Moreninha de legging que não sabia chupar...

15 de Junho de 2014 challenger Contos Eróticos 7619

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Se você quer sexo todos os dias, você tem que "se virar nos trinta"! Tá certo que ser bonito, malhar e ter uma lábia ajuda. No meu casou eu não me descuido do corpo, tem que estar com tudo "travado". Ainda bem que não sou aqueles tipos de cara que malha, malha e malha, fica "grande" e neurótico. Sou magro e forte, já basta. Faço minhas caminhadas em horários alternativos, mas quando vejo uma deliciosa mulher e acho que pode virar "algo mais", eu sigo os mesmos horário para ver se tenho mais chances.

   Digo isso porque nas minhas camidas com leves trotes, passei por uma moreninha safada. Digo safada porque nós trocamos de olhares, passamos e nós viramos o pescoço para olhar os atributos físicos de cada um. Ela estava com uma calça legging branca coladinha, uma camiseta tipo top que parecia não usar sutiã eainda mostrava sua barriguinha com um piercing no umbigo. Estava também com o cabelo preso estilo "rabo de cavalo". 

   Nos aproximamos um do outro, falamos nosso nome e quando rolou os "três beijinho não resist e dei um beijo naquele pescoço suadinho e cheiroso. Bom, a única coisa que não gostei foi da sua voz. Cacete, era falava como "carioca" e tinha sempre um molejo irritante quando abria a boca. 

   Fomos caminhar juntos, mas sem assunto. Eu na verdade estava a levando para um parque que fica próximo dali, dizendo que precisava tomar água e usar o banheiro. Ela disse a mesma coisa e partimos para lá. Como não tinha assunto, fui elogiando cada detalhe do seu corpo, principalmente suas pernas torneadas e sua barriguinha:

   -Nossa, que barriguinha deliciosa você tem, dá vontade de passar minha língua nele...

   -É só na minha barriga que você quer passar a língua?

   Não posse nem dizer o quanto meu pau latejou e como fiquei excitado quando aquela safada falou isso, me olhando com cara de puta. Chegamos no parque, tomamos água, olhei para os lados e não havia muitas pessoas, a peguei pelo braço, puxando para o banheiro. Ela não resistiu e me acompanhou. Como era um banheiro que havia apenas uma privada com pia, não muito grande a única coisa boa era que podia trancar a porta. Quando tranquei a porta, a agarrei com uma fome violenta. Dei um amasso forte nela, roçando meu pau por cima da sua calça socadinha. Chupei seu pescoço com força, fazendo marcas, agarrando sua bunda com uma mão e com a outro apertando seus peitinhos pequenos. Ela começava a gemer alto e aquilo me incomodava. Arranquei seu topizinho e vi seus peitinhos de novinha, engoli como se fosse a minha primeira vez em anos.

   Enquanto chupava seus seios, enfiei minha mão por dentro da sua calça, sua buceta estava sequinha, tive que abaixar e tirar sua calça, lavantar sua perna e colocar nos meus ombros para chupá-la. Metia a língua na sua buceta querendo sentir seu gosto. Ela agarrava minha cabeça e forçava para dentro dela, querendo que eu a engolisse. Passei minha boca na sua bucetinha, virinha, coxas. A virei de costas, abri suas nádegas e enfiei minha língua na sua buceta, mas cheirando seu cuzinho. 

   Não sei porque mas queria bater naquela vagabunda, pois algo nela me irritava. Desci um tapa forte na sua bunda, enquanto estava sugando sua buceta. Ela gemeu pedindo mais e mais eu batia. A única coisa que meu pau queria era entrar dentro dela e socar forte, mas arrisquei passando a minha língua no seu cuzinho. Cacete, ela rebolava na minha cara como uma vagabunda no cio.

   Quando enfiei meu dedo dentro daquele cuzinho, minha única certeza era de que eu tinha que ter aquela vagabunda como "amiga". A única coisa que realmente eu não estava suportanto era sua voz e por conta disso, me levantei, a fiz ficar de joelhos e meti minha rola dura e molhada dentro da sua boca. Falando sério, aquela safada não sabia chupar. Caracas, parecia aquelas mulheres de filmes pornôs, que quando coloca o pau no boca, mexem a cabeça, puxa seu pau e só ficam enrolando e aquilo me fazia broxar. Me toquei que ela era desse jeito, afobada e falsa. Sendo assim, ela não era "aquilo tudo".

   Como não queria deixar de gozar, coloquei minha camisinha (levo em todos os lugares que vou), a deixei de costas e fui fudendo aquela "atriz de filme pornô". Ela gemia e agia com tanta falsidade que tive que me concentrar para não broxar. Tapei sua boca com a minha mão e puxei seu rabo de cavalo, penetrando forte e rápido. Gozei alguns minutos depois e sinceramente, estava cansado daquela merda toda. 

   Nos arrumamos, ela pediu meu celular, eu dei um número errado e fui para um caminho contrário do dela, porque sinceramente, aquela foi a pior transa que tive este ano...


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
meu tio arregaçou minha bucetinha virgem há 19 horas

Jà desconfiava de titio há muito tempo sempre que vinha em casa não tir...
laureen Incesto 64


ARROMBADA NA INTERATIVIDADE - DELICIA DE MORENO há 2 dias

Estava muito ansiosa aquela noite. Eu e meu namorado estávamos indo para...
lsanchesb Aventura 64


meu tio tirou meu cabacinho delicia adorei há 2 dias

Entramos na casa de meu tio, ele me sentou em um banco, eu quase que desmai...
laureen Incesto 109


meu pai fudeu minha bucetinha bem gostosinho há 2 dias

Desde menininha eu via meu pai fudendo minha mãe e Desde menina via meu...
laureen Incesto 117


tirei o cabacinho da minha prima fogosa buceta del há 2 dias

tirei o cabacinho de minha priminha gostosa Eu morava um pouco distan...
laureen Heterosexual 102


o safado gozou na minha calcinha e bucetinha,metrô há 2 dias

gozou na minha calcinha e bucetinha no metrô, Meu nome é Mel ,loir...
laureen Fantasias 148