Novinha Puta da Vida 5/14

15 de Maio de 2014 EMILIO SANCHEZ Contos Eróticos 3649

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Para acessar as outras partes acesse:
Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4
Parte 6
Parte 7
Parte 8
Parte 9
Parte 10
Parte 11
Parte 12
Parte 13
Parte 14

"chupou,chupou,chupou,olhando com gosto e com cara de safadinha como normalmente ela fazia pra ele"

Cláudio ficou extasiado com o pedido de Suzana e apenas falou:

-Vou pensar,vou pensar....

Saiu da casa dela,e,foi caminhando sem direção pelas ruas da cidade de Forger Plus,uma cidade de 156 mil habitantes,tinha de tudo,bordéu pra dar e vender,supermercados,danceterias pobres e de luxo,marcenarias,universidades dentre tantas outras coisas.

O homem indeciso,foi então parar numa mesa de bar para aliviar a cabeça,afinal não é todo dia que uma mulher pede em namoro,e perguntou pro seu amigo de copo assim:

-O que fazer quando uma mulher pede em namoro?

-Dá o cu pra ela gozar e nunca mais volte na cidade,pois,ela sempre vai te pertubar,seja com telefonemas,seja com outros caras,seja com problemas sociais em geral.

-Mas o foda que eu gosto dela.

-Então aguente as consequencias,amigo.

Dentro de poucos minutos,depois de ouvir o que o choppeiro mais famoso ficava lá,senhor Dreszter,saiu correndo sem motivo,talvez estava querendo dar um tiro na própria realidade,que não queria aceitar  o que estava ocorrendo com ele.Pensou,mas não encontrou respostas,poi,essa decisão pode acarretar um futuro casamento,e,mulher quando quer não larga mais do seu pé,na sua idealização dos seus sonhos,como de repente um filho,dentre outras complicações.Entre isso aqui,outro ali,mastiga cá,mastiga acolá,resolveu pedir uma opinião de sua mãe,pensou,talvez iria lhe ajudar a guiar nessa incrível decisão a ser tomada.

A verdade que Cláudio estava confuso,nem saberia como falar pra sua mãe,de uma coisa tão simples que ocorre na sociedade,mas tão decisiva:voltar a se relacionar;não pelo fato de que tiveste várias mulheres que tinha ficado e feito elas irem às loucuras,mas,sim pelo fato de que Suzana sempre o amou e ele nunca tinha dado uma bola sequer,só respostas rápidas e convincentes de cumprimentos apenas do tipo "Olá""Como vai" e não "Quero ficar com você" Como vai ser nosso relacionamento" e assim por conseguinte.

Ao chegar em casa,já se passavam das 19:30 de domingo,sua mãe estava escovando os dentes,para ela poder ir nos bailes em que sempre ia nos domingos da terceira idade; dizia ela que quando ia ,rejuvenecia  o corpo e alma,aliviando as dores que ela já passou diversas vezes,terminado de escovar,perguntou:

-Mãe,posso pedir uma palavrinha com você?

-Sim,meu filho sou toda à disposição,desde que não demore muito,pois tenho compromisso hoje.

-O que você acha deu namorar a Suzana?

-Seria uma boa ideia,assim ,você vai se tornar mais responsável,coisa que você não é,e você sabe disso muito bem.

-Mas,sei lá to inseguro.

-Ô porra é pra você decidir,você é homem ou um rato?

-Homem né.

-Então aceite o pedido de Suzana.

Assim que ouviu a resposta de sua mãe,que já já iria sair,Cláudio saiu correndo pra casa de Suzana como se fosse uma criança de 11 anos descobrindo a vida,quando chegou na moradia onde ela morava,todo animado,a mãe lhe entregou um presente:10 embalagens de camisinha.-Se for pra transar use camisinha naquela vadia!Constrangido,Cláudio apenas acenou com a cabeça e foste para o quarto de Su.Ao recepcionar,Su,estava sem sutiã com os seios amostra,Cláudio fechou a porta e por conseguinte trancou,para que ninguém atrapalhasse aquele "momento incrível".Foi nessa hora que estava tocando uma música bem romântica do tipo Maurício Casannova -Dificuldades



Já são novembros distantes



Em que a lua não se vê com atenção



Nem os dias restantes



Do que há em nós,neste fogo da paixão


Boa alternativa pra quem já foi sua duvida



Já passa da madrugada



E eu aqui nessa estrada



E o telefone não para de tocar




Briga,xinga mais fica calado



Depois de um certo tempo emudecidos



Em longas conversas se vê traçado



Que o amor não podem  deixar
esquecidos



Aos poucos os dois começaram a se soltar,Cláudio estava morrendo de tesão por ela,a princesa  dos seus sonhos,e,desde então o dito cujo começou a chupá-la,chupá-la e chupá-la não se cansava mordendo seu biquinho vorazmente,ela gemia baixinho,e continou intensamente até parar essa música e tocar Cafajeste.O ponto chave foi esse,o moço não aguentou mais de tesão,colocou seu pau pra fora da tocaia de seu zíper e deixou no meio de seus seios de Su,sabia que ali era seu ponto fraco,e chupou,chupou,chupou,olhando com gosto e com cara de safadinha como normalmente ela fazia pra ele,(embora ele  antes,nem se importava com isso),beijava-o,lambeu-se o doce que tinha naquele instrumento até cansar,fez carinho nas bolas cabeludas dele,nada lhe atrapalhava até que em um determinado momento falei:

-Vai sair vai sa..........

