Da sala de bate-papo para o Motel. Conto 01

10 de Junho de 2014 Luiz Passos Contos Eróticos 2288

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Da sala de bate-papo para o Motel. Conto 01 Salvador-Ba
2001



Os contos são verídicos,
alguns nomes das pessoas envolvidas serão modificados.

Esse
fato ocorreu quando eu tinha 43 anos. 



Nessa
época ainda estava casado, começamos na sala de bate papo do Terra, matando tempo
e caçando, encontrei um Nick engraçado (Negonafogosa), puxei assunto, chamei-a
para o MSN. No MSN fiquei sabendo que Regina, casada, 28 anos, negra, 1,80, depois
de vários dias de papo me contou que o marido não era de nada em sexo, que ela
era muito fogosa, e começamos a marcar um encontro.



Chegou
o dia do encontro, lá estava eu debaixo de um sol escaldante esperando, ela
apareceu, lembro que nessa época não se colocava foto no MSN, então tinha de
confiar no que a pessoa descrevia, muito bonita de rosto, cabelos compridos
pretos encaracolados, ela usava um vestido que deixava gorda sem cintura, não
mostrava nada do corpo, pensei comigo, que merda, apresentações feitas, e
partimos, como não tinha nada a perder falei,



-
Motel ou barzinho?



Torcendo
que ela ficasse retada e desistisse do encontro, ela deu um sonoro,



-
MOTEL,



Pensei,
me lasquei, já que estou aqui mesmo, vou aproveitar, começamos a nos beijar,
ela foi ao banheiro, quando voltou usava apenas calcinha e sutiã, eu não
acreditei no que estava vendo, ela tinha um corpo lindo, escultural, peitos
carnudos proporcionais a sua altura, cintura fina, sem barriga, bunda grande, cochas
grossas, gostosa, retirei o sutiã devagar admirando aquela maravilha, apalpava
com as duas mãos e chupava-os, desci minha boca pela barriga ate umbigo,
alisando as cochas, comecei a beijar a buceta por cima da calcinha, ela
suspirava, gemia de prazer, retirei a calcinha, pelinhos baixos, enxadinha, cai
de boca na buceta, virei-a com a bunda para cima continuei chupando a buceta e
bunda, ela intensificou os gemidos, quis me puxar para cima, eu não deixei,
continuava chupando a buceta e cuzinho, senti que ela tinha gozado, deitei ao
lado dela, beijando-a, acariciando aquele corpo maravilhoso, ela se colocou de quatro
para me chupar, me senti no céu, olhando aquele corpo de quatro, sentindo a sua
boca em minha rola, ela chupava com muito prazer, puxei-a para cima de mim em
um 69, queria que não acabasse nunca, a buceta meladinha em minha boca, olhando
a bunda e sentindo a boca em minha pica, me esforcei para não gozar, ela deu varias
gozadas, depois veio por cima, ficou de cócoras, quando sentiu que estava tudo
enterrado começou a mexer, segurava com uma das mãos os peitos e a outra a
bunda, não deu mas para eu segurar, dei uma gozada deliciosa.



Após
o merecido descanso, começamos a nos acariciar, ela massageava meu pau quando
percebeu que estava duro se colocou de quatro, foi uma das vistas mais lindas
que já vi, aquela bunda enorme e bem feita virada para mim, se ofertando, dei
uma lambida na buceta e na bunda, e comecei a enfiar na buceta, já tudo enfiado
comecei a bombar, foram poucas bombadas, cheguei a mais uma gozada, mas antes
percebi que ela também gozou.



Uma
semana depois, ligou dizendo que estava com saudades, marcamos, ela que veio ao
meu encontro, dessa vez vestia uma calça jeans colada e uma blusa de seda de
alcinha, expondo toda a sua beleza, assim que entrou no carro, disse,



-
Tenho um pedido,



-
Pode dizer,



-
Quero ir a um motel que tenha piscina,



-
Ok, nos iremos, mas poderia me dizer o que pretende?



- Na hora você vai saber,



Fiquei
muito curioso, imaginei muitas coisas, mas não cheguei nem perto o que ela
pretendia.



Assim
que chegamos ao quarto ela pediu colocasse uma musica e enchesse a hidro,
enquanto enchia a hidro ela fez striper, isso já me deixou aceso, fomos para a água,
então revelou a fantasia, queria dar a bunda dentro d’agua, fiquei mais que excitado
e feliz, desde a primeira vez que desejei a bunda, muitos beijos, chupadas nos
peitos, sentou na borda da hidro abriu as pernas para eu chupar, voltou para água,
mergulhava e chupava meu pau, subia para respirar e voltava a chupar, se
colocou na beirada da hidro deixando a bunda fora d’agua, usei sabonete para
lubrificar, ensaboei a pica e mandei para dentro daquele cu maravilhoso, quando
entrou tudo, ela gemeu, segurei com força a cintura, continuei dentro, quanto
mais bombava ela gemia, fiquei um bom tempo, aguardando ela gozar, assim que
percebi que tinha gozado pude me soltar e gozar, sentia o pau pulsar dentro
dela, saímos da hidro e fomos para a cama molhados, dessa vez ela não me deixou
descansar, acariciava minha rola e chupava, quando sentiu que estava no ponto,
sentou em cima, demorei bastante já que eu estava saciado, gozou varias vezes,
deitou ao meu lado exausta, as horas passaram rápido, quando estava perto da
nossa ida, coloquei-a na beiradinha da cama, abri bem as suas pernas, e mandei
pica para dentro, dei mais uma gozada e fomos embora.





Skype: luiz.passos5 


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
A melhor ferias do ano,,no CRUZEIRO,,,tudo é novo há 4 horas

Ola galera vou começar a narrativa dos fatos da viagem do cruzeiro,,,,vou ...
bodiar Grupal 27


dei o cuzinho bem gostosinho p um amigo safado há 9 horas

Um dia estava conversando com um ‘”amigo “safado e tarado que envia ...
laureen Virgindade 136


Minhas duas filhas safadas. há 11 horas

O que passo a relatar não me deixa orgulhoso, mas não quero privar ...
donovanbr Incesto 234


mandei rola na bucetinha da minha irmã delicia de há 1 dia

Minha Irmã tinha na época 18 para 19 anos e já despontava como um tesão...
laureen Incesto 439


DE VOLTA À PIZZARIA - Capítulo 14 há 1 dia

DE VOLTA À PIZZARIA CAPÍTULO 14 ATENÇÃO ESSE É O DÉCIMO QUAR...
carlaomg Traição/Corno 78


Primeira suruba com Andreza há 2 dias

Fazia um mês que comia Andreza. Uma noite eu estava na casa de um amigo e ...
cachorrao Grupal 319