Se as amigas desconfiassem dela na casa de swing!

24 de Junho de 2018 LUIZ SANCHES Grupal 122

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Era Domingo e liguei para Isa, minha namoradinha gaúcha.
Estava com muitas saudades pois há muito tempo não a via mas ela infelizmente não poderia conversar comigo muito tempo, pois estava em um evento promovido pela igreja de sua paroquia.
Religiosa, ela sempre estava disposta a ajudar o padre da igreja de seu bairro nas organizações de eventos e as velhinhas da vizinhança a tratavam com muito carinho, pois gostavam muito dela.
Nem imaginavam que aquela menina, quase uma beata, muitas vezes se transformava em uma safada e sexualmente insaciável. Tenho certeza que ficariam escandalizadas se soubessem apenas algumas de nossas aventuras.
Como a que eu irei descrever agora.
Antes deixe descreve-la, para quem está lendo hoje pela primeira vez nossas aventuras. Ela é uma linda gauchinha loira de olhos azuis, seios pequenos e com umas coxas grossas e gostosas. Lábios carnudos que pedem para serem beijados. Mas seu ponto forte sem duvida é sua bunda, uma bundinha redonda e durinha que causa inveja em muitas mulheres e desejo em todos os homens.
Era um Sábado a noite e estávamos em um apartamento que alugo sempre que vou a Porto Alegre. Passei a tarde passeando com Isa e tínhamos combinado que a noite iriamos a uma casa de swing que normalmente frequentamos.
Eu já tinha tomado banho quando ela saiu do chuveiro e entrou no quarto, enrolada em uma toalha e aquele cheirinho de pele molhada ainda! Não aguentei e retirei sua toalha, deixando-a completamente nua, a deitei na cama e comecei a beijar seus pes.
A cada dedinho que eu mordiscava ela vibrava e gemia de tesão. Isa é uma menina muito sensível aos meus carinhos e sabendo disto sempre gostava de tortura-la, passando longos minutos lambendo, chupando e mordendo cada pedacinho de seu corpo.
Quando fui subindo minha boca pelas suas pernas ela gemia cada vez mais forte, até que atingi com a língua o interior de suas coxas. Deslizava minha língua pelas suas coxas e em volta de sua bocetinha deliciosa, ela segurava minha cabeça e até a puxava para o centro de suas pernas, desejando que eu fosse direto ao seu grelinho.
Mas pelo contrário, continuei chupando as laterais de sua boceta e as vezes tocava com a língua bem lentamente a pontinha do seu grelinho. Em seguida descia e enfiava minha língua e meus dentes no meio do seu cuzinho delicioso. Ela gemia de tesão enquanto tentava enfiar o máximo minha língua em seu cú. Voltava a morder suas nádegas e enfim subi e comecei a tratar de seu grelinho.
Eu tenho lábios bem grossos e isto me ajuda a alternar a ponta da língua e meus lábios em seu grelinho, proporcionando um tesão que ela sempre disse que não tem igual.
Não demorou muito e ela começou a gemer forte e gozar deliciosamente.
Nem a deixei descansar e comecei a penetrar a cabeça de meu pau em sua bocetinha gostosa. Não penetrava tudo e ficava só brincando com a cabeça dentro da entrada de sua boceta. Ela delirava e dizia que estava delicioso, quando comecei a penetrar com mais intensidade e enfiava fundo, tirando cada vez mais gemidos fortes de minha namorada safada.
A deitei de lado, e comecei a penetrar sua boceta por trás, o que me permitia acariciar seus seios e com a outra mão, dedilhar seu grelinho. Mais uma vez ela gozou gostoso e quis que eu também gozasse.
Mas não queria ainda pois teríamos uma longa noite na casa de swing. Então nos levantamos, nos vestimos e após tomarmos algumas cervejas, o que a deixou já bem tontinha e solta, chamei um Uber e fomos para a balada.
Isa estava sem calcinhas nem sutiã. Apenas um vestidinho preto curto que sempre a deixa muito gostosa, pois além de deixar a mostra suas coxas, quando íamos transar era fácil de remove-lo.
