Minhas doces vizinhas. Conto 01 Salvador-Ba 2007

11 de Junho de 2014 Luiz Passos Contos Eróticos 2434

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Minhas doces vizinhas. Conto 01 Salvador-Ba 2007



Os contos são verídicos,
alguns nomes das pessoas envolvidas serão modificados.



Esse
fato ocorreu quando eu tinha 49 anos. 



Como
moro só, tenho o costume de andar pelado dentro de casa, quem mora sozinho não
tem aquele negocio de “Ow fulano, pega lá a toalha”. Só tem que ter cuidado,
pessoas muito bagunceiras devem ficar atentas para não acabar sentando em cima
de algo, e cuidado com os vizinhos big brothers. Sempre tem alguém que pode
estar te vigiando, e esse foi o meu caso, às vezes facilito, estava saindo do
banho e tinha deixado a toalha no varal, e tinha que ir ate o pátio, isso ficou
tão comum para mim que se esquece que esta pelado, chegando ao pátio a filha da
vizinha que fica sempre dando uma olhadinha pela janela, me flagrou e isso já
foram três vezes, não recrimine, afinal que graça tem morar sozinho e não poder
andar pelado em casa?



Não
sei se ela faz isso porque é safada ou por ter flagrado a mãe dela pagando um
boquete para mim lá no meu trabalho, quando trabalhava para mim, a mãe dela
tinha acabado de se separar e estava muito carente, (tadinha), Dany, não nos
disse nada na época, mas notei que depois disso ela me olhava diferente, sentia
que ela tinha alguma atração por mim, mais eu não dava importância, mesmo Dany
sendo uma gatinha, moreninha, cabelos castanhos curtos, peitos pequenos, bunda
bem empinada, cochas grossas, sempre estava me oferecendo bolo, doces, frutas,
oferecia-se para ajudar em alguma coisa em minha casa sempre estava inventado
alguma coisa para se aproximar, eu nunca aceitei.



Um
dia retornando de uma viagem de 60 dias, estava muito cansado e a casa tava em
total desordem, Dany se ofereceu em ajudar e eu aceitei, lhe disse,



- Limpe
o que você puder aqui em baixo, não suba, vou tomar um banho, deitar um pouco
que estou cansado.



Mesmo
muito cansado não conseguia pegar no sono, e mesmo dizendo a Dany para não
subir ela subiu, e já foi puxando conversa,



-
Sr. Luiz posso lhe perguntar uma coisa,



- Podeeeeeeeeee,
Dany



- Eh,
se eu der atrás engravida?



- Oh,
esse não e papo para você ter comigo, pergunta isso a sua mãe,



- Eu
não posso, eh, que to namorando escondido um menino,



- Sei,
o que foi que você já fez?



- Ele
colocou atrás e to com medo, então expliquei tudo para ela,



- Obrigada,



E
me deu um beijo na boca, perguntei,



- Por
que você fez isso?



- Sempre
tive vontade de beijar o Sr.



- Ta,
volta a fazer as coisas que eu vou descansar.



Ela
desceu as escadas e fiquei pensando, aquele beijo me excitou.



De
repente ela subiu correndo e se jogou em cima de mim, e me deu outro beijo, desta
vez, mais quente, notei que ela também ficou excitada, pelos biquinhos de seus
peitos que ficaram duros, continuei a beijá-la, comecei a apalpar seus peitos,
ela fez uma carinha de prazer, coloquei-a de lado, coloquei-me em uma posição
que ela sentisse o meu membro duro, levantei sua blusa e comecei a chupar os peitos,
ela estremeceu, percebi que ela tinha gozado, perguntei se estava gostado,
respondeu, que estava, balançando a cabeça.



Ela
puxou o meu short com facilidade que era de seda e estava sem cueca, logo
depois ela retirou o seu shortinho, só ficando de calcinha, passei a mão em sua
xana por cima da calcinha e percebi que estava molhada, retirei sua calcinha, e
comecei a chupá-la, ela estremecendo de prazer, até que gozou novamente, ela
virou para mim e disse,



- Vou
fazer o mesmo que minha mãe fez,



E
caiu de boca em minha pica, ela chupou bastante, eu tratei de gozar, não quis
tentar outra coisa, estava muito cansado mesmo, nos vestimos, conversamos o que
tinha acontecido, ela prometendo fazer mais na próxima vez, não consegui dormir
por um bom tempo, pensado na safadinha.



Dias
depois Dany apareceu à tarde acompanhada de uma vizinha, eu entendi logo o que
ia acontecer, Dany me chamou de canto e me falou,



- Eu
contei para ela o que nos fizemos e ela também quer,



- Você
vai falar para rua toda?



Eu
já estava excitado só de ver a Cris, eu já a conhecia, e sabia que era bem
safada, não só pelo jeito de se vestir e falar, mais também pelos comentários,
já estava louco para beijá-la, ela é bem mais gostosa que Dany, Cris
transpirava sexo, morena, carinha de safada, cabelos trançados, peitos redondos
firmes pontudos, empinados, coxas grossas, e uma bunda linda, bem empinada, Cris
aproximou-se de nos, e perguntou se a Dany poderia ficar, aquilo era um sonho,
respondi que sim.



