Eu 16. Ela 26. (l.c.10°)

09 de Junho de 2014 challenger Contos Eróticos 4053

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Antes, quando eu acordava de pau duro, o procedimento era o mesmo. Me levantava da cama, ou iria para o banheiro me masturbar ou sentava na minha mesa de estudos, que fica dentro do meu quarto, ligava o notebook e assistia algum vídeo de putaria. Mas hoje a história é bem diferente. 

   Minha tia Vanessa, disse no primeiro dia, que quando eu estivesse com tesão, para não me tocar e sim procurá-la. E foi o que eu fiz, às seis da manhã de hoje. Como eu costumo acordar muito cedo, fiquei meio receoso em ir no quarto dela para essa finalidade. Resolvi ir, mas para fazer diferente. Fui para a cozinha, fiz o café, preparei um suco de laranja, peguei o pão de forma integral que ela gostava e o requeijão light. Procurei por toda a cozinha, mas não achei nenhuma bandeja. Achei uma cesta, no qual ela devia ter ganhado e a usei. 

   Chegando no quarto da minha tia, deixei a cesta com o café da manhã no criado mudo e abri sua curtina, apenas para deixar o quarto um pouco mais iluminado. Minha tia estava dormindo sob os lençois, de barriga para baixo, mas era notável suas formas gostosas, principalmente sua bunda. Meu pau ficou remexendo dentro da minha calça folgada. Eu já não conseguia mais ficar de cueca naquela casa.

   Lentamente deitei na cama, e comecei a beijar o corpo quente dela. Que pele lisinha e cheirosa! Isso quase me fez tirar toda a minha roupa e agarrá-la, rasgando sua calcinha e metendo que nem um tarado louco. Não, não vou fazer isso hoje. A beijei no pescoço falando um "bom dia" bem baixinho no seu ouvido. Ela foi despertando aos poucos e eu levantando da cama, peguei a cesta de café da manhã e acendi a luz do abajur. Ele se espreguiçou e quando ela abriu seus olhos e me olhou, ficou maravilhosamente linda. 

   Não acreditei que ela estava só de calcinha e usava uma blusa verde, que deixava bem volumosos seus seios. Ela percebeu que eu estava mais do que de pau duro e veio engatinhando na cama até bem perto de mim. De joelhos, ela me beijou no pescoço. Sua mãos baixaram minha calça e meu pau surgiu fazendo barulho. Ela desceu sua língua e lambeu todo o meu torax, depois lambeu minha barriga e por fim minha virilha. Eu disse que seu café iria esfriar, no qual ela respondeu que primeiro iria tomar seu leite quentinho, que só eu poderia dar.

   Segurei sua cabeça, afastei seus cabelos e forcei sua boca no meu pau. Empurrei tão fundo que seu nariz parou na minha barriga. Sem dó fui socando minha pica naquela boca, devagar e fundo. Puxei ela pelos cabelos, peguei meu pau e bati na cara dela.

   -Vagabunda! Sua puta! Você é minha! 

   E antes que ela pudesse falar qualquer coisa, enfiei meu pau de novo dentro da sua boca. Empurrava e enfiava ao mesmo tempo. Ela engolia com tanta vontade que me deixava com muito tesão. Não toquei o resto do seu corpo porque com uma mão eu empurrava sua cabeça para o meu pau e com a outra eu dava tapas no seu rosto. Socava meu pau que deixava ela sem fôlego, mas ela não desistia. Xingava, metia e batia. Quando que eu poderia imaginar fazer isso com a minha tia? Enfiava mais rápido agora, freneticamente dentro daquela boca de puta e foi assim que eu comecei a gozar. Gozava e metia meu pau nela. Depois soquei tão fundo e gemi tão alto que tive que deitar na cama.

   Ela fazia uma cara de safada e sorria que era tão perfeito que me deixava mais apaixonado por ela. Ela deitou do meu lado e dizia no meu ouvido que me amava e que estava surpresa de eu ter trago o café da manhã na cama dela. Disse para que ela comesse e assim o fez. 

   -Gostosa! Você é toda minha. 

   -Sempre serei sua meu amor. -Hummmmmmm o meu leitinho quente estava tão gostoso. -Será que vou ganhar mais agora? 

   -Hahahahahahaha. -Por hora acabou. -Quem sabe mais tarde? -O que vai fazer hoje tia?

   -Ah, eu tenho que ir na prefeitura agora e depois numa secretaria. -Quer que eu traga o almoço para comermos aqui mesmo?

   -Quero sim minha tia escrava. 

   Levantei da cama, me vesti e fui para o quarto. Mas eu queria fazer uma coisa antes e voltei de novo para seu quarto. Fechei sua porta, com chave. Ela me olhou e perguntou se eu queria alguma coisa. Ela já havia acabado de tomar seu café e estava arrumando sua cama. E sem eu falar nada, abri seu armário e peguei um dos chicotes. A peguei pelo braço e puxei seus cabelos. Dei um tapa forte na sua cara que a fez cair na cama. Pensa numa mulher que ficou totalmente arrepiada? Ela gemia e me olhava com cara de menina comportada. Aquilo me excitava de um jeito insano. A peguei de novo pelo braço e a deitei de barriga para baixo.

   -Fica de quatro cadela. -Isso, agora empina seu rabo.

   A primeira chicotada foi leve e ela nada falou. Depois dei outra mais forte. E outra, e mais uma.

   -Aiiiiiiii....assim eu gamo! Bate meu amor! Bate.

   Larguei o chicote na cama e comecei a dar tapas com as minhas mãos. Batia com força que chegava a ficar a marca das minhas mãos nas suas nádegas. Bati, bati e bati. Abaixei sua calcinha e enfiei meu dedo dentro dela e comecei a masturbá-la. Não demorou muito em ouví-la gemer alto e pedir para que eu parasse. Bati mais umas três ou quatro vezes na sua bunda, enfiava de novo meus dedos e minha mão e recomeçava a masturbá-la. Enfia e batia, até que ela disse gritando para eu parar. E a vi gozar todinha em cima de mim e a gemer tão profundamente que desabou na cama. Me senti satisfeito? Não. Fiquei de pau duro com isso. A virei de barriga para cima e com a buceta encharcada de sua própria goza, fui entrando com violência dentro dela. Alguns minutos depois eu estava gozando na sua cara e boca. 

   Estávamos exaustos. Só às oito e meia levantamos, tomamos banho e ela saiu feliz da vida para seus compromissos na cidade.


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
A história verdadeira de Lia,seus sonhos e desejos há 2 dias

Sou Lia,18 anos e a história que começo a narrar mudou minha vida... T...
laureen Virgindade 25


Voltei mas pedi seu cuzinho virgem há 2 dias

Voltei mas pedi seu cuzinho virgem como prova de amor ...sexo delicioso,tes...
laureen Virgindade 39


Vizinho jovem safado e seu primo me fuderam há 2 dias

Vizinho jovem safado e seu primo me fuderam Leo me deixava louca, estava ...
laureen Grupal 56


fuderam a bucetinha da minha namorada há 2 dias

fuderam a bucetinha da minha namorada liberal,sexo total delicia Meus mome...
laureen Grupal 36


Mana dormiu em casa e meu marido mandou rola há 2 dias

Minha irmã safada e fogosa adoro rola atolada na sua bucetinha e cuzinho d...
laureen Grupal 64


Davi no tempo certo, fez a Fer sentir o pau duro d há 3 dias

Davi no tempo certo, fez a Fer sentir o pau duro dele, a vagabunda pirou de...
bodiar Traição/Corno 53