Pequenas estórias de um porteiro violento...

22 de Junho de 2014 challenger Contos Eróticos 6559

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Três e pouco da manhã, eu estava numa soneca de dar gosto, quando ouço um apito que instalamos na garagem quando um carro entra. Olhei pelas câmeras de segurança da garagem e notei que alguma pessoa muito bêbada não conseguia estacionar direito. Puta que pariu, agora virei manobrista? A portaria já estava trancada a chave, ou seja, só entra quem tem a chave. Fechei a porta da minha cabine e desci as escadas para a garagem e ao chegar lá, vejo um carro parado no meio da garagem. Reconheci quem era o dono, ou melhor, a dona. 

   Claudia, uma das putas que moravam naquele prédio e era a mais linda e gostosa, assim como a mais louca. Abri a porta e vi a loira gostosa de olhos verdes com maquiagem preta totalmente apagada, num vestido de legging preto bem coladinho e curtinho. Eu era louco para fuder essa puta, que cobrava para mim, apenas R$ 150 por uma hora, mas hoje pelo o que estou vendo, vai ser de graça! Primeiro a peguei no colo e abri a porta traseira para colocá-la no banco, sentei no banco do motorista e estacionei de ré numa vaga de canto. Deixei a porta da frente do seu pálio aberta e ao abrir a porta traseira tive a maravilhosa imagem dela deitada e não pensei duas vezes!

   Eu tinha que registrar aquele momento único, então acendi a luz de dentro do carro e tirei algumas fotos daqueva puta. Primeiro tirei fotos dela vestida, depois tirei seus peitos grandes para fora do vestido, abrindo suas pernas, coxas. Arranquei sua calcinha para uma lembrancinha, depois é claro de lambusar na buceta dela. A virei de costas, o que me deu um puta trabalho. Mas a visão daquele rabo grande e redondo meu tirou do sério. Tirei meu pau para fora, que estava duro como ferro, coloquei minha camisinha que estava dentro da minha carteira e sem esperar fui para cima dela com meu pau penetrando aquela vagabunda. Entrou gostoso e eu comecei a gemer de prazer. Fui socando sem dó naquela vagabunda, que não dava nenhum sinal de que iria acordar. Puxava seus cabelos com força e metia fundo dentro daquela buceta gostosa. Gozei gostoso uns minutos depois, com metidas fundas e rápidas, gemendo e me tremendo todo por ter comido essa puta.

   Não poderia deixar aquela vadia dentro do carro, então procurei as chaves do seu apartamento, a peguei no colo, fechei seu carro e a carreguei por dois lances de escada, onde ao abrir seu apartamento, com as luzes apagadas a deixei numa cama que estava já na sala. Apesar de eu ser forte, Claudia era uma puta pesada, com seus 1,70 e poucos de altura, rabão, coxão e peitão. Antes de ir embora, tirei mais algumas fotos na luz que estava mais forte. Mas que bucetinha rosada ela tinha e o seios? Durinhos, empinados e grandes. Meu pau começou a se mexer de novo dentro da calça e não poderia perder a chance. Pensei em comer o cuzinho daquela vagabunda, mas a virei de barriga para cima, abri suas pernas e tirei seus seios para fora. Lambi aquela puta em todas as partes e claro, a beijei na boca, uma boca macia e carnuda. Claro que tive que gravar essa foda com meu celular, onde coloquei num lugar estratégico.

   Achei outra camisinha dentro da bolsa daquela putinha, coloquei e de novo a violentei. Como era gostosa! Fazia um papai-mamãe bem devagar, aproveitando aquele momento. Seus seios eram durinhos e empinados e eu metia fundo lambendo seu pescoço. Dei uns tapas na cara dela, mas não parava de pensar no cuzinho, então a virei de novo com seu rabo para cima, cuspi muito no seu cú, abri mais suas pernas e afastando suas nádegas com as minhas mão, a penetrei, fazendo o melhor anal que tive na vida. A comi forte, como um animal, socando sem dó e gozando tanto que quase desmaei. 

   Serviço feito, me arrumei, peguei meu celular, apaguei a luz e fechando a porta do seu apartamento, voltei para a minha cabine. Pela tarde, que foi a hora que ela acordou, desceu as escadas e me comprimentou, não me perguntando nada sobre a madrugada. Filho da puta, ela ainda acha que estava em condições de estacionar tão bem a porra do seu carro, coisa que ela não faz nem sóbria? Mereceu ter levado no cú mesmo.


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Cópia, distribuição e execução são autorizadas desde que citados os créditos.

Leia também
A história verdadeira de Lia,seus sonhos e desejos há 2 dias

Sou Lia,18 anos e a história que começo a narrar mudou minha vida... T...
laureen Virgindade 29


Voltei mas pedi seu cuzinho virgem há 2 dias

Voltei mas pedi seu cuzinho virgem como prova de amor ...sexo delicioso,tes...
laureen Virgindade 44


Vizinho jovem safado e seu primo me fuderam há 2 dias

Vizinho jovem safado e seu primo me fuderam Leo me deixava louca, estava ...
laureen Grupal 65


fuderam a bucetinha da minha namorada há 2 dias

fuderam a bucetinha da minha namorada liberal,sexo total delicia Meus mome...
laureen Grupal 37


Mana dormiu em casa e meu marido mandou rola há 2 dias

Minha irmã safada e fogosa adoro rola atolada na sua bucetinha e cuzinho d...
laureen Grupal 75


Davi no tempo certo, fez a Fer sentir o pau duro d há 4 dias

Davi no tempo certo, fez a Fer sentir o pau duro dele, a vagabunda pirou de...
bodiar Traição/Corno 55