Orgia no acampamento! Ninguém é de ninguém

12 de Março de 2018 Mel Mel Grupal 1375

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria



O último final de semana tinha tudo para ser tranquilo, relaxante e sossegado, porém acabou sendo muito mais interessante. Podemos resumi-lo em algumas palavras: bebida, sexo, porra e muita foda! Tudo isso em meio ao mato, acampamento, lago e fogueira. Mas, vamos começar do começo.
Estava conversando com alguns amigos meus e disse que estava meio entediada e que queria fazer algo diferente no final de semana. Surgiram mil ideias e a mais interessante foi de irmos acampar nas terras de uma das minha amiga, a Amanda. Os pais dela tinham muitos hectares de terras e muito lugar isolado para acampar. Logo já havíamos combinado tudo, íamos comprar bastante cerveja, carne para churrasco, petiscos, vodka, energético e cigarros. Ao todo estávamos em 9 pessoas, três casais e mais 2 caras e 1 mulher. Cada casal tinha a sua barraca e os outros iriam dividir uma barraca grande entre eles. Na hora de fazermos as comprar, minhas amigas foram direto na farmácia e compraram umas 30 camisinhas e logo pude notar o que estava para acontecer.
Saímos no sábado bem cedo, chegamos lá por volta do meio dia e já começamos a beber sem parar. De meio dia teve churrasco e de tarde fomos todos para o lago nadar. Várias trocas de olhares e mãos bobas já começavam a acontecer, mas nada de amassos. Depois que voltamos para o acampamento, os caras começaram a fazer a fogueira enquanto as mulheres foram pegar gravetos. Passada a janta e depois de muita cerveja e álcool surgiu a ideia de brincarmos de verdade ou consequência. A principal regra do jogo era: ninguém é de ninguém. Na hora todos se olharam mas depois acabaram concordando.
Na primeira girada da garrafa, meu namorado caiu com a Amanda. Ele pediu verdade e a Amanda logo perguntou: “Você gostaria de ver a tua namorada sendo fodida por quem aqui do acampamento, não sendo você?” Na hora ele ficou sem jeito e pensando um pouco ele disse: “ Gostaria de ver seu namorando comendo a minha”. Todos em volta olharam e riram. Róger, namorado da Amanda me olhou com vontade e pude sentir a malícia. Nas rodadas seguintes todos já estavam somente de roupas de baixo. Eu fui a primeira a ficar nua e isso me deixava muito excitada. As coisas começaram a esquentar quando eu pedi consequência e o Vitor, um amigo nosso, disse: “ Quero que você dê um amasso na Amanda.”. Nunca tinha beijado outra mulher e fiquei meio nervosa, mas logo estava de pé, na frente dela. Nossas bocas se aproximaram e a língua dela logo já estava invadindo a minha boca. Os nossos mamilos se roçavam de uma forma muito boa ( ambas temos peitos grandes), as mãos dela estavam na minha bunda em quanto as minhas mãos forçavam a boca dela contra a minha. Minha buceta escorria de tesão e pude ouvir de longe as pessoas gritando e se revirando em seus lugares. Nosso amasso durou uns 10 min e foi difícil me desvencilhar dela.
Depois desse tempo voltamos para os nossos lugares. Meu namorado me olhava com muito tesão. Quem diria que ele seria o próximo? A consequência dele foi dar uma amasso em uma outra amiga minha. Os dois ficaram quase o mesmo tempo que eu e a Amanda. Confesso que senti um pouco de ciúmes quando o pau dele se armou, mas quem sabe o que eu teia que fazer depois? As verdades pareciam ser piores e mais constrangedoras que as consequências. Tive que responder se já tinha dado o cu e se já tinha feito beijo grego no meu namorado. Algumas rodadas depois veio a consequência mais quente até o momento. Tive que chupar o Róger, até que ele gozasse na minha boca e teria que dar a porra dele para a Amanda, sua namorada, através de um beijo. Olhei na hora para meu namorado que me estimulou a ir. Virei um copo de cerveja, respirei fundo e me ajoelhei na frente de Róger.
