Minha Filha, Minha Afilhada e o Zé – Parte II

04 de Junho de 2014 Marco40 Contos Eróticos 12619

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Minha Filha, Minha Afilhada e o Zé – Parte II


Oi pra todo! Obrigado por me escrever e me entender. Depois
que deixei o Zé parei o carro e fiquei pensando em tudo que tinha se passado,
por um lado era excitante lembra-me de minha afilhada sentada na cadeira
seminua chupado meu pau, por outro lado o ciúme de ver minha filha de 18 anos,
minha filha única chupado um cara de 44 anos mais velho que eu e gozando com o
dedo dele enterrado naquela bucetinha branquinha e lisa. Minha cabeça girava a
mil e com o efeito do álcool ainda eu não sabia o que fazer. Resolvi ir busca
minha esposa na casa de minha sogra. Cheguei mais cedo de que de costume pego
ela. Oi amor veio mais cedo hoje por quê? Não teve jogo e fiquei um tempo no
clube e voltei pra cá. Não sei por que não consegui dizer que estive na minha
casa com o Zé, acho que medo de minha mulher desconfiar de algo, mais não tinha
como ela um dia saber.


Quando cheguemos à minha casa minha filha e minha afilhada
já estava com roupas tinha tirado o biquíni e colocado shortinho e blusinha.
Minha mulher deu oi pra duas e perguntou: vocês em casa não foram à praia? Fiz
sinal pra elas que não estive em casa. Os guris não esperaram por nós e
passamos a tarde na piscina. Pra sair de perto das três, falei que ia tomar um
banho. As duas semanas seguintes eu evitei minha filha, falava só o necessário
tanto com ela como nas vezes que encontrei minha afilha. Já o Zé ficava me
perguntado se eu tinha me arrependido de não comer a Flavinha, se eu ia comer,
por que não entendia eu ter parado tudo. E por mais que eu falava que elas eram
minha afilhada e filha ele não entendia. Paulo eu não entendo com você na hora
que estava tudo bom demais, você parou tudo, penso nelas toda hora, transo com
minha mulher pensado nelas. Melhor tu esquecer tudo então Zé. Mais não consigo
esquecer. Eu entendi em parte ao Zé. Eu nessas duas semanas após o acontecido
eu transei bem mais com minha esposa e sempre com a imagem de minha filha e
afilhada na cabeça.


E foi em um Domingo a tarde que eu estava sozinho em casa,
que chegaram minha filha e minha afilhada, as duas de shortinho e blusinha, acho
que foi a primeira vez que olhei suas roupas. Oi padrinho tudo bom? Tudo sim
Flavinha! E você e seus pais? Estamos todos bem. E foram pro quarto da minha
filha que pra mim foi um alivio, não sabia o que falar. Fique vendo o pré-jogo
e dez minutos depois minha afilhada voltou e minha filha ficou no quarto. Oi
padrinho. Oi Flavinha. O que o senhor esta vendo? Estou esperando começar o
jogo. Posso sentar com o senhor? Pode sim, mais você gosta de jogo menina? Não.
Só quero falar com o senhor sobre aquele dia. Flavinha vocês tomaram de novo?
Não padrinho. É que não entendemos por que o senhor saiu daquele jeito, estava
tão bom e o senhor gozou e mudou todo. É Flavinha depois que gozei o efeito do
tesão e da cerveja passou e eu vi o erro que cometi e antes que eu transasse
com você e o Zé com minha filha, nos aproveita de vocês bêbada eu tive um
momento de consciência e sai dali com o Zé.


Mais padrinho nós queríamos e ainda queremos. Vocês têm
namorados e nós somos dois coroas casados. Mais nós queríamos experimentar algo
experiente como vocês, mais de confiança pra ninguém nunca saber. Flavinha tu e
a Fernanda têm que esquecer isso e curtirem com os namorados. O padrinho não
gostou de ter ficado comigo? Falou isso e ficou em pé e deu uma voltinha.
Menina não me provoca. O senhor não respondeu. Menina te acho linda, toda
atraente, mais não sei se é o certo, mais penso naquele dia todo dia. Então
padrinho nós também pensamos e queremos. Deixa-me senta no seu colo de novo?
Antes de responder ela sentou no meu colo e beijou meu rosto. Parte de sua
bundinha ficou em cima do meu pau que estava duro. Flavinha sai por que se a
Fernanda ver isso o que ela vai pensar. Ela não vai vim pra cá agora e o senhor
já esta como naquele dia. E tem como não ficar? Você vem me provocar com esse
shortinho e senta no meu colo, já disse que sou seu padrinho, mais sou homem
também e não estou segurando mais meu tesão, se continuar a provoca-me eu não
respondo mais por mim. Assim vou provocar cada vez mais.


