Três é, realmente, Demais

02 de Junho de 2014 GatsBaby Contos Eróticos 5411

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Um tanto diferente aquele dia foi. Nem a transa estava em meus
planos. Chegamos, sentamo-nos e começamos a conversar. Numa simples ida de
Clarice ao banheiro, Ricardo começou a me encochar. Sentir aquelas mãos geladas
por mistério tocando a minhas pernas e causando arrepios era algo
impressionante. Por mais que quisesse parar, não podia. O instinto natural
falava agora mais forte que tudo.



Não demorou muito para a volta de Clarice, porém o suficiente
para que a ida parecesse uma eternidade. Entretanto, chegara a hora de parar,
sossegar e fingir que nada aquilo aconteceu.



Papos iam e vinham, de diversas temáticas e a famosa putaria não
podia deixar de ser mencionada. Desejos, sonhos, fantasias... Até que
despercebidamente, encontrei-me diante a proposta incrível. Doar-me a Ricardo e
a Clarice em prazer ainda por mim não sentido. Seria diferente e muito
excitante para mim que gosta de diversificar.



Fomos para o quarto e Ricardo comigo começou o trabalho.
Tirou-me a blusa e começou a deliciar-se ferozmente dos seios médios e aos
poucos fechavam a latejar com suas mordiscadas e chupadas.



Mais abaixo, minha amiguinha pedia carinho. Por mais que eu brincasse
com ela e meus dedinhos, precisava de mais força e pressão. 



Novamente entrou Clarice na história, que antes receosa, não se
intrometera. Começou analisando-me por completo e me vendo delirar com as
chupadas de Ricardo, o qual assentiu e beijou, pouco antes de realizar em mim
algo único.



Até o momento ainda não tinha me entregado a uma mulher. Era sem
dúvida algo de extrema curiosidade e, quiçá, até uma certa fonte desconhecida
de prazer.



Clarice vagarosamente desceu até minha bucetinha que agora começara
a ficar úmida e sua temperatura quente começava a ferver, e brincava com seus
dedinhos. Ora um, ora dois, ora três, naquele entra e sai lento e massageador
com meu clítoris que se enchia de animação.



 Ricardo mudava de posição. Praticamente saiu de cima de
mim, dando espaço agora para Clarice começar de fato a realizar sua fantasia.
Chegou bem próximo e iniciou a atividade. Com aquela língua áspera e quente,
lambia e chupava minha bucetinha de tal maneira que em pouco tempo latejava
bastante.



Mesmo que Ricardo estivesse fazendo um ótimo trabalho, era
percebível que a fonte real daquele prazer que sentia não era em fator dele e
sim daquela maravilhosa língua que degustava minha bucetinha em conjunto com
meu melzinho que era liberado de vez enquanto.



Ricardo saiu de cima de mim e começara a bater uma punheta,
vendo sua namorada e eu naquele clima, não mais quente e sim numa calefação
propriamente dita.



Em pouco tempo, Clarice saiu, deitou-se ao meu lado e logo veio
Ricardo com a ferramenta especial. Seus pênis enrijecido começou a penetrar meu
numa posição cachorrinho enquanto eu invertia os papéis, sendo dessa vez,
Clarice minha "vítima" .



Quase em sincronia com Ricardo, comecei o trabalho com Clarice
como ele mim. Abri suas pernas e comecei a brincar com sua bucetinha que, por
sinal, já estava toda molhada. Lambia, mordiscava os lábios dessa, seguia com
minha língua ao mais fundo que se podia, vendo-a contorcer-se e gemer feito uma
cadelinha e, em resultado de um orgasmo quase único, ambas gozamos loucamente.



Com tal, Ricardo parou um tanto de me penetrar e foi analisar
Clarice. Nesse momento, ele deitou, Clarice sobre ele posicionou-se de modo em
que ele pudesse ser nosso alvo. Enquanto era a vez dele deliciar-se com sua
bucetinha latejante, eu brincava dessa vez com seu pau vermelho e cabeçudo,
contudo não comprido e em largura normal. 



Beijava, lambia desde o talo até a ponta sem parar um minuto
sequer e logo veio a surpresinha branca e quente enchendo minha boca de
gozo. 



Ao
perceber, Clarice de imediato veio conferir e, tirando-me do cargo, esforçou-se
de tal forma merecidamente recompensada por uma nova ereção de Ricardo, a qual
deu o ponto de partida para mais aventuras naquele mesmo dia


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
meu tio arregaçou minha bucetinha virgem há 19 horas

Jà desconfiava de titio há muito tempo sempre que vinha em casa não tir...
laureen Incesto 65


ARROMBADA NA INTERATIVIDADE - DELICIA DE MORENO há 2 dias

Estava muito ansiosa aquela noite. Eu e meu namorado estávamos indo para...
lsanchesb Aventura 64


meu tio tirou meu cabacinho delicia adorei há 2 dias

Entramos na casa de meu tio, ele me sentou em um banco, eu quase que desmai...
laureen Incesto 109


meu pai fudeu minha bucetinha bem gostosinho há 2 dias

Desde menininha eu via meu pai fudendo minha mãe e Desde menina via meu...
laureen Incesto 117


tirei o cabacinho da minha prima fogosa buceta del há 2 dias

tirei o cabacinho de minha priminha gostosa Eu morava um pouco distan...
laureen Heterosexual 103


o safado gozou na minha calcinha e bucetinha,metrô há 2 dias

gozou na minha calcinha e bucetinha no metrô, Meu nome é Mel ,loir...
laureen Fantasias 150