Minha Filha, Minha Afilhada e o Zé – III

14 de Junho de 2014 Marco40 Contos Eróticos 7887

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Minha Filha, Minha Afilhada e o Zé – III


Continuando minha saga que o lado bom pra mim, e o lado ruim
de saber do desejo de minha filha pelo Zé. Depois de ser seduzido pelas duas e
me deixarem na vontade o desejo ter comer minha afilhada só aumentou. O
problema era valeria a pena comer ela e entregar minha filha para tarado do Zé.
Toda vez que eu tomava umas cervejas ou ficava excitado, essa possibilidade
valeria a pena, mais quando estava sóbrio eu achava que não valeria a pena
entrega minha filha. E foi numa quinta feira que fui ao clube e encontrei o Zé
lá, e tomamos umas cervejas e conversamos vários assuntos até o Zé levar o assunto
para aquele sábado. Paulo me diz a verdade você esqueceu assim do nada mesmo
aquele sábado? Claro que não esqueci. Mais não gosto muito de falar nisso, mais
lembro toda hora. Então esta louco pra pegar sua afilhada? Tu fala de um jeito
Zé como se ela fosse qualquer uma. Não é isso Paulo é só a maneira de falar.
Mais tens vontade ou não? Claro que tenho né Zé. Zé tu não contou nada pra
ninguém né? claro que não Paulo. Vou te contar algo que aconteceu comigo sábado
se não vou explodir.


Conta logo Paulo se não ficou louco de curiosidade. Sábado
eu quase comi minha afilhada e até minha filha junto. E como foi conta tudo. E
resumir tudo que escrevi no conto todo, os olhos do Zé até brilhavam enquanto
ele se remexia na cadeira enquanto escutava tudo que eu falava. Quando terminei
o Zé já estava animado demais e falou: Então tu marcaste pra sábado na sua casa?
Não marquei nada Zé elas que falaram pra eu não perder tempo e marca pra sábado
na minha casa. Então Paulo diz pra elas que nós vamos. Não sei Zé estou muito
confuso. Quês ou não quês comer tua afilhada? Quero muito sim. Então esta
marcado pra sábado. Esta bem Zé vou marca só espero não me arrepender depois.
Não vás te arrepender. Quando cheguei em casa encontrei minha filha na cozinha
e aproveitando o efeito do álcool e disse; falei com o Zé e sábado ele vem
aqui. Ela me beijou no rosto e falou: sério vou liga e falar pra Flavinha. E
saiu e foi pro quarto dela.


Quando acordei no sábado, por volta das 10 horas, minha
esposa já tinha se levantado, e eu já estava até com uma certa excitação só de
lembra que a tarde muitas coisas poderiam acontecer só não sabia se i ser para
o lado bom ou não. Encontrei-as na sala dei bom dia e recebi um sorriso de cumplicidade
da minha filha que em seguida falou que ia à casa de Flavinha. Depois do almoço
dormi meu sono e 2 horas minha esposa acordou ela pra leva-la na casa de sua
irmã que ia passa a tarde lá como já é costume ou passa na sua mãe ou na irmã
já que quase sempre tenho jogo. Quando ia sair a Flavinha chegou, estava de
blusinha e shortinho Jens. Cumprimentou-me e falou no meu ouvido: estamos
esperando vocês pra uma tarde inesquecível. Aquilo já me excitou. Levei minha
esposa e na volta passei no clube o Zé estava lá tomando uma cerveja, quando
meu viu abriu um sorriso e disse: vamos lá então? Elas estão lá? Estão sim Zé
mais antes quero tomar uma estou precisando. Tomamos tão rápido que mal
conversamos.