Falando isso virou o corpo e ficou de frente pra mim, sua
boca deslizou em meu pescoço e sua bucetinha encosto no meu pau. Eu
automaticamente passei as mãos em suas pernas e deslizei pra sua bundinha e
apertei-a contra meu pau. Ela gemeu no meu ouvido e mordeu minha orelha, eu
puxei sua cabeça e beijei sua boca. A Flavinha por que tu ficas me provocando
tanto não sou de ferro. Não seja de ferro padrinho, gosto do senhor assim
excitado me desejando também. Mais aqui não da Flavinha a Fernanda pode vim pra
cá melhor a gente para e marca em outro lugar. Quero um pouco agora a Nanda não
vai vim pra cá agora, ela esta com o namorado no celular e quando eles
conversam não param mais. Falou e voltou a me beijar e mexer os quadris contra
meu pau. Eu já estava com o pau latejando e esqueci que minha filha estava no
quarto e segurando sua bundinha com as duas mãos. Mordi seus seios por cima da
blusinha, passando a boca pelo degote buscando o bico dos seios. E quando tirei
sua blusinha e seus seios ficaram expostos eu comecei a chupar e ela a gemer.
Aiiii padrinho aiiiiiiiiii assim. Aaaaaaa e quando ouço uma tossida vejo minha
filha parada atrás de nós.


 Eu tirei minha
afilhada do meu colo e não sabia o que fazer e pra minha surpresa minha filha
na maior naturalidade falou: eu te esperando Flavinha e você aqui no bem bom
com meu pai, o que vocês conversaram? Eu e o padrinho estávamos conversando
sobre aquele sábado e o padrinho estava me dizendo que ficou muito confuso e
por isso saiu daquele jeito. E o que mais? Fernanda eu quis falar contigo ou
com vocês sobre tudo, que tudo foi um erro, vocês bêbadas com poucas roupas se
insinuando pra nós eu e o Zé também tomamos e aconteceu o que aconteceu e antes
que o pior acontecesse eu sair de lá com ele, e melhor a gente esquecer tudo e
não falar mais nisso. Mais não era o que eu estava vendo até agora a Flavinha
veio conversa contigo e te provocou e você já foi pra cima dela. É o padrinho
já esta bem animadinho. Não e padrinho? Vocês duas combinaram isso? Vocês
tomaram de novos? O que vocês estão pensando? Sou seu pai e seu padrinho.


Minha afilhada sentou no meu lado e falou: a gente brincou
por que a gente não para de pensa naquele sábado. E me abraçou e começou a me
acariciar. Minha filha sentou-se do outro lado meu e disse: relaxa pai a gente
só queria entender de o senhor mudar tanto de uma hora pra outra e sair e
quando voltou com a mamãe, fez sinal pra nós não dizer que o senhor não esteve
em casa. Eu estava confuso e com medo de ela descobri algo. Pai assim como o
senhor não vai falar nada nós também não vamos isso é um segredo nosso somos
cumplice. Enquanto elas falavam minha afilhada não parava de me alisar, meu pau
parecia que ia explodir. Padrinho o que a gente quer de verdade é marca um
encontro nós 4 de novo e aproveitar bem. Vocês não podem estar falando serio.
Por que não pai? Vocês têm namorados vão curtir com eles, e o que você com o
Zé? Só queremos ter uma experiência com um homem experiente. Eu não acreditava
que estava falando de sexo abertamente com minha filha e minha afilhada, sempre
deixei essa parte com minha esposa.


Minha afilhada na maior ousadia passou a mão por dentro da
minha camisa e deslizou até meu pau e apertou minha cabaça já estava a mim,
falando de sexo com minha filha e sendo alisado por minha afilhada, estava
sendo seduzido pelas duas, quando o normal seria eu seduzir. Quando ela apertou
meu pau e estiquei meu corpo e gemi. Aaaaaaa Flavinha não faz isso. Relaxa
padrinho o senhor esta muito excitado e tenso. E começou a tirar minha bermuda
e eu nada fiz pra evitar. Isso pai relaxa vamos brincar um pouco. Quando dei
por mim eu estava totalmente nu e senti a boquinha de minha afilhada no meu
pau. Aaaaaaa Flavinha tu é louca. Vem Nanda me ajudar. Minha filha se ajoelhou
no chão e a minha afilhada sentado do meu lado estava curvada e as duas me
chupavam. Eu passei a alisar a bunda e os seios da minha afilhada e enquanto
elas me chupavam. A minha afilhada subiu a boca pelo meu corpo e começou a me
beijar eu aproveitei e tirei sua blusinha e sutiã e puxei ela que ficou de
joelho no sofá e comecei a chupar seus seios e ao mesmo tempo tentava tirar seu
shortinho. Minha filha continuava a me chupar, eu estava indo a loucura. Minha
afilhada ficou em pé em cima do sofá e começou tira a o shortinho e a calcinha.
Aiiiii filha isso é loucura. Ela parou de me chupar e falou: é loucura mais o
senhor esta gostando. Estou sim.


