Saí SÓ para beber e os amigos fuderam até o meu CÚ

19 de Agosto de 2017 As DammAs Grupal 2622

Autor: Loira Safada

"...Entramos na festa, o Guto na frente e o Theo atrás de mim, e como estava apertado o Guto pegou na minha mão, cheio de gente, e o safado do Theo aproveitou para me encoxar e senti o pau duro na minha bundinha, nossa ele que não me provocasse, e de novo senti a pica encostada no meu rabinho, e não tive dúvidas, soltei minha mão da mão do Guto, e se o Theo quer brincar nós vamos brincar, coloquei a mão para trás e apertei aquela pica gostosa..."

Era sábado e eu de bobeira em casa aceitei o convite do meu amigo Guto, eu já havia dado algumas vezes para ele, para tomar uma ceva na choperia Cruz de Malta, e estávamos os dois conversando animadamente em uma mesa, lógico que me rasgava para ir para sua casa, até que entrou no bar um cara que me chamou atenção, era o Theo, um carinha que eu tinha ficado apenas uma vez, que me havia fudido muito gostoso, ao ponto de eu dar meu cuzinho e pedir para que fudesse ele de novo, e para minha surpresa ele vem até nossa mesa e o Guto se levanta e o cumprimenta animadamente, e o convida para sentar, tremi na base, ainda mais quando NOSSO amigo foi nos apresentar e ele disse que já me conhecia, e que éramos também amigos. Theo sentou conosco e logo pediu uma cerveja, e parece que os dois não se viam a um bom tempo tal a conversa que rolava entre os dois, até que começaram a me contar de quando moraram em Porto Alegre e do que aprontaram por lá. Depois de mais ou menos uma hora o Guto já meio alto da bebida disse que iria ao banheiro, e foi quando o Theo aproveitou para me elogiar, dizendo que eu estava linda e que não sabia que NÓS estávamos juntos, falei que não, que apenas nos conhecíamos, e o Guto havia me convidado para tomar uma cerveja e conversar, e foi aí que perguntei de onde se conheciam, falou que eram amigos desde o tempo de infância e que inclusive haviam namorado duas irmãs, e logo o Guto chegou e ficamos os três conversando, e notei que o Theo sentado na minha frente me olhava muito, me sentia devorada pelo seu olhar, e confesso que ficava lembrando-me do dia que ele me pegou, nossa como foi bom, lembrei daquele pau grande e grosso me preenchendo e comecei a ficar com tesão, e disse aos guris que iria no banheiro.
Para minha sorte não havia fila e quando ainda de pé levantei minha saia e baixei a calcinha, a danadinha da xaninha tava toda meladinha e não tive dúvidas ali mesmo no banheiro de pé me encostei-me à parede e meti meus dedinhos na minha bucetinha e esfreguei meu grelinho até gozar bem baixinho imaginando a foda com o Theo e só pensava que eu teria que repetir, que tinha que dar um mole para ele me fuder de novo, e gozei em silêncio com minhas lembranças e pensamentos pecaminosos, me acabei, fiz meu xixi e voltei para a mesa, sentei e o Theo me perguntou pq eu estava com o rosto vermelho, falei que não havia notado e que deveria ser a cerveja e pedimos mais uma e o Guto perguntou se não estávamos a fim de ir até uma festa, eu esperei a resposta do Theo e como ele disse que topava ir visto que a choperia estava ficando vazia eu disse que também iria com "meus amigos" e como o Theo está sem carro, pois morava ali pertinho, foi conosco no carro do Guto. Entramos eu e o Guto na frente e o Theo atrás e sentou exatamente atrás de mim, eu estava com muito tesão, estava no carro com dois homens e já tinha dado para os dois, e comecei a imaginar os dois ao mesmo tempo me fudendo, e se eu convidasse ambos para fuder? Será que topariam? o entrar no estacionamento fez eu despertar dos meus pensamentos mundanos de fêmea querendo brincar com dois machos.