Entramos e tranquei o portão, assim que entramos as duas
estavam no sofá da sala. Levantaram e cumprimentar o Zé. Boa tarde seu Zé! Boa
tarde Flavinha! Boa tarde seu Zé! Boa tarde Fernandinha! Querem que eu faço uma
caipira hoje pra vocês? Não seu Zé caipira hoje não respondeu minha filha. Vou
pegar uma cerveja queres uma Zé? Aceito sim Paulo. Quando voltei o Zé estava
sentado no sofá e minha filha do lado, minha afilhada estava sentada no braço
do sofá. Entreguei a cerveja a ele que já foi tomando, o clima era meio tenso
ninguém falava, ninguém tomava a iniciativa. E foi minha afilhada que tomou a iniciativa
de tudo. Minha filha e Zé estavam sentados lado a lado no sofá maior, eu estava
sentado no sofá menos com minha afilhada sentada no braço do sofá, e mais uma
vez foi minha afilhada que botou fogo no clima, ela foi escorregado do braço do
sofá e sentado no meu colo falou: deixa-me tomar um pouquinho pradinho? E
sentou com aquela bundinha bem em cima do meu pau. Toma Flavinha um pouquinho
não faz mal. Minha afilhada tomou e se ajeitou mais no meu colo e beijou meu
pescoço, ela sabia como me provocar e fazer eu esquecer tudo e parti pro
ataque.


Minhas mãos já foram deslizando por usas pernas e costa e
nos beijamos, quando acabei de beija-la e abri os olhos, minha filha já esta no
colo do Zé. Nosso beijo foi a deixa para o Zé e minha filha começarem também. Minha
filha estava sentada de frente para ele, as mãos do Zé alisando sua bundinha e
eles se beijavam como se fossem namorados. Eu voltei minhas atenções para minha
afilhada e tirei a parte de cima de sua roupa e deixei aqueles peitos de fora,
deu pra ver como ela estava excitada, passei a língua nos bicos e deslizei a
boca no meio deles, ela puxou minha cabeça contra seus seios e passei a
chupa-los. Enquanto eu chupava seus seios ela tirou minha camisa. Parei de
chupa-la a sentei no sofá e fiquei em pé na sua frente, ela entendeu e foi
tirando minha bermuda e cueca. Olhei para o outro sofá e minha filha estava em
pé de frente pro Zé sem a parte de cima da roupa e o Zé estava enterrando todo
seu shortinho de malha na sua bundinha. Vira essa bundinha pra mim Fernandinha.
Nossa tua bundinha fica tão gostosa com esse shortinho todo socado nela que não
da nem vontade de tira. Deixa de ser bobo seu Zé. Eu vou tira por que estou
louco preá senti e gosto essa bucetinha. Então tira que estou louca pra senti essa
língua safada em mim. Estas com saudade da minha língua é sua safadinha
provocante?  Estou sim seu coroa safado.
Ele sem perder tempo arrancou o shortinho e a calcinha e a fez ficar em pé no
sofá com a bucetinha na altura de sua boca, sem perda de tempo começou a
chupa-la. Aaaaaaa aiiiiii que língua.


Minha afilhada assim que tirou minha roupa passou a me
chupar. É algo gostoso demais sem explicação, ver sua boquinha linda com meu
pau na boca, ela chupava por fora e depois abocanhava. Eu ficava acariciando
seu seio e seus cabelos. Assim em pé eu tinha toda visão de minha filha toda
peladinha em pé no sofá e o Zé chupando sua buceta e com as mãos alisando sua
bundinha. Desse Fernandinha que hoje vou te ensinar a chupar um pau de verdade
antes de comer essa bucetinha gostosa. O Zé se levantou e tirou toda sua roupa
e seu pau duro saltou na frente da boca da minha filha, ela sem perder tempo
abocanhou com vontade. O Zé a segurou pelos cabelos e falou: calma menina que
fome é essa meu pau não vai fugir. Quero que tu chupe de leve só com a
linguinha e desliza até o saco e volta sem presa. Isso safadinha tu aprende
rápido, faz de novo e depois fica passando a linguinha na cabeça dele e me
olha. Ela fez o que ele mandou e falou: assim seu coroa safado. É sim sua safadinha
agora sim mete o que der na boca até tocar a garganta. Minha filha fez e se
engasgou. Assim mesmo pra deixa meu pau bem babado pra meter nessa bucetinha.
Quer o senti todo nessa bucetinha né? Ela fez que sim com a cabeça.