Subimos
os três para meu quarto, Cris despachada do jeito que é, foi logo dizendo que
não era mais virgem, e foi tirando a roupa, Dany acompanhou fazendo o mesmo.



Coloquei-as
na cama, beijava ora uma ora outra, Cris que era mais experiente e assanhada colocou-se
logo a me chupar, eu peguei a Dany e coloquei-a sentada com a buceta em minha
boca, com uma das minhas mãos eu massageava os peitos de Dany e a outra mão os
peitos de Cris, tava muito gostoso, Dany já estava dando sinal que iria gozar,
segurei a cintura com as duas mãos trazendo para mas perto e acelerando as
minhas chupadas, Dany gozou deliciosamente, não deixei-a sair de cima continuei
a chupá-la, a Cris se colocou por cima de mim roçando a buceta em minha pica e
massageando os peitos de Dany, eu já estava explodindo de tesão, Cris resolveu
introduzir minha pica em sua buceta, entrou tudo completamente, Cris fazendo
movimentos de entra-e-sai, retirou a Dany de cima de mim com violência, gemia,
mexia como uma égua no cio, ela gozou muito naquela posição e eu dei uma gozada,
que me deixou tonto, fomos nos lavar e retornamos, eu ainda tinha muito tesão.



A
Dany falou que queria do mesmo jeito que a Cris, pegou o meu pau colocou em sua
boca e começou a chupá-lo, sentir o pau endurecer dentro de sua boca, coloquei-a
de quatro e comecei a pincelar a xoxota com meu membro, fazendo-a delirar, mas
eu ia comer o seu rabinho, já que é virgem da xoxota, apontei meu pau em seu
cuzinho, mas estava difícil penetrar, até que Cris apareceu com um creme, acho
que de cabelo, passou em meu pau e no buraquinho de Dany, abriu a bunda de Dany
para que eu pudesse penetrá-la, Dany dizia que estava doendo, mas eu não parei,
começou a entrar, empurrei de uma vez, ela gemeu de dor e de prazer, bombei
muito naquele cu, nos gozamos juntos deliciosamente, ficamos exaustos, Cris
estava se masturbando e disse que queria que eu comesse o cuzinho dela também,



- Ok,
mas não agora tenho que me recuperar.



A
Dany se foi, notei que ela ficou triste por não poder ficar, Cris disse que não
precisaria voltar para casa já que todos tinham viajado e estava sozinha, e não
tinha nada para fazer, acertamos que ela dormiria em minha casa.



Que
delicia ter aquela putinha a noite toda.



Tomamos
um lanche, assistimos um DVD, e ela perguntou se eu já estava recuperado, que
cadelinha para ter fogo, respondi que sim, mas queria que ela me estimulasse.



Ela
já caiu de boca me chupando, senti na hora a pica crescer, puxei-a para um 69,
ficamos por um bom tempo, ela gozava com muita facilidade, coloquei-a de quatro
para realizar o desejo dela e o meu, e dessa vez usei vaselina, fui forçando a
cabeça, entrou com facilidade, ela deveria dar muito aquela bunda, fui bombando
devagar e comecei a aumentar o ritmo, ela gemia e dizia que estava gostoso, ela
gozou e pediu para continuar, como eu estava satisfeito pela tarde que passei,
então continuei bombando e ela avisando que estava gozando, ela gozou umas três
vezes, saciada pediu para tirar, deitou exausta, eu fui me lavar mas continuei
com o pau duro.



Ao
voltar para o quarto eu disse a ela, estou com sono mais quero dar uma gozada
antes, ela veio por cima engolindo toda a minha pica, mexia feito louca, já
dando sinal que tinha gozado, ela realmente tem muito fogo, virei-a continuando
enfiado, ela abriu as pernas o mais que podia, continuava a mexer feito louca,
enfiava as unhas em minhas costas, dizia.



- Me
lasca, me fode toda,



Ouvindo
aquelas palavras gozei rapidamente.



Fomos
dormir, pela manha tomamos café, ela se despediu dizendo,



- Valeu,
depois agente se fala.



Sei
que para Cris só foi mais uma foda, para Dany não, sei que por um tempo vai me
procurar.





Skype: luiz.passos5 


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
Ola galera sou bodiar, como ja tenho comentado min há 10 horas

Ola galera, é pequeno o conto mas quero relatar,,,,,,perto do meu deposito...
bodiar Traição/Corno 8


Eu e a Fer,,,,,,vizinho Davi vôlei no campinho are há 10 horas

Ola galera sou bodiar, como ja tenho comentado minha esposa não larga do m...
bodiar Exibicionismo 8


FER! Meu pau não saciou SEU TESÃO!,,,Ofereci outro há 10 horas

Ola galera quero dar continuidade no dia em que tiramos para comemorar o di...
bodiar Traição/Corno 9


buceta deliciosa da minha tia há 15 dias

Minha tia é uma mulher de 39 anos, uma coroa muito enxuta, toda trabalhada...
laureen Incesto 51


quando fui comer um cuzinho apareceu uma bucetinha há 17 dias

quando fui comer um cuzinho apareceu uma bucetinha tb demais sexo gostoso r...
laureen Grupal 93


Fodendo Gostoso com o Veterinário da nossa Fazenda há 17 dias

"Fui tomar um banho antes que faltasse luz, eu estava em um misto de apr...
dammasafada Aventura 83