Entramos na festa, o Guto na frente e o Theo atrás de mim, e como estava apertado o Guto pegou na minha mão, cheio de gente, e o safado do Theo aproveitou para me encoxar e senti o pau duro na minha bundinha, nossa ele que não me provocasse, e de novo senti a pica encostada no meu rabinho, e não tive dúvidas, soltei minha mão da mão do Guto, e se o Theo quer brincar nós vamos brincar, coloquei a mão para trás e apertei aquela pica gostosa... hehe, ao invés de se surpreender Theo me puxa contra si, coloca o braço na minha cintura, e como estava muito cheio e escuro, levanta minha saía e coloca a mão por dentro da calcinha, e passa a mão na minha xaninha, e no meu ouvido diz que ela ta molhadinha, doidinha por pica, mas que restava saber por qual pau ela desejava ser engolida,por qual piça eu tava molhadinha virei para trás e sorri apenas.
Pegamos uma cerveja e achamos uma mesa dessas com bancos altos em que o pessoal acabara de sair, era meio de canto, mas pelo menos teríamos onde colocar a cerveja e sentar se desejássemos, e eu só pensando no que o Theo havia me falado, então disse para os guris que iria ao banheiro e já voltava, demorei um pouco, pois dessa vez havia fila, mas no banheiro levantei minha saia e resolvi tirar a calcinha e guardei na bolsa, e logo após voltei à mesa onde só estava o Theo, então perguntei onde estava o Guto e soube que havia ido dar uma volta para buscar uma cerveja já que o garçom estava demorando em aparecer e foi quando pedi para o Theo abrir a mão e entreguei minha calcinha dizendo:
(eu)-ACHO QUE ISSO RESPONDE TUA PERGUNTA.
Pegou minha pequena calcinha cheirou e guardou no bolso, e como estava encostado na parede comecei a dançar na frente dele, às vezes me encostava nele e ficava rebolando, esfregando minha bunda na pica,mas sempre cuidando o Guto, que logo chegou e trouxe uma ceva. Theo tomou um gole e disse que precisava ir ao banheiro, e quando saiu o Guto me perguntou se eu já tinha dado para o Theo, fiquei vermelha, mas respondi que sim, que havia ficado com ele uma vez e muito atrevido me perguntou se eu já havia transado com dois caras e foi aí que fiquei muito corada, e não falei nada, até que resolvi dizer que não, que nunca havia ficado com dois carinhas, e para arrematar perguntou se eu tinha vontade, Putz o que responder, dessa vez não falei nada, e minha sorte foi que o Theo chegou e fiquei pensando se responderia ou não, minha bucetinha já babando de tesão por estar lógico com dois caras que eu já havia transado, por sentir que os dois estavam me querendo, pela pergunta e talvez pela chance de fuder com os dois. Comecei a dançar despudoradamente na frente dos dois, e resolvi responder com meu corpo, eu fui até o Guto e de costas me esfreguei nele, deixei a piça dura roçar na bundinha, me virei dei um beijo no rosto e fui até o Theo e me esfreguei nele da mesma forma, só que o safado levantou minha saia e mostrou para Guto que eu estava sem calcinha, me desencostei, abaixei minha saia e voltei a dançar na frente deles rebolando até o chão, e os dois conversavam até que vi o Theo tirar a camisa para fora da calça e depois se virar de costas para a parede e virar novamente para nós, e resolvi os provocar mais uma vez, me esfreguei no Guto e logo em seguida no Theo e para minha surpresa o safado havia aberto a calça e tava com o pau de fora coberto apenas pela camisa e foi quando o Guto chegou na minha frente e fizeram um sanduíche de mim, o Guto me chamou de safada e me beijou a boca, correspondi e senti o Theo levantar minha saia e sua camisa e senti a