Seu pau não era tão grande mas era bem grosso. Comecei a lamber a cabeça e fui descendo até suas bolas. O pessoal ria e falava: “engole as bolas!!!” e logo forcei elas pra dentro e chupei elas por um momento, enquanto Róger gemia. Voltei para a cabeça e meti garganta a dentro. Para minha surpresa ele entrou direitinho, chegando até a entrada da minha garganta. Comecei a mamar com muita vontade. Ele socava aquele pau com força e muitas vezes senti as bolas entrando também, me fazendo engasgar. Ele batia o pau na minha cara e me forçava de novo. Depois de uns 10 minutos mamando nele, senti a porra dele invadir minha boca. Saiu tanta porra que boa parte dela escorria pelo meu pescoço até os meus seios. Com a boca cheia de leitinho, fui ao encontro de Amanda, que me beijou e se lambuzou com a porra. Alguns dos caras já se masturbavam ao nos ver assim. Novamente nosso beijo demorou e quando vi, Amanda já estava seguindo o rastro da porra que havia escorrido. A língua dela estava no meu mamilo direito, que se estimulava e me fazia gemer. Depois de limpar tudo, cada uma voltou ao seu lugar. Mais tarde foi a vez do meu namorado chupar duas mulheres enquanto a Amanda mamava nele. Ele não podia gozar antes de 10 minutos se não teria que chupar outro cara. Ele sempre foi rápido e não aguentou, gozando na boca da Amanda. Para se vingar, Róger parou na frente dele e fez ele mamar na sua pica, como eu havia mamado. Como ele estava bêbado, nem se importou e chupou com vontade, fazendo Róger gozar. Engoliu toda porra e sentou de novo, pronto para a próxima rodada.
A rodada seguinte me beneficiou. A Marcia, uma guria que não conhecia teve que me chupar e me fazer gozar enquanto metia 3 dedos no meu cu. Abri bem as pernas, deixando meu grelho a mostra e logo ela estava ali, com aquela língua maravilhosa, indo de um lado para o outro, pra cima e pra baixo, enquanto tinha os dedos enfiados no meu cu, fazendo um vai e vem rápido. A Amanda pareceu querer participar também e sentou na minha cara, para que eu chupasse ela. Logo estava gozando junto com a Amanda.
Àquela altura todos já tinham chupado todos e então as coisas evoluíram novamente. A consequência dessa vez era eu lamber o cu de dois caras quanto o Róger me comia e metia em mim de 4. Confesso que sempre senti certo nojo em lamber a bunda de outro cara, mas naquelas horas meti a língua chupei sem parar, alternando entre um e outro. Enquanto lambia, eles se masturbavam e gemiam. Róger metia com força quase me fazendo gozar. Ele olhava pro meu namorado e ria, feliz da vida por estar me fudendo. Logo estava gozando e terminando o serviço. A brincadeira durou mais algumas rodadas até que todos já estavam trepando com todos. Adriano, um dos amigos solteiros, logo estava engatado em mim enquanto eu chupava a buceta rosa e lisinha da Amanda. Meu namorado estava com duas mamando nele e vários outros também estavam trepando por ai. Róger quis humilhar um pouco mais meu namorado e foi para perto da bunda dele, forçando o pau contra seu rabinho. Meu namorado, meio assustado resmungou, mas logo cedeu, abrindo as pernas e empinando o cu, deixando livre para as dedadas do Róger. Depois de preparar o cu, meteu sem dó aquela pica dentro do meu namorado, que urrou de dor e depois gozou feito um cavalo. Todos comeram todos durante a noite toda.
No dia seguinte todos acordaram nas barracas, pelados e com porra pra todos os lados. Eu estava nos braços da Amanda, a mão na sua bunda e cheia de porra na cara. O cu ardia, provavelmente muitos tinham comido meu rabo, mas não lembrava pra quem tinha dado. Meu namorado não conseguia sentar. Depois de todos levantarmos, fomos para o lago, tomamos banho e comemos. A noite passada foi épica e todos combinaram de guardar segredo. Já combinamos o próximo acampamento e já estou louca para das pra todos novamente.


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria

Esse texto está protegido por direitos autorais.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem permissão do autor.

Leia também
COMI MINHA VIZINHA EVANGÉLICA I há 2 horas

Sou mineiro de Belo Horizonte, me chamo Caio e sou vizinho de uma mulher ev...
tigreraiado Aventura 15


Viagem para o inferno de Carol há 10 horas

Viagem para o inferno de Carol O ônibus interestadual corta o asfalto ...
marcela Fetiches 25


uma noite alucinante há 15 horas

Extasiado beto admirava e incentivava Suzana a se exibir cada vez mais. no ...
pesquisador Aventura 28


A OVELHINHA E OS LOBOS MALVADOS há 1 dia

A OVELHINHA E OS LOBOS MALVADOS Era uma vez uma ovelhinha inocente, desg...
marcela Jovens 53


comi a bucetinha da cadeirante da pub sexo tesão há 2 dias

Nunca gostei de balada, mas já que estava cansada de ficar em casa, ac...
laureen Heterosexual 110


COMENDO A BUCETA DA AMIGA DA MINHA MULHER há 2 dias

Quando conheci minha mulher Alguns anos atrás conheci sua amiga,pois ela...
laureen Traição/Corno 101