Enquanto minha filha totalmente obediente ao Zé chupava o
pau dele como ele mandava eu tirei o pau da boca da minha afilhada se não eu ia
gozar. Para um pouco Flavinha que hoje eu quero chupar essa bucetinha. Deitei-a
no carpete e começando de sua boca, deslizei por seu pescoço e fique chupando e
mordiscando seus seios, minha afilhada gemia com a boquinha aberta, quando
desci por sua barriga fui tirando o shortinho, passei a língua por cima da
calcinha e senti seu gosto e cheiro, fui tirando sua calcinha e me deparei com
uma bucetinha toda depilada e sem perde mais tempo cai de boca. Chupei, suguei
e me deliciei. Aiiii aiiiiiiii padrinho isso chupa, chupa que esta muito
gostoso. E o senário era esse eu me deliciando com a bucetinha da minha
afilhada e ali no meu lado o Zé em pé na frente da minha filha falando como ela
tinha que chupar seu pau. Minha filha sempre que se engasgava com o pau dele o
xingava de coroa safado, e ele só dizia: isso safadinha baba bem meu pau que
hoje essa bucetinha não escapa.


Parei de chupar minha afilhada e abri suas pernas e nessa
posição eu fui metendo cm por cm e olhando para a carinha dela mordendo a
língua me excitava mais ainda. Assim que passei a aumentar o ritmo e meu pau já
entrava todo dentro dela, ela passou a gemer. Aiiiii aiiiiii padrinho mete,
mete aiiiii mais, mais. Isso despertou mais o Zé. Deu de chupar Fernandinha que
já estas se viciando e agora que tu deixou-o bem babado, me deixa sentar ai que
vou te fazer sentar nele, para ti ir sentindo ele abri essa bucetinha toda. O
Zé fez ela ficar em pé e sentou-se com o pau apontado pra cima. Vem menina que
não aguento mais de vontade de judiar dessa bucetinha. Vai com calma seu Zé com
esse pintão. Relaxa Fernandinha que tu vai descer nele com calma e quando tu
acostumar ai sim vou te foder bem e tu vai viciar e nunca esquecer meu pau.


Tirei o pau da bucetinha dela e deitei-me no carpete de
falei: vem Flavinha cavalgar no pau do padrinho. Ai padrinho hoje o senhor esta
bem safado e vou adora cavalgar no seu pau. Quando olhei pro sofá minha filha
já esta sentada de frente pro Zé com metade do pau enterrado na sua bucetinha
branquinha. isso Fernandinha sobe e desse aos pouco que quero ver essa
bucetinha engoli meu pau. Aiiiiii seu Zé aiiiiii seu coroa safado esse pintão
esta me abrindo toda. Esta é safadinha? sim. Quer que eu pare é\ Não seu coroa
safado. Rebola então que quero te ver engolir meu pau. Sua bundinha mexia de um
lado pra outro e o Zé dava uns tapas já dava de ver ela ficando vermelha. Minha
afilhada passou a mexer cada vez com mais vontade e a gemer, eu aperta seus
seios que balançavam na minha frente. Aiiiiiiiiii aiiiiiii padrinho assim.
Assim aaaaaaaa e foi demais ver aquela menina gozando em cima do meu pau. Eu
girei e botei-a por baixo e tirei o pau de sua bucetinha e gozei sua
barriguinha e seios e cai pro lado ofegante bem na hora que o Zé tirou minha
filha do seu colo e falou: vem menina fica de 4 aqui no sofá que vou te fazer
gozar gostoso.