pica nua na minha bundinha, nossa aquele caralho grande e grosso pressionando minha bunda e outro carinha me beijando fiquei doida e comecei a rebolar, até que senti o pau do Theo se alojar entre minhas coxas procurando a minha bucetinha, olhei para os lados e cada um na sua vibe e abri as pernas para facilitar e a cabeça da pica entrou, o carinha ia me fuder ali mesmo e tentei sair só que o Guto não deixou e perguntou se eu estava curtindo, como não podia sair mesmo respondi com um beijo louco, e nesse momento o Theo socou tudo na minha buceta e achei que ia desmaiar de tesão, e pedi baixinho, tira...tira...aqui não e o safado deu duas ou três bombadas e tirou, senti um vazio, mas baixei logo minha saia e consegui me desvencilhar dos tarados, e tomei um copo de cerveja, eu estava com tesão e nervosa, mas o Guto disse que também tava afim de meter um pouco, eu falei que não que ali era perigoso e foi quando o Theo nos convidou para irmos embora,sair dali e que fossemos tomar a saideira em outro lugar, eu concordei, pois já estava com medo de ser fodida de novo naquele lugar.
Pagamos a conta e pegamos o carro, e ainda no estacionamento o Guto tirou o pau para fora e disse para eu chupar, falei que então saísse do estacionamento, e saiu,fiquei de quatro no banco e comecei a chupar a pica do Guto e o Theo levantou minha saia e disse:
(Theo)-Olha Guto que bunda bem linda, que puta bem tarada tomou pica lá dentro e já tá chupando, vamos ter que ir para algum lugar ver se ela aguenta muita pica.
Nisso senti a mão do Theo na minha bunda, enfiou os dedos na minha buceta e chupando o Guto eu comecei a rebolar louca de tesão, brincou com meu grelinho e enterrou os dedos lá dentro, e o safado procurou meu buraquinho, enfiou dois dedos no meu cú com força, tive que parar de chupar porque gritei de dor, mas o Guto me pegando pelos cabelos mandou eu voltar a chupar, o Theo socava e tirava os dedos do meu cú, e perguntava se o Guto também já havia comido meu cú, e foi quando senti que o Guto ia gozar e tirei a boca, fazendo ele terminar o gozo com uma punheta e me sentei obrigando o Theo, que estava no banco de trás a tirar os dedos do meu cú, o Guto falou que fossemos para a casa dele, e começou a dirigir e o Theo pediu para eu passar para o banco de trás, e passei caindo já encaixada na pica enorme e grossa que entrou fundo me rasgando e comecei a cavalgar gostoso enquanto o Guto dirigia, eu gemia, esfregava, tira e botava aquele caralhão na minha buceta e senti que mesmo dirigindo e olhando pelo espelho retrovisor o Guto socou um dedo no meu cú, nossa que delícia eu urrava de tesão e avisei que assim ia gozar e me acabei no momento que o Theo disse que também ia acabar, e o Guto disse para ele gozar fora porque também queria meter em mim, e sai de cima vendo o desperdício dos jatos de porra e sentamos eu e Theo um ao lado do outro e finalmente chegamos na casa, entramos na garagem e o Guto já foi me puxando do carro e me levou para o sofá da sala, deitou-se e mandou eu sentar na pica, sentei gostoso, pois a pica era menor e eu já havia sido alargada por caralho maior e o Theo veio para minha frente, me pegou pelos cabelos e forçou minha cabeça de encontro o pau dele forçando uma chupada, nossa aquela picona já tava dura de novo e me coloquei a mamar gostoso, forçou para entrar tudo,mas não deu, mas chupei toda aquela pica cavalgando na pica do Guto, e foi quando o Theo tirou a pica da minha boca e fiquei me deliciando no pau do Guto, vi que foi para a cozinha e voltou tomando uma cerveja e com um pote de margarina, e se posicionou atrás de mim e começou a espalhar margarina