Antes de falar ir,gozou profundamente,a porra estava quentinha cerca de uns 45 graus,gozando todinho na boquinha dela,e engolindo sem pressa,ela gostava da minha porra,a boca toda gosmenta mais estava satisfeita pedindo mais e mais,era incrível o modo e a maneira em que ela conduzia tudo aquilo.

Aos poucos tirei a calça jeans, para ficar mais a vontade e mais sucetível a bel prazer dela.

Su por sua vez não tinha tirado a roupa toda ainda,apenas o sutiã,e embora toda gostosa e engolido toda a minha porra maravilhosa em que julgava falar,começou aos poucos a tirar mostrando seus atributos que eu já conhecia,mas,fazia tempo que não via.Pegou a calcinha e foi tirando devagarosamente,rebolando,rebolando sem se importar que estava querendo que ela tirasse rápido pra comê-la maravilhosamente,fazia tudo aquilo pra me provocar era seu jeito preferido de me atiçar,arredou um pouco sua calcinha deixando-a do lado esquerdo mais sem tirá-la mostrando seu rego foda,e,antes de qualquer iniciativa minha me ordenou:

-Só olhe apenas!

A calcinha continuava imóvel,apertadinha apenas mostrando o cu e ela fazia questão de abrir o cu todo rosinha,mas,um pouco arrebentado fora do normal ficando de 4,e eu não podia pegá-la e enfiar meu pau que estava subindo pelas paredes,coitado!

Depois de um certo tempo,mesmo com o lado esquerdo de ter colocado a calcinha,ficou me atiçando mais ainda,levantando e descendo,levantando e descendo,rebolando completamente e ordenadamente como se estivessem na fase subliminar(processo de mudança de fase de sólido pra gasoso),mesmo assim soube esperar conscientemente até chegar minha vez,estava como cachorro pedinte pro seu dano ter sua atenção necessária.

Suzana,sabia que eu estava gozando deliciosamente e a malvada tinha plena consciencia disso,e,de repente num passe de mágica tirou rapidamente sua calcinha jogando-a ela na minha cara mandando eu cheirar durante uns 5 min para que pudesse finalmente lhe atacar.

O cheiro daquela calcinha,me alucinava ainda mais,comia com os olhos,com a boca,percebia que aquilo sim,era uma transe perfeita,da harmonia do desejo e do tesão,aprimorados com a frequencia com que ela me atiçava,era um complexo de misturas de sensações rodando no meu pensar,era como uma força além que eu senti e pulsava,pulsava,ejaculava,ejaculava sem ao menos penetrar,só de sentir eu já gozava,era uma sintonia perfeita.

Aos poucos Suzana,abriu as pernas e deu um pequeno cuspe em sua buceta,rosadinha,onde enfiou o dedo médio e o dedo mindinho fazendo-se masturbar na minha cara gozando-a  pela 2 vez,logo em seguida,fez com  que abrisse mais sua buceta para que numa espécie de imã,babar de vontade de comê-la até quando falei:

-Caralho,quando é que eu vou poder finalmente te papar?

-Só mais 2 minutos até eu gozar novamente,não estou preparada para receber esse caralho agora não.

-Ah vai se fuder Su,to quase morrendo aqui,você me provocando e eu não posso comer-te isso se chama egoísmo!Suzana apenas riu,mas,depois apenas me pegou pelo pescoço e disse:

-Me coma por favor,agora sou eu que peço.

Peguei e lasquei um beijo em sua boca,cujo fato ela delirou,fazendo com que eu roçasse sua buceta por delongos 10 minutos,alternando sua frequência,ora devagar ora rápido,e desde então ela pode gozar sossegadamente,sem pressa,sem raiva nem nada,depois,lambi todo corpo fazendo-a arrepiar todinha,até mesmo sua buceta latejar infinitas vezes,pois,sabia que estava com o homem que a amava,que adorava durante a vida inteira,isso ela não podia negar,e como consequencia fazendo fortemente no seu cu,gozou mais algumas vezes até falar que chega,até que uma determinada resposta ouve-se:

-Vamos continuar no banheiro?

-Topo na hora.

-E a resposta do namoro?Indagou Suzana.

-Será que o sexo não lhe respondeu?Falei.

Beijamos e fomos continuar o segundo tempo no banheiro.



Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
buceta deliciosa da minha tia há 15 dias

Minha tia é uma mulher de 39 anos, uma coroa muito enxuta, toda trabalhada...
laureen Incesto 42


quando fui comer um cuzinho apareceu uma bucetinha há 16 dias

quando fui comer um cuzinho apareceu uma bucetinha tb demais sexo gostoso r...
laureen Grupal 86


Fodendo Gostoso com o Veterinário da nossa Fazenda há 16 dias

"Fui tomar um banho antes que faltasse luz, eu estava em um misto de apr...
dammasafada Aventura 69


ENTRE TAPAS E BEIJOS COM MINHA TARADA! há 17 dias

Há anos que não visitava aquela cidade litorânea e como teria que ficar ...
luiz_sanches Hetero 52


Futebol e Sexo - Sempre tem um cuidando do alheio há 18 dias

Herbert e Luzia, um casal jovem, ele com seus 23 anos e ela com seus 19 ani...
juck Aventura 73


Como desvirginei a putinha de minha filha delicia há 20 dias

Como desvirginei a putinha de minha filha, delicioso tesão demais,bucetinh...
laureen Incesto 264