Minha afilhada falou que ia ao banheiro se limpar e eu fiquei
ali estirado no sem força pra me levantar e tive que ver minha filha de 4
levando tapas na bunda e o Zé metendo nela e dessa vez eu não impedir deixei
rolar. O Zé a segura pelos quadris e a levava pra frente e para tras e batia na
bundinha dela. Aiiiiiii aiiiiiiii seu coroa safado aiiiii aiiiiii isso
Fernandinha rebola gostoso e goza meu pau todo. Aiiiiii seu Zé aiiiiiii que
pintão gostoso. Não falei que ia vicia nele. Sente ele todinho. Aiiiiii aaaaaaa
aaaaaaaaaaa seu Zéeeeee aaaaaaaaaa isso menina goza. Minha afilhada voltou e
deitou no meu lado e falou: esta gostada de ver seu Zé e a Nanda padrinho? Não
Flavinha estava me recuperando e te esperando. Vira-se Fernandinha que agora é
minha vez de goza. E assim que ela se sentou de frente pra ele, ele meteu o pau
na boquinha dela. Chupa Fernandinha. Chupa com vontade que vou gozar. E assim
que ela deu umas 3 chupada o Zé urrou e gozou e sua boca, rosto e seios.
Aaaaaaaaaaaa menina que boquinha safada e gostosa. O Zé caiu sentado no sofá do
lado dela com o pau meia bomba e minha filha com o rosto e seios sujos de
porra. Agora é minha vez de me limpar. Quer ajuda lá no banho Fernandinha? Não
seu Zé vou rapinho lá.


Quando ela se levantou para ir ao banheiro eu pode ver sua
bucetinha que era toda branquinha e depilada, mais que agora estava toda
vermelha do pau do Zé. Antes de minha filha volta o celular de minha afilhada
tocou, era o namorado de minha afilhada. Oi Flavinha onde estas? Na casa da
Nanda. Em 15 minutos eu e o namorado dela passamos ai para nós darmos uma
volta. Vocês não foram jogar? Fomos mais perdemos e já voltamos. Esta bem vou
avisa a Nanda ela foi ao banheiro. Quando ela desligou minha filha perguntou o
que foi? É os guris já vieram do jogo e vão passa aqui em 15 minutos. E tu o
que disseste. Disse pra eles vim. Estava tão bom aqui Flavinha. A Nanda melhor
nos se vesti e ir. Filha vão se arrumar e esperam eles lá fora. O Zé não se
conteve se levantou-se e abraçou minha filha por trás. Que estraga prazer esse
seu namoradinho menina só estava esperando tu volta do banheiro pra te chupar
todinha. Eu ia adora seu Zé mais fica pra próxima. Gostei da sua resposta. Só coloca
um shortinho mais cumprido pra ele não ver sua bundinha toda vermelha e melhor
ele não te ver nua hoje. Esta bom seu coroa safado agora deixa-nos irmos.


Elas fora pro quarto e eu e o Zé nos vestimos e pegamos uma
cerveja, em dez minutos elas voltaram com roupas mais comportada se despediram
de nós e foram. Continua...


Skype e-mail é; [email protected]



Até o próximo.


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
DE VOLTA À PIZZARIA - Capítulo 39 há 1 hora

DE VOLTA À PIZZARIA CAPÍTULO 39 ATENÇÃO ESSE É O TRIGÉSIMO ...
carlaomg Traição/Corno 6


A Noiva e Filha do Meu Amigo me Seduziu!!! há 2 horas

Voltando novamente para escrever um pouco sobre como...
dotado_safad Jovens 9


Meu Professor, Meu Macho Gostoso! há 17 horas

Meu nome é Songeun, Sonji para os amigos. Agora eu tenho 19 anos. O que vo...
songeun Aventura 44


ESPOSA CONFESSA QUE SE ENGRAVIDOU DO AMANTE há 1 dia

Uma amiga minha encontrou o site de pintos Mórmon e queria que eu visse so...
tigreraiado Traição/Corno 43


Depois de casada fui amante de papai delicia,bucet há 1 dia

Quando esse fato aconteceu fazia pouco tempo que tinha casado, ainda estáv...
laureen Incesto 66


meu tio arregaçou minha bucetinha virgem há 3 dias

Jà desconfiava de titio há muito tempo sempre que vinha em casa não tir...
laureen Incesto 170