no meu cú, Putz eu ia ter que engolir aquele picão pelo meu cú, e cavalguei mais rápido na pica que tava na minha buceta até que me agarrou pela cintura, tive que parar e o Guto perguntou o que Theo iria fazer, falou que ia "empalar" uma puta, pois queria participar ativamente da trepada, e o Guto parou por um momento, gritei quando senti a cabeça da tora forçando minhas pregas e... entrou, pedi que deixasse eu acostumar com a piça e foi socando cm por cm aquele pintão gostoso no meu rabo até que ficou bom e comecei a rebolar com as duas picas dentro de mim, nossa que delícia os dois sincronizaram os movimentos e avisei que ia me acabar, disseram que era para eu gozar então, e senti um calor intenso, senti que meu corpo estremeceu todo e ME ACABEI ,GOZEI nas piças gritando que era uma delícia dois paus me fudendo, que eu era uma puta, vadia e cadela e nisso recebi um tapa na cara do Guto e avisou que ia gozar e falei que eu queria a porra dentro de mim, que queria sentir o leite todo na minha buceta e senti mesmo, muito leite preenchendo minha xaninha e disse que agora o Theo também precisava gozar dentro e recebi um tapa do Theo na minha bunda e logo depois senti meu cú ser inundado de porra grossa e quente, nossa que tesão da porra, e os dois tiraram os pau de dentro. O Theo pediu para tomar um banho e sumiu no banheiro, eu também queria um banho, mas quando o teu saiu o Guto pediu para eu chupar o caralho dele até ficar durinho, eu chupei, peguei a pica meio mole e deixei durinha, então me pegou pelo braço e me deitou na mesa, e abriu minhas pernas, senti ele entrar na minha bucetinha, mas logo tirou e socou tudo de uma vez foi no meu cú e começou a bombar em um vai e vem maluco,até que gozou logo colocando mais porra no meu rabo que quando ele tirou pingava de porra, e foi quando o Theo voltou do banho e fui correndo tomar um banho.
Voltei depois de um banho relaxante e só estava o Theo na sala, perguntei pelo Guto e ouvi que ele estava tomando banho no banheiro da suíte e quando fui sentar do lado do Theo ele se levantou, me fez ficar de joelhos e chupar, eu que ainda não tinha tomado porra ainda, me pus a chupar deliciosamente, passava a boca em todo o picão e depois enfiava na boca até trancar, tirava e batia uma punheta, e colocava na boca, quando eu tirava eu pedia para ele gozar na boca da puta, e recebi porra a qual escorria pelos meus lábios,mas o que pude eu tomei tudo, adoro tomar porra, me deu a mão, e fomos tomar uma cerveja na cozinha e logo o Guto chegou e pedi para ir embora, ele me deu um beijo na boca para agradecer e sentiu gosto de porra, e perguntou se eu havia tomado porra, eu e Theo dissemos que SIM....hehe.

Método para Crescer Barba

Leia também
A PIZZARIA - PARTE 29 há 4 horas

A PIZZARIA 29 ATENÇÃO: ESSA É A PARTE 29. ANTES DE CONTINUAR, LEIA ...
carlaomg Traição/Corno 17


dei a bucetinha pro meu boy,o cuzinho p meu sogro há 7 horas

Namoro Leo já há algum tempo mas sempre percebia também os olhares malic...
laureen Incesto 81


Virgem,dei meu cuzinho para preservar o cabaçinho há 9 horas

Escrito por: Pimentinha Oi amigos, estou aqui contar algo que aconteceu a ...
dammasafada Virgindade 102


A MASTURBAÇÃO DE UMA JOVEM RELIGIOSA. há 15 horas

Fui criada para fazer o que me disseram. Eu fui criada para não questionar...
tigreraiado Masturbação 161


LOUCO POR MINHA VIZINHA há 1 dia

Meu nome é Ricardo tenho 1.75m, 78 kg, moreno, olhos claros e um corpo bem...
rickardo Hetero 107


MINHA ESPOSA E O SOBRINHO - Parte II há 1 dia

Depois daquela noite que o sobrinho da minha esposa dormiu na nossa casa, e...
rickardo Incesto 138