O Copo D’agua. Salvador-Ba 1973

11 de Junho de 2014 Luiz Passos Contos Eróticos 1529

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


O Copo D’agua.
Ssa-Ba 1973



Os contos são verídicos,
alguns nomes das pessoas envolvidas serão modificados.



Tenho
certeza que um grande número de pessoas por esse mundo afora já passaram, estão
passando, ou mesmo fantasiam por essa situação.



Esse
fato ocorreu quando eu tinha 15 anos.



Sempre
veraneava em Dias D’Ávila nas férias, mas dessa vez, meu pai resolveu que seria
em Itapuã, como eu gostava de andar de bicicleta, então sair explorando a
região, Stella Mares nessa época era deserta, tinha um esqueleto de um hotel e
um casebre. Avistei uma mulher estendendo roupa no varal, usava só calcinha e
sutiã, pedalei mais devagar para observar, na volta passei bem devagar pela
casa, mas nada avistei, não tirei aquela mulher de minha cabeça, o pouco que
vi, era o bastante para imaginar coisas e bater uma punheta, morena, cabelos
castanhos curtos, estatura média, peitos médios, cochas grossas, bunda bem
feita, no dia seguinte pela manhã, passei na frente ao casebre, na ida e na volta,
nada avistei, retornei pela tarde, avistei-a pegando água do poço, estava
usando o mesmo da vez anterior, dessa vez ela me viu e sorriu, na volta tive
coragem de bater na porta com a desculpa de beber água.



Ela
abriu a porta usando apenas calcinha e sutiã.



-
Você poderia me dar um copo com água?



Não
disse nada, saiu e voltou com o copo com água.



-
Obrigado.




fui me saindo, então ela falou.



-
Quando quiser mais é só bater na porta.



Acenei
com a cabeça e fui embora.



No
dia seguinte, ao me aproximar do casebre notei que ela estava de sutiã na
janela, me chamou, aproximei, ela me perguntou.



-
Qual seu nome?



-
Luiz, e o seu?



-
Mariana, mas me chame de Dede, você mora por aqui perto?



-
Estou em Itapuã, perto da Igreja da praça.



- É
longe, o que você viu pras essas bandas que vem todo dia.



Fiquei
sem jeito, não sabia o que responder.



-
Tá cansado? Quer sentar um pouco?



Aceitei
e entrei na casa, quando entrei vi que ela estava só de calcinha, meu pau
endureceu tendo aquela visão, calcinha cor da pele muito fina quase
transparente, sentei em um banco para esconder meu tesão, pedi um copo com
água, por não saber o que falar, a visão foi deslumbrante, olhar aquela bunda
mexendo só de calcinha, meu coração disparou, ela parou bem na minha frente com
o copo de água, peguei e bebi de um gole, ela notou que eu estava nervoso.



-
Porque tá tremendo?



-To
cansado.



-
Então venha pra minha cama descansar um pouco, venha.



Pegou-me
pelo braço e saiu puxando, senti meu corpo estremecer, sentei na cama.



-
Deita um pouco.



-
Tá bom assim.



Ela
colocou-se na minha frente, os peitos quase roçando em minha boca, foi me
empurrando para deitar, já deitado, deitou-se ao meu lado, deu-me um beijo na
boca, retirou o sutiã e colocou minha mão neles, meu coração parecia que ia
sair pela boca, em seguida ela puxou minha cabeça para perto dos peitos, sem
jeito eu beijava e lambia os bicos dos peitos, ela dizia.



-
Tá gostoso, continua.



Ela
retirou a calcinha, pegou minha mão e colocou na buceta, a mão dela entrou em
meu short, pegou meu pau e colocou para fora, estava duro feito uma rocha,
então ela disse.



-
Que pau lindo, quero ver ele gozar.



Ela
não tirou os olhos de meu pau, massageou até eu gozar, essa foi a minha
primeira gozada na presença de uma mulher, levantou-se vestiu a calcinha e
sutiã, foi a dica para eu ir embora, fiquei sem entender nada, o restante do
dia só pensava nisso, a noite na cama antes de dormir, me masturbei.



No
dia seguinte estava com muita vontade de ir até lá, mas não sabia como ela iria
me receber, tomei coragem e fui, bati na porta, ela atendeu com a roupa de
sempre, calcinha e sutiã, assim que coloquei os olhos nela meu pau endureceu na
hora, ela notou o volume, e disse.



-
Já tá de pau duro?



Fiquei
sem graça, ela abriu a porta, entrei e assim que me sentei, ela disse.



-
Vamos pro quarto?



Levantei
e fui para o quarto, dessa vez deitei na cama, ela deitou ao meu lado, fui logo
colocando a mão nos peitos e retirando o sutiã e colocando a boca, ela
suspirava, gemia, retirou meu pau do short, e colocou a boca, que coisa gostosa,
meu coração explodia, sentia que meu pau ia arrebentar de tanto tesão, gozei na
boca de Dede, ela se levantou e disse.



-
Por hoje e só isso.



Levantei
meio frustrado e fui embora, à noite me masturbei novamente.



No
dia seguinte assim que amanheceu fui até lá, estava tudo fechado, durante o
restante de minhas férias fui todos os dias, não mais encontrei Dede, anos se
passaram mas nunca esqueci o tesão que senti por ela.


Skype: luiz.passos5



E-mail: [email protected] 



Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
Dando a bucetinha para meus sobrinhos tesão delici há 3 dias

Boa noite sou Bia e tenho 30 anos branca com cabelos escorridos e falsa ma...
laureen Incesto 157


DE VOLTA À PIZZARIA - Capítulo 37 há 3 dias

DE VOLTA À PIZZARIA CAPÍTULO 37 Aviso aos seguidores que, após qu...
carlaomg Traição/Corno 54


DENTRO DO ONIBUS ELE ENFIOU O DEDO NA MINHA BUCETA há 4 dias

Sou Mel , tenho 25 anos ,seios fartos ,bunda arrebitada bem gostosa ,tesuda...
laureen Fantasias 259


Peguei o cunhado FODENDO minha filha e FODI c/ ele há 6 dias

Olá, me chamo Geane, na época deste fato eu era casada com um médico, ca...
dammasafada Aventura 405


AMANDO O PADRASTO há 7 dias

Agora que eu expliquei meu décimo oitavo aniversário, eu preciso de tomar...
tigreraiado Incesto 320


FUDENDO A BUCETINHA DELICIOSA DE UMA GP há 8 dias

Todos os meus colegas já saíram com garotas de programa e eu sempre ...
laureen Heterosexual 183