Visitando Ana Bella em sua licença-maternidade

18 de Junho de 2014 challenger Contos Eróticos 15639

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Depois de não ter notícias da Alessandra,
vi que não era para ser ou ter um romance. Ainda tinha "gás" para
algumas putarias. Decidi ligar para Ana Bella, que até uns meses atrás
estava grávida e era uma magrinha deliciosa. Conheci Ana Bella quando
eu, novato no serviço, me orientou sobre diversos assuntos sobre o que
eu faria no dia a dia. Trocamos alguns olhares, mas não era porque
estava grávida que eu não avancei e sim pelo fato de ela ter um marido
ou noivo, que me fez respeitar sua pessoa.
  No último dia é que ela me falou que era mãe solteira e me passou seu
telefone, para quando eu estivesse afim de procurá-la. Na boa, sabem o
que é a "falsa magra"? Alta, seis pequenos mais empinados e com bicos
sempre durinhos por baixo de suas roupas. Ela usava umas calças tipo
"secretária", que apesar de serem formais, eram bem coladas ao corpo,
chegando algumas vezes a ser transparente. Era de um estilo mais
roqueiro, sempre usando preto.
  Liguei para Ana, com um único pensamento: comê-la! Ao atender minha
ligação, ela se transformou e me tratou como se eu fosse amigo dela há
anos. Conversamos um pouco e ela me convidou para ir jantar na sua casa.
Comprei um vinho e claro, uma vodka, pois fiquei sabendo que ela virava
garrafa facinho.
  Chegando na sua casa, lá pelas oito e pouco da noite, encontrei Ana
Bella com sua filhinha no colo. Ela usava uma calça suplex preta, bem
transparente, sua blusa estava um pouco aberta, enquanto sua filha
estava mamando em seu peito. E que peito! Estavam bem grandinhos e
apetitosos, que deu até vontade de mamar também. Ela me olhava com cara
de safada e eu a olhava como a próxima fudida.
  Assumo que estava descontrolado pensando só em sexo. Perguntei sobre
sua filha, de nome Belinha, e mostrei-lhe as garrafas de bebida. Ana
Bella, era mais para frente do que eu, pois quando fomos para o quarto
da sua filha, para ela fazer dormir seu bebê, ela empinou sua bunda para
mim. Eu olhava vidrado para aquele rabo e fui chegando pertinho, até
começar uma bela e gostosa encoxada. Ela rebolava gostoso no meu pau
duro, enquando cantava baixinho uma música de ninar. Eu estava apenas
gemendo e vendo ela com suas safadezas. Peguei na sua cintura e fui
controlando seus movimentos.
  Ana Bella então se levantou e me fez sentar no sofá que havia no
quarto. Abriu minha calça e falou no meu ouvido, bem baixinho:
  -Que falta me faz de sentir uma rola dura dentro da minha boca. -Nem sei mais como é o gosto.
  E nisso se ajoelhando aos meus pés, pegou no meu pau e batendo uma
punheta, começou a chupar só a cabeça do meu pau. Ela me deixou louco
com aquela boquinha. Meu pau latejava forte, quando ela o enfiou todo
dentro da boca, me fazendo gemer de tesão e prazer. Sugando minha rola
ela abria sua blusa, mostrando seus belos peitos, que sacolejavam com os
movimentos que ela fazia. Eu não parava de olhá-los. Como eu queria
mamar naqueles peitos agora. Ana Bella, vendo minha fixação, se levantou
e colocou seus peitos na minha boca. Mas que delícia! Eram rosadinhos e
tinha leite!
  Ela ria, enquando eu mamava nos peitos, batendo uma punheta gostosa
com sua mão. Quando eu comecei a gemer mais forte e alto, ela se ajoelho
novamente e foi gulasamente sugando meu pau, até eu gozar
freneticamente dentro da sua boca. Ela me olhava enquanto eu gozava.
Engolia tudo e depois chupou mais um pouco meu cacete, guandando-o
dentro da calça.
  Nos arrumamos e fomos para a sua cozinha. Ana Bella e eu conversamos
agradavelmente, como se fôssemos, apenas amigos e não mais colegas de
trabalho. Abri uma garrafa de vinho e servi para nós dois, enquanto ela
acabava de preparar sua macarronada que pelo cheiro, iria me fartar duas
vezes em "comidas".
  Depois de alguns minutos, o macarrão estava fumegante e ela pediu
apenas que deixássemos esfriar um pouco. Quando ela acabou de falar
nisso, acho que tanto eu como ela pensamos a mesma coisa. Na cozinha
mesmo, comecei a boliná-la. Mas que deliciosa ela estava. Passei minha
mão na sua bunda e enfiei minha mão bem onde fica sua bucetinha, por