Assim que chegamos encontramos um casal de amigos e continuamos a nos divertir e beber, quando Isa pediu para subirmos para um dos quartos coletivos pois queria transar.
O outro casal nos acompanhou e logo deitei minha safada na cama e cai de boca em sua boceta. Eles deitaram ao nosso lado e começaram a acariciar o corpo já nu de Isa. Ele passava a mão em seus seios e já de pau de fora era acariciado pela minha garota. Fui ao seu ouvido e perguntei se ela queria já ser comida por ele e Isa só confirmou com a cabeça.
A deixei sozinha com ele e fui transar com sua esposa. Ela é uma deliciosa morena que já estava nua me aguardando.
Fui começar a acariciar sua boceta e fiz o gesto de que iria dar um delicioso trato de língua, quando ela me puxou e disse que já tinha namorado bastante aquela noite e queria que a comesse imediatamente. Estas palavras aumentaram meu tesão e a penetrei com forca, retirando suspiros da morena. Ela me abraçava e beijava e parecia que não trepava há meses.
Quando olhei para o lado, vi que Isa chupava com vontade a cacete de nosso amigo. Ela engolia o cacete dele inteirinho enquanto esticava os braços para segurar minhas mãos. Logo o cara tirou o cacete de sua boca, a colocou de quatro e começou a penetrar sua boceta e dizia como ela tinha uma bunda deliciosa e linda.
Nisto, sua esposa também virou de quatro e arrebitando sua bunda me ofereceu aquela boceta ardente e gostosa.
Estávamos agora nós dois penetrando as duas safadas, com as meninas trocadas. Ficamos fudendo nesta posição por longos minutos, até que as duas gozaram praticamente juntas e quase que desmaiaram. Tomamos um folego, nos vestimos e voltamos ao salão para relaxarmos e bebermos um pouco mais.
As meninas logo quiseram ir para o famoso labirinto, onde a maioria dos solteiros ficam aguardando casais que gostem de curtir ménage ou mesmo gang bang! Coloquei minha menina indo na minha frente, mas mesmo assim não conseguia evitar que os caras passassem a mão em seu corpo.
Lembro que paramos em quarto coletivo onde três casais estavam transando e Isa me abraçou, ficando com a bunda virada para o corredor. Um moreno veio e começou a passar as mãos em sua bunda e falar da maravilhosa bunda de minha garota, logo outros caras nos cercaram, tanto Isa como a esposa de meu amigo e resolvemos ir todos para um quarto reservado com os caras.
Éramos os dois casais e mais 5 solteiros, todos jovens e logo estávamos todos nús e as meninas alternando chupando os cacetes daqueles garotos. Isa se deitou de costas e eu deitei por trás dela e coloquei meu pau em sua boca. Um dos caras já veio e enfiou seu cacete em sua boceta, o que a fez gemer de tesão.
Enquanto isto a esposa de meu amigo já estava de quatro com um cara comendo sua boceta enquanto ela chupava outro.
Isa já segurava o pau de outro cara, enquanto um moreno começou a chupar seus seios. Fiquei imaginando se o pessoal de sua igreja imaginasse ela neste momento: Chupando meu pau, segurando outro cacete, tendo um moreno chupando seus seios e um garoto comendo sua boceta.
Nossa amiga também se divertia muito com os dois garotos que revezavam em sua boceta. Ela se deliciava com um loiro forte que tinha um cacete bem maior que o meu, devia ter mais de 20 cm.
Eu deixei minha namorada parar de me chupar e começar a chupar o cara que ela segurava o pau. Fiquei admirando aquela linda gatinha em seu momento máximo de vagabunda.
Foi quando o moreno que a chupava seus seios veio agora com o pau para fora para ela chupar.
O pau daquele moreno era incrivelmente grande, devia ter o dobro do comprimento de meu cacete e mais grosso. Ela ficou fascinada com aquele pau que nem percebia que o primeiro cara já tinha gozado em sua boceta e agora outro a socava forte.
Ela tentava segurar aquele cacete com as mãos e sua mãozinha mal conseguia dar volta naquele pau.
