Molecada - Três histórias.

30 de Maio de 2014 Inocente Contos Eróticos 19697

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Dessa vez irei contar três histórias, sendo que duas ocorreram comigo e a outra só fiquei observando.

Primeira.

Eu estava descendo uma rua de terra que ficava perto da minha casa. Faltavam uns 500 metros para eu chegar.

De repente apareceu um moleque que morava no bairro, mas um pouco longe da minha casa.

Ele ficou do meu lado e, do nada, ele pegou na minha mão e a colocou por dentro do short dele.

Falou que era para ficar segurando o pau dele. Fiz o que ele pediu. Enchi a mão naquele negócio que ia ficando grosso a cada passo que dávamos.

Ele tirou a camiseta e colocou na frente do meu braço e mão para ninguém ver aquilo.

Descemos a rua e quando chegou pelo do cruzamento que ia para minha casa e tirou a minha mão do pau dele e cada um foi para o seu caminho.

Chegando perto de casa resolvi cheirar a minha mão. Credo!

Estava com um cheiro horrível, parecia que o cara não tomava banho uns três dias. Sai correndo lavar.



Segunda.

Eu estava na frente de uma construção com uns colegas, acho que uns quatro.

Estávamos brincando em um monte de areia que tinham despejado.

Nisso eu vi três moleques mais velhos se aproximando da gente. Dois eu já conhecia e o outro era de um bairro vizinho. Só o conhecia de vista e o nome dele e sabia que ele não batia bem das ideias.

Enquanto estávamos brincando na areia esse moleque do outro bairro estava agitado. Eles tinham vindo de um circo que tinha na frente de minha casa. Tinham acabado de ver um cavalo comendo uma égua.

Ele ficou tarado com aquilo! Ai ele falou que precisava fazer igual o que o cavalo fez com a égua.

Eu estava de quatro em cima da areia quando ele veio em minha direção e falou que seria eu a égua.

Ele abaixou o short na frente de todos e saiu um baita pinto duro que até hoje não vi igual ao vivo.

Só para constar. Depois de alguns anos nós ficamos amigos. As vezes ele ficava com palhaçada quando estávamos em grupo e ficava mostrando o pau duro para todos. Aquilo sem duvida nenhuma tinha uns 30 cm brincando. Tanto que até onde eu sei, ele nunca conseguiu namorar nenhuma mulher, pois nenhuma era louca o bastante para ter um relacionamento sério. Por causa disso vivia saindo com os viados da cidade.

Voltando.

Quando ele se aproximou com aquilo pronto para me agarrar de quatro dei um pulo e sai correndo como um louco. E ele quase que conseguiu me agarrar mesmo. Não parei até chegar à minha casa. Toda vez que eu o via andando na rua mudava de direção. Tinha medo dele por causa daquele monstro que tinha no meio das pernas.



Terceira.

Essa não aconteceu nada comigo, mas fui um mero observador.

Estávamos em um grupo de colegas, uns mais velhos no meio.

Estávamos na casa daquele moleque das bolas de tênis (quem leu minhas histórias irá saber) e começaram a falar de brincar de esconde-esconde. Era de noite e seria fácil de esconder. O quintal da casa dele tinha um bom espaço e tinha bastante coisa inútil. Quem iria procurar ficava na garagem e depois sairia para procurar em toda casa.

Nesse qrupo dos mais velhos, que eram quatro, tinha um moleque mais novo que eu. Era um magrinho e mais baixo que todos. Eles estavam cochichando algo, que eu não consegui escutar, junto com o magrinho.

Então começou o esconde-esconde. O que iria procurar era um dos mais velhos.

Na primeira rodada até que foi rápido, mas um dos mais velhos e o magrinho foram se esconder juntos. O cara não estava com pressa de achar. Depois de alguns minutos os dois apareceram correndo juntos para se livrar.

Segunda rodada e novamente outro mais velho saiu correndo e o magrinho foi atrás dele.

Novamente um dos mais velhos, que deveria procurar, não estava com pressa de encontra-los.

Depois de um tempo ambos apareceram juntos para se livrar.

Na terceira rodada resolvi me esconder mais para o fundo do quintal, pois quem os procurava (mais velho desse grupo) não ia lá trás.

Corri e me escondi atrás de uma tabua que estava de pé. Nisso eu vejo o magrinho e outro moleque mais velho se escondendo perto de mim, mas não me viram.

Ai, do nada, ambos abaixam os shorts. O magrinho abre as pernas e coloca as mãos no joelho. O moleque mais velho que já estava de pau duro se agacha um pouco para se encaixar na bunda dele. Segurou pela cintura e começa a empurrar para dentro. O cu do magrinho já devia estar meio frouxo e melado por ter sido comido pelo outros.

Eu não tirava os olhos daquilo.

O moleque mais velho começa a dar umas ajeitadas no cu do magrinho e começa a ir entrando.

Eu tinha reparado que a proporção dos corpos não era boa, era muito pau para aquele cu, mas se o magrinho queria fazer o que.

Nisso o magrinho, que estava com as mãos nos joelhos, dá um gritinho para dentro para não chamar a atenção e imediatamente fica com o corpo ereto. O moleque mais velho o segura com mais força, abraçando ele por completo. O magrinho começa a falar “Para, esta doendo. Por favor. Tira” Em vão. O mais velho só falou “espera mais um pouquinho”. O magrinho ficava pulando nas pontas dos pés pedindo para tirar aquilo de dentro dele. O mais velho deu uma agachada, abriu mais as pernas e deu uma enterrada com mais gosto. O magrinho soltou um uivo meio alto, olhando para o céu e ficou com a boca aberta, esperando terminar aquilo. O mais velho o agarrou de um jeito que chegou a tirar os pés do magrinho do chão. O magrinho só ficava choramingando. Nisso o cara que estava procurando na brincadeira me encontrou. Ai eu tive que sair de onde eu estava.

Mas após alguns instantes os dois também saíram, mas o magrinho saiu correndo direto para a casa dele e não voltou mais. Só vi um dos mais velhos reclamando do magrinho e o que o tinha comido falou que não fez nada alem de comer ele.

Na próxima história, que acho que é a última, será sobre um troca-troca que fiz com um colega. Durou uns três anos.
E essa cara aproveitou de mim bastante e também judiou. Tive que fugir dele, pois não conseguia mais encarar aquele pinto.
Sempre disse que tudo que escrevi aqui realmente aconteceu. Se eu publicar algo mais será somente invenção.


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
ESPOSA CONFESSA QUE SE ENGRAVIDOU DO AMANTE há 6 horas

Uma amiga minha encontrou o site de pintos Mórmon e queria que eu visse so...
tigreraiado Traição/Corno 16


Depois de casada fui amante de papai delicia,bucet há 12 horas

Quando esse fato aconteceu fazia pouco tempo que tinha casado, ainda estáv...
laureen Incesto 30


meu tio arregaçou minha bucetinha virgem há 2 dias

Jà desconfiava de titio há muito tempo sempre que vinha em casa não tir...
laureen Incesto 124


ARROMBADA NA INTERATIVIDADE - DELICIA DE MORENO há 3 dias

Estava muito ansiosa aquela noite. Eu e meu namorado estávamos indo para...
lsanchesb Aventura 85


meu tio tirou meu cabacinho delicia adorei há 3 dias

Entramos na casa de meu tio, ele me sentou em um banco, eu quase que desmai...
laureen Incesto 139


meu pai fudeu minha bucetinha bem gostosinho há 3 dias

Desde menininha eu via meu pai fudendo minha mãe e Desde menina via meu...
laureen Incesto 161