Nisso minha afilhada passou por a perna por cima de mim e
sua bucetinha lisinha ficou na frente de minha boca e eu comecei a chupar
aquela bucetinha que da outra vez eu nem tinha visto. E assim se seguia minha
filha continuava a me chupar até com certa vontade, mais me excitava demais.
Enquanto eu segurava na bundinha da minha afilhada e sugava sua bucetinha.
Aiiii padrinho que gostoso. Quando eu mesmo com a boca na bucetinha de minha
afilhada comecei a gemer, minha filha parou de me chupar e se ajoelhou no sofá
no meu lado e enquanto e chupava minha afilhada ela falou com uma vozinha bem
rouca e sensual: pai vai marca outro dia e o senhor trás o seu Zé? Eu parei de
chupar minha afilhada. Pra que filha? Foi o que me saiu da boca. Mais padrinho
a gente quer continuar aquela tarde de onde paramos? Mais tem que ser eu e o
senhor e a Nanda e o seu Zé. Minha afilhada falou isso e se ajoelhou no meu
lado, enquanto eu continuava alisando sua bundinha doida pra me ter em sua
bucetinha.


Mais por que o Zé se podemos continuar-nos 4. Padrinho o senhor
não quer me comer? Claro que quero. E do jeito que tu me provoca eu não aguento
mais. Então padrinho convida o seu Zé se não a Nanda não aceita. A Flavinha não
sei se isso é o certo. O senhor prefere que ela faça escondida do senhor. Tu farias
isso Fernanda? O que tu que com aquele safado casado? Eu não sei se faria ou
não, mais só vai acontecer algo com o senhor e a Flavinha fomos nós 4 juntos. Agora
melhor vocês dois colocaram a roupa que o namorado da Flavinha já vem buscar
ela. Vocês m provocaram e vão me deixar assim louco de tesão? Desculpe-me
padrinho mais se a Nanda não quer eu não posso continuar, nós combinemos de fazer
tudo juntas, se fosse o seu Zé ele aceitaria tudo pra ter uma de nós. Mais filha
o que você viu naquele trado? Não sei pai o jeito dele a experiência, eu a Flavinha
só que remos uma experiência diferente. E padrinho ela não falou mais ela não
esquece língua do seu Zé e do pitão dele rsrs olha eu vou pensa se é isso que vocês
querem melhor eu junto do que vocês fazer algo escondido, mais olha maior sigilo.


As duas vieram e me abrasaram, e a Flavinha começou colocar
a roupa. E eu vou fica assim na mão. Padrinho os guris já vão chegar não da
mais tempo marca logo com o seu Zé que o senhor não vai se arrepender. Só não
como vou convida ele e me arrepender acho que vou. O senhor vai da o jeito e
marca para o próximo sábado a tarde que estaremos livres. Esta certo vou ver o
que poso fazer. Elas foram por quanto minha filha de shortinho e minha afilhada
peladinha ainda e seus namorados que iam se deliciarem com elas. Eu fui para
banheiro e bati uma punheta pensando em tudo que poderia acontecer e resolvi
que ia deixar meu orgulho de lado e iria falar com o Zé. E no meio daquela
semana eu encontrei com ele no clube.

Não foi uma parte tão boa mais tinha que publicar essa parte pra todos entederem bem Continua...


Skype e-mail é; [email protected]



Esta muito extenso depois publico a continuação desta minha
historia complicada porem excitante em parte. Quem quiser me escreve fique a vontade.


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
A história verdadeira de Lia,seus sonhos e desejos há 2 dias

Sou Lia,18 anos e a história que começo a narrar mudou minha vida... T...
laureen Virgindade 29


Voltei mas pedi seu cuzinho virgem há 2 dias

Voltei mas pedi seu cuzinho virgem como prova de amor ...sexo delicioso,tes...
laureen Virgindade 44


Vizinho jovem safado e seu primo me fuderam há 2 dias

Vizinho jovem safado e seu primo me fuderam Leo me deixava louca, estava ...
laureen Grupal 65


fuderam a bucetinha da minha namorada há 2 dias

fuderam a bucetinha da minha namorada liberal,sexo total delicia Meus mome...
laureen Grupal 37


Mana dormiu em casa e meu marido mandou rola há 2 dias

Minha irmã safada e fogosa adoro rola atolada na sua bucetinha e cuzinho d...
laureen Grupal 75


Davi no tempo certo, fez a Fer sentir o pau duro d há 4 dias

Davi no tempo certo, fez a Fer sentir o pau duro dele, a vagabunda pirou de...
bodiar Traição/Corno 55