Ela chupava aquele cacete mas praticamente só a cabeça já enchia sua boca. Mais um cara gozou em sua boceta e saiu, quando o moreno então retirou seu cacete da boca e foi penetra-la.
Ela ficou preocupada e segurava seu pau para não entrar todo e assim evitar machucar. O loiro que comia nossa amiga veio e colocou seu cacete na boca de minha putinha. Agora ela estava com dois cacetes enormes, um na boceta e outro na boca.
Fiquei tão vidrado na cena, que nem notei quando nossa amiga veio e começou a chupar meu pau. Por uns instantes deixei Isa de lado e deitei de costas com a menina vindo me cavalgar. Ela disse que precisava gozar e queria gozar em meu pau!
Era uma deliciosa sensação, ver Isa sendo arrombada por dois cacetudos e eu sendo cavalgado e apertando os seios daquela morena gostosa. Ela gozou então muito forte em meu cacete, no mesmo momento que o moreno encheu a boceta de Isa com seu leite.
O loiro então quis aproveitar aquela boceta gostosa, quando eu pedi para esperar um pouco.
Virei Isa de lado, peguei um envelope de gel e comecei a lubrificar aquele cuzinho delicioso. Minha safada gemia sabendo o que viria. Lentamente comecei a penetrar meu cacete no seu cuzinho e quando ela estava já relaxada, deitei de costas e a coloquei também de costas sobre mim, fazendo meu pau encaixar inteiro naquele cú.
Neste momento abri suas pernas e chamei o loiro, que entendendo o que eu queria começou a penetrar sua boceta. Nosso amigo não aguentou a cena e veio com o cacete duro e colocou na boca de Isa.
Agora ela quase não conseguia se mexer, com meu pau no cú, o cacete de nosso amigo na boca e aquele pau enorme do loiro na boceta. Por dentro meu pau conseguia sentir o pau do cara dentro dela, de tão duro e grande que era.
Isa começou a gozar tão alto que mesmo a musica alta do salão e o cacete em sua boca conseguiram abafar seus gemidos.
O loiro gozou forte em sua boceta e nosso amigo também encheu a boca de minha garota de porra, enquanto sua esposa nos olhava admirada e acariciando sua boceta.
Retirei o cacete do cuzinho de Isa e ela deitou ao meu lado para descansar. Nossa amiga veio e disse que só eu não tinha gozado e disse que já sabia o que eu gostava.
Retirou a camisinha do meu pau e começou a chupar enquanto olhava para mim e pedia para gozar em sua boca. Apesar de minha garota e ela serem muito amigas, pintou um pouco de ciúmes e Isa veio e disse “Agora chega”.
Ela não queria que eu gozasse com outra, mas eu estava quase gozando e não conseguiria parar. Apenas pedi desculpas ao meu amor e comecei a encher a boca da guria com minha porra. Minha garota neste momento começou a beijar minha boca o que fez eu gozar ainda mais gostoso.
Sinceramente, foi uma das aventuras mais gostosas que tivemos. Nos vestimos, despedimos e voltamos para meu apartamento com Isa,
Após um delicioso banho, deitamos e dormimos agarradinhos, sem antes trocarmos juras de amor!


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
Eu tinha 13 aninhos e todos me fuderam no colégio há 4 dias

Eu tinha 13 aninhos e todos me fuderam no colégio Eu estudava numa escola...
laureen Virgindade 281


Perdendo a virgindade com a titia delicia buceta m há 4 dias

Perdendo a virgindade com a titia Paul, 18 anos,vou contar como perdi a...
laureen Virgindade 91


o pai da minha amiga comeu minha bucetinha gostoso há 4 dias

Aos 19 anos, após entrar na faculdade, conheci Karen, minha amiga que já ...
laureen Heterosexual 189


EU E A FER,,,,NOSSA COPA SÓ COMEÇOU,,,NOVOS AMIGOS há 5 dias

EU E A FER,,,,NOSSA COPA SÓ COMEÇOU,,,NOVOS AMIGOS,,,COMEÇO DE UMA NOVA ...
bodiar Traição/Corno 79


dando a bucetinha no trem sexo tesão há 5 dias

somos um casal normal, tarados por sexo e exibicionismo, essa ocorreu em ...
laureen Fantasias 134


melzinho da bucetinha para meu queiro papai há 5 dias

Abri a porta do quarto que só estava encostada e ao adentrar vi meu pai n...
laureen Incesto 215