Fizeram a festinha com minha namorada

13 de Novembro de 2018 Sanches Grupal 521

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Tinham-se passado 2 meses, mas parecia um ano pelas saudades que estava de minha garota. Voltei a Porto Alegre e estava ansioso no hotel aguardando-a chegar.
Quando vi seu carro fui logo ao encontro de Isa, trocamos um beijo gostoso e a chamei para tomar uma cerveja no bar do hotel antes de subirmos. Estava muito quente e ela estava com um vestidinho curto que permitia a todos uma visão muito generosa de suas coxas. Enquanto ela andava pelo corredor percebi uns garotos que ficaram olhando para sua bunda, deliciosa!
Ela sentou em minha frente de pernas cruzadas e começamos a beber nossas cervejas, olhou para meus olhos e perguntou se eu tinha certeza que queria perder tempo tomando cerveja. Passou a língua nos lábios e descruzou as pernas, fazendo eu ver que ela estava sem calcinhas.
Logico que meu pau endureceu na hora, e a puxei imediatamente para o quarto.
Assim que entramos eu a joguei de costas na cama, apenas tirei seus sapatos e comecei a beijar aqueles pezinhos deliciosos. Mordiscando seus dedos o que a fazia gemer e se contorcer de tesão. Aos poucos fui lambendo suas pernas e a parte interna de suas coxas, enquanto isto tirava minha roupa.
Ela tentou puxar minha cabeça para sua boceta, mas eu disse que ainda não.
Retirei sua roupa e a deitei de bruços, começando uma deliciosa massagem em sua nuca e ombros. Enquanto isto meu pau parecia que iria estourar de tão duro, deitei sobre seu corpo e comecei a esfregar meu pau em sua bunda, o que a fez delirar de tesão.
Comecei a descer com a boca, lambendo e beijando cada pedacinho de suas costas, até chegar no paraíso de sua bunda. Abri suas nadegas e enfiei minha língua dentro daquele cuzinho rosinha delicioso, enquanto ela gemia de prazer. Brinquei um pouco naquele cuzinho e a virei de frente, subindo ate seus seios chupando-os ardentemente.
Logico que precisava logo lembrar o sabor de seu suco do prazer, então fui descendo minha língua até circular seu grelinho e enfim enfiar minha língua naquela bucetinha molhada. Ela quase gozou de tanto tesão, enquanto eu circulava a ponta de minha língua em volta do seu grelinho.
Virei meu corpo de maneira que ficamos em um delicioso 69, permitindo que Isa engolisse meu cacete enquanto eu estava entre suas pernas chupando e lambendo sua boceta.
Nesta posição pude penetrar sua boceta com meus dedos e comecei a massagear internamente, no seu ponto G, fazendo-a até morder meu cacete de tanto tesão que tomou conta daquele corpo. Continuei passando a língua lentamente em seu grelinho, quando ela começou pedir que não parasse! Sabia que era o gozo que chegava, e não demorou muito.
Ela gozou deliciosamente em minha boca, enquanto seus gemidos eram abafados pelo meu cacete.
Isa quase desfaleceu ao meu lado, mas meu tesão estava muito forte para aguentar. A peguei de quatro e soquei meu cacete naquela boceta deliciosa e molhada, primeiro bem lentamente mas não aguentei e comecei a socar forte.
Ela começou a gozar novamente, fazendo com que eu não aguentasse e enchesse sua boceta com minha porra quente.
Incrível que normalmente nossas transas são longas, mais de horas. Mas o tesão acumulado de vários dias longe não permitiu que eu resistisse aquela deliciosa boceta. Gozei gostoso e deitei ao seu lado, acariciando seu rostinho e dizendo o quanto a adorava.

Ainda era cedo e ela me disse que teria programado uma festinha especial para a noite.
Bom, neste ponto preciso dizer que eu não estava programado para chegar naquele dia e minha safadinha é tão viciada em sexo, que tinha já programado uma festinha para lá de safada para aquela noite.
Ela tinha combinado ir para um motel com, nada menos, que 3 caras que ela sempre transa quando eu não estou lá. E desta vez ela iria realizar o sonho de ter os 3 ao mesmo tempo a comendo.
Um deles era o Rod. Um cara legal que já tínhamos juntos transado com ela antes, e a Isa diz que adora transar com ele, pois ele sabe muito bem chupa-la e depois come-la de jeito.
O outro era o Milson. Um típico galanteador, que tem um papo que encanta meninas de 18 a 68 anos! Alem de ter um cacete de 23 centimetros, o fazendo ainda mais tentador para as meninas.
Isa adora transar com os dois, e também comigo! Mas sei que o grande tesão dela sem dúvida é o Roger.
Quando eu a conheci ela já o tinha como “comedor oficial”. Ela sempre gostou de dar para ele, pois ele tem um cacete muito grosso mas não tão comprido, que preenche sua boceta sem machuca-la no fundo.
Alias muita inveja ela já me fez sentir elogiando a performance do Roger na cama, quando ele a chama de cachorra, e o quanto ela adora cavalgar naquele cacete.
Eu sabia que eu teria poucas chances de satisfaze-la, com estes 3 no mesmo quarto.
Ela também sabe disso e para que eu não ficasse “segurando vela” enquanto ela transava com os 3, ela chamou a Lô, uma amiga nossa, para ficar comigo. Caso contrario eu iria ter que ficar na punheta.
A Lo é uma menina que desde a primeira vez que transamos nos demos bem. Apesar dela gostar de caras de cacete bem grande e eu não ser dono de uma ferramenta nem perto do tamanho que ela aprecia, sempre nos demos bem na cama.
Agora, com todos apresentados, chegamos ao motel que elas haviam combinado e praticamente chegamos todos juntos.
Isa estava com o mesmo vestido curto e continuava sem calcinhas. A Lô estava também de vestido, mas um pouco mais comportado e ainda de calcinhas.
O tesão já estava no ar e eu sentei em um sofá com a Lô e com a Isa e começamos a conversar, mas parece que os caras não queriam perder tempo.
O Rod logo tirou o cacete já duro para fora e puxou o rosto da Isa, ainda sentada no sofá, para chupa-lo.
O Milson a empurrou para encostar no sofá e abriu suas pernas. Isa se encostou mas sem tirar o cacete do Rod da boca e começou a gemer quando o Milson começou um banho de língua em sua boceta. Neste momento eu comecei a beijar a Lô e acariciar seus seios e o Roger tirou seu grosso cacete e pegou a mão de Lô para