cima da calça, fazendo-a se contorcer. Ela então abaixou o zíper da
minha calça, colocando meu pau para fora, que endurecia com seus toques.
Quando ele já estava praticamente como um "ferro", a virei de costas
para mim e a encoxando na sua bunda com meu pau latejando, abaixei sua
calça, com calcinha e tudo, a deitei na mesa, empinei sua bunda, segurei
sua cintura com força e comecei a comê-la com ferocidade, sempre
metendo forte e fundo. Ela estava praticamente pedindo para eu fudê-la
forte, pois pediu para eu dar uns tapas. Puxei seu cabelo, que estava
amarrado num rabo de cavalo, onde ela gemeu em afirmação. Dei um
primeiro tapa na sua bunda, não muito fraco nem muito forte, ouvindo uma
repetição de:
  -Isso, come sua vagabunda. -Ai, que gostoso, bate de novo, eu mereço apanhar! -Bate, bate que eu mereço.
  Puxando seus cabelos e metendo dentro daquela bucetinha eu fui
ficando louco e batia cada vez mais na sua bunda. Acho que a fiz gozar
mais com meus tapas do que com minha rola. E antes de gozar, ela pediu
para que eu gozasse dentro da sua boca de novo. Caracas, mas que foda
gostosa! Fui para o banheiro, lavei meu rosto, me arrumei e voltei para a
cozinha. Ela havia chegado, ao mesmo tempo, do seu quarto, onde também
havia um banheiro. Sentamos, ela me serviu o macarrão no prato, me
serviu vinho e comemos e conversamos.
  Depois do jantar fomos para a sala, onde ela havia aberto agora a
garrafa de vodka. Depois do quinto copo virado, começou com suas
loucuras, dizendo que fazia tempos que não tinha um sexo tão gostoso
como hoje. Disse também que gosta de ser "pega de jeito", e que não
havia muitos homens com a "pegada" que eu tinha.
  Estava sob o efeito do vinho ainda, meio alto e comecei a falar no
seu ouvido, o que eu imaginava fazer com ela. Ela concordou com
praticamente tudo e disse que estava de licença-maternidade, ou seja,
que estaria sempre em casa. Tratamos de nos ver todos os dias, mas sem
compromisso de ter uma relação tipo namorados. Apenas uma amizade
colorida. Foi quando a peguei pelo braço e sendo bruto e grosso a
arrastei para o seu quarto, jogando-a na cama. Fechei a porta, e a fiz
ficar sentada na cama. Ela estava se divertindo com a minha atitude.
  Comecei a chupá-la novamente, arrancando toda a sua roupa. Lambi seu
pescoço, seus seios, sua barriga. Mandei ela chupar minha rola e quando
estava no "ponto", a fiz ficar de quatro. Meti com gosto dentro dela,
apesar de estar exausto, minha rola estava bem dura. Era muito gostoso
puxar seus cabelos e meter uns tapas. Como ela é branquinha, já estava
ficando com roxos na bunda e nas pernas. A fiz deitar completamente na
cama, abrindo as pernas para que eu entrasse com mais força dentro dela.
Pensa numa mulher que não parava de repetir para eu a espancá-la? Dessa
vez eu demorei um pouco para gozar, mas não deixei meu pau amolecer.
Apertei seus seios, e pelo o que ela gemeu, deviam ter ficado doloridos.
Esporrei minha porra na sua cara e a mandei fazer uma massagem para que
eu ficasse mais relaxado.
  A noite foi supergostosa, pois eu só saí da casa dela lá pelas três
da manhã, completamente satisfeito. Amanhã, depois de eu resolver
algumas pendências do meu trabalho, voltarei para continuar a sua
deliciosa licença-maternidade.


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
DE VOLTA À PIZZARIA - Capítulo 39 há 8 horas

DE VOLTA À PIZZARIA CAPÍTULO 39 ATENÇÃO ESSE É O TRIGÉSIMO ...
carlaomg Traição/Corno 16


A Noiva e Filha do Meu Amigo me Seduziu!!! há 10 horas

Voltando novamente para escrever um pouco sobre como...
dotado_safad Jovens 27


Meu Professor, Meu Macho Gostoso! há 1 dia

Meu nome é Songeun, Sonji para os amigos. Agora eu tenho 19 anos. O que vo...
songeun Aventura 56


ESPOSA CONFESSA QUE SE ENGRAVIDOU DO AMANTE há 1 dia

Uma amiga minha encontrou o site de pintos Mórmon e queria que eu visse so...
tigreraiado Traição/Corno 47


Depois de casada fui amante de papai delicia,bucet há 2 dias

Quando esse fato aconteceu fazia pouco tempo que tinha casado, ainda estáv...
laureen Incesto 86


meu tio arregaçou minha bucetinha virgem há 3 dias

Jà desconfiava de titio há muito tempo sempre que vinha em casa não tir...
laureen Incesto 188