Segredos de uma mulher casada IX

18 de Maio de 2014 Aline Contos Eróticos 4999

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Segredos
de uma mulher casada IX


Voltamos a
sentar à mesa, mas não era a mesma coisa, 
percebi que Sidney se aproximou mais da Leila,  quase que a abraçava,  tocava sutilmente em suas mãos, que me parecia,
tremiam.  Veio então o convite
esperado;  vamos ao meu apartamento?  Tomamos um drink para encerrar esta maravilhosa
noite?  A primeira reação de Leila foi
dizer não.  “ Desculpe eu não posso,  estou perdida,  nem sei o que estou fazendo aqui...”  Abraço-a e lhe digo,  amiga, 
seja feliz,  não fique assim,  sinto que você esta querendo se divertir um
pouco mais,  faça isso,  a vida da gente é muito curta,  você não pode perder as oportunidades!  Leila então diz;  está bem, 
vamos,  mas não esperem que eu
corresponda,  estou neste momento
guerreando com os meus princípios! 
Entendemos,  Sidnei pega
suavemente em suas mãos e a levanta,  ele
a faz andar a sua frente com a mão em sua cintura,  a saída estava congestionada,  aproveita então para encostar na bunda de
Leila e lá permanece. Tenho certeza que Leila sentiu o pinto do Sidney em sua
bundinha,  mas manteve-se ereta,
discreta.



Fomos no
carro de Sidney,  eu na frente, Leila
atrás.



Meu vestido
já curto,  subiu até deixar aparecer
minha calcinha,  uma delicada peça rosa
com rendinhas que logo foi tocada pelas mãos hábeis de Sidney.  Nesse percurso,  ele me fez gozar!!  Seu dedo polegar invadia a minha buceta
encharcada e realizava lentos movimentos circulares,  uma delicia. 
Chegamos ao apartamento e eu estava nas nuvens.



Leila viu o
que estava acontecendo e sou capaz de afirmar que varias vezes a vi com a mão
em meio as suas pernas,  parecia que se
masturbava.



Entramos,  era um belo apartamento com decoração em
madeira,  luzes indiretas,  alógenas



Davam um
toque de sensualidade no local.  Coloquei
uma musica e chamei Leila para dançar enquanto Sidney buscava bebidas.  Leila me confidencia que esta assustada e ao
mesmo tempo sentindo que não vai conseguir evitar o chamamento de seu
corpo.  Fique calma minha amiga,
digo,  tudo vem em seu momento.



Rimos,  falamos muito de nossas vidas,  bebemos bastante,  tanto eu como Leila já estávamos bem
altinhas.  Sidney chama Leila para
dançar.  Percebo que ela não vai resistir



E é o que
acontece,  nos primeiros acordes da
musica o que se via eram mãos frenéticas despindo um ao outro,  lábios colados,  sons abafados,  e Leila é colocada delicadamente ao
chão,  ambos nús,  um ao lado do outro, se entregavam em um
beijo ardente,  Sidney,  beijando cada milímetro do corpo de
Leila,  aqueles seios pequenos e
firmes,  uma pequena barriguinha,  e um monte de vênus com farta penugem,  Leila grita ao sentir a língua de Sidney
começar a explorar a sua buceta.  Se dá
conta disso e põe a mão na boca tentando reduzir seus ruídos. Acho que durante
uma meia hora, Sidney permaneceu chupando a buceta da Leila,  e nesse período,  ela teve no mínimo uns dez orgasmos.  Ahhhh, 
essa menina agora sabe o que falo, 
e certamente se apaixonou!



Eu, também
nua,  me aproximo deles instante que
Sidney se prepara para penetra-la,  seu
pinto é respeitável,  acho que uns 20 cm
por 6,  entrando naquela buceta carente,  tão necessitada.



Existem
momentos na vida da gente que são eternos, 
e afirmo,  o momento que você goza
com um pinto enterrado em sua buceta,  é
o mais divino dos momentos, 
principalmente quando é um pinto diferente,  um pinto que não faz parte do seu dia a dia.



Sidney é um
homem seguro e inteligente,  sabia que eu
queria ser fodida também,  aproveitando
que Leila desmaiou,  rapidamente me
chama,  me faz ficar de quatro e com seu
pinto cheio de fluidos da buceta de Leila, 
invade o meu cuzinho,  num empurrão
só sinto suas bolas tocarem minhas nádegas. 
Enlouqueço,  movimentos de vai e
vem  me fazem gravitar no paraíso.  Leila acorda e vendo ele me possuir,  vem ao meu encontro e pela primeira vez me
beija,  sinto que ela já faz parte do meu
mundo,  nos beijamos sofregamente,  ela beija os meus seios e depois vai junto do
Sidney,  o beija também e sinto que
segura o seu pinto em direção do meu cuzinho, 
percebo que ela esta desejando isso também.  Mas depois de tanto meter,  Sidney não aguenta e goza,  sinto o seu jorro dentro do meu cuzinho,
quente, gostoso, ele vai tirando seu pinto e deitando ao nosso lado,  é um guerreiro extenuado que vai precisar
descansar para voltar à luta...


continua




Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
buceta deliciosa da minha tia há 14 dias

Minha tia é uma mulher de 39 anos, uma coroa muito enxuta, toda trabalhada...
laureen Incesto 36


quando fui comer um cuzinho apareceu uma bucetinha há 15 dias

quando fui comer um cuzinho apareceu uma bucetinha tb demais sexo gostoso r...
laureen Grupal 82


Fodendo Gostoso com o Veterinário da nossa Fazenda há 16 dias

"Fui tomar um banho antes que faltasse luz, eu estava em um misto de apr...
dammasafada Aventura 68


ENTRE TAPAS E BEIJOS COM MINHA TARADA! há 16 dias

Há anos que não visitava aquela cidade litorânea e como teria que ficar ...
luiz_sanches Hetero 51


Futebol e Sexo - Sempre tem um cuidando do alheio há 17 dias

Herbert e Luzia, um casal jovem, ele com seus 23 anos e ela com seus 19 ani...
juck Aventura 71


Como desvirginei a putinha de minha filha delicia há 19 dias

Como desvirginei a putinha de minha filha, delicioso tesão demais,bucetinh...
laureen Incesto 255