentou e a Aline passou esse
tempo ausente justificando um aumento de seu trabalho.



Chegou o dia do aniversario do Douglas e a Aline convidou a
todos para a festa que realizaria.  Mesmo
a contragosto Claudio aceitou e la fomos nós. 
A festa estava animada,  muitas
pessoas desconhecidas,  alguns conhecidos
nossos e assim íamos de canto em canto conversando e bebendo.  Altas horas o Douglas já estava bem alto e
cantava todas as mulheres que passavam perto dele.  Dei por falta da Aline e com vontade de ir
ao banheiro,  subi as escadas e
aproveitaria para ver se a Aline esta por lá. 
Quando me aproximei do quarto dela, 
ouvi  uns sons estranhos e pé a pé
aproximei-me da porta que estava entreaberta. 
O que vi  me deixou atônita a
Aline de costas,  atrás dela um homem que
não reconheci,  a apertava fortemente e
suas mãos levantavam seu vestido e massageavam sua buceta por cima da
calcinha.  A cena me fez molhar
imediatamente.  Seus gemidos contidos
mostravam que ela estava gozando. 
Lançando-se para traz e beijava o homem que continuava com suas mãos na
sua buceta.  Meio desnorteada acabei
batendo o cotovelo na porta e não consegui evitar que eles me vissem.  Desci as escadas rapidamente e juntei-me ao meu
marido.  Sentia uma forte umidade a
exalar de minha buceta.



No dia seguinte a Aline vem a minha casa.  Um pouco sem jeito me conta que conheceu o
Aderbal em seu trabalho e que já vem mantendo relações com ele há algum
tempo.  Perguntei se não temia que o
Douglas descobrisse.  Fiquei espantada
quando me diz que ele já sabia e admitia. 
Desde que ela descobriu o bilhete em seu bolso,  fizeram um pacto onde cada um,  mantendo as aparências,  poderia ter a vida que quisesse.  Fiquei 
estarrecida,  mas ao mesmo tempo
excitada.  Mais calma a Aline passou
então a contar a grande transformação que ocorrera em sua vida.  O tesão que até nem mais sentia,  era efervescente,  e o sexo passou a ter uma importância em sua
vida que nunca tivera antes, 
ajudando-a  a ser mais feliz de
uma maneira geral.



Num momento da sua conversa ela me diz sorrindo:  “  você
tem que experimentar,  tenho certeza de
que vai gostar e nunca mais vai querer outra vida “  ralhei com ela;  ora, 
como poderia viver com minha consciência indo para a cama com outro
homem??  Ela então retruca,  amor, 
isso passa !!!!



Essa conversa permaneceu muito tempo comigo,  e não posso negar,  ela me excitava.  Com o passar do tempo,  até pelo fato do Claudio não me procurar
tanto,  a idéia de dar a um outro homem
começou a ter algum sentido.



Certa vez,  ao sair do
meu trabalho,  eis que me encontro com a
Aline saindo também do seu.  Como
começava a  chover,  ela me convidou a dar uma paradinha num
barzinho para tomarmos um chopinho enquanto a chuva não passava.  Mal nos sentamos ela avista em uma mesa
próxima um homem que lhe sorri.  Ela
retribui o sorriso e o homem se aproxima da mesa.  Incomodada cutuco-a por baixo da mesa.  Ela fazendo de conta que não percebe,
levanta-se da um selinho e um abraço nesse homem,  em seguida me apresenta,  seu nome é Rodrigo e se conheceram há algumas
semanas atrás.  Ela o convida a sentar e
começamos a conversar animadamente.  Meu
marido me chama ao celular e lhe digo que estou esperando a chuva passar para
ir embora,  ele me avisa que esta em uma
reunião e que não teria horário para chegar em casa.  Volto a prestar atenção na conversa e percebo
que o Rodrigo encoustou-se mais na Aline, 
podia até perceber que ele passava as mãos em suas coxas por baixo da
mesa. Subitamente um homem se aproxima
da mesa.  Alto,  moreno, 
sorriso encantador se dirige ao Rodrigo que ao vê-lo, levanta-se e o
abraça efusivamente.  Ele é então
apresentado,  seu nome é Sidney e são
amigos de infância.  Convidado a
sentar,  Sidney começa a falar de sua
vida,  de sua família,  é casado, 
tem filhos também adolescentes mas passa por uma fase ruim em seu
casamento.  Revela-se carente.  Conversa vai conversa vem,  percebo que o Sidney se aproxima um pouco mais
de mim.  Mesmo mais altinha por conta dos
chopinhos, percebo que ele toca sua perna em minha perna.  Mantenho a aparência e me afasto de seus
toques,  ele então se aproxima mais e me
toca novamente.  Já começo a ficar com
raiva de sua insistência,  mas
inegavelmente,  começo a me excitar
também.  A Aline então levanta para
dançar.  Sidney me convida e fico na
duvida se devo ou não,  mas,  como a chuva insistia em continuar,  penso que uma dança não seria problema.  Quando nos juntamos na pista,  Sidney me enlaçou a cintura e encostou seu
corpo no meu e seu rosto em meu pescoço. 
Suas mãos perto da minha bunda, 
seu pinto duro na direção de minha buceta e seus lábios roçando meu
pescoço começaram a me levar às alturas e todas as minhas resistências
começaram a ser minadas.  Acho que ele
percebeu minha respiração entrecortada, 
e suavemente virou o meu rosto e me deu beijo nos lábios... acho que eu
os abri porque quando percebi,  sua
língua já se apoderava de minha boca.



Senti que cheguei a um ponto de difícil retorno...


Continua...




Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
buceta deliciosa da minha tia há 15 dias

Minha tia é uma mulher de 39 anos, uma coroa muito enxuta, toda trabalhada...
laureen Incesto 42


quando fui comer um cuzinho apareceu uma bucetinha há 16 dias

quando fui comer um cuzinho apareceu uma bucetinha tb demais sexo gostoso r...
laureen Grupal 86


Fodendo Gostoso com o Veterinário da nossa Fazenda há 16 dias

"Fui tomar um banho antes que faltasse luz, eu estava em um misto de apr...
dammasafada Aventura 69


ENTRE TAPAS E BEIJOS COM MINHA TARADA! há 17 dias

Há anos que não visitava aquela cidade litorânea e como teria que ficar ...
luiz_sanches Hetero 52


Futebol e Sexo - Sempre tem um cuidando do alheio há 18 dias

Herbert e Luzia, um casal jovem, ele com seus 23 anos e ela com seus 19 ani...
juck Aventura 73


Como desvirginei a putinha de minha filha delicia há 20 dias

Como desvirginei a putinha de minha filha, delicioso tesão demais,bucetinh...
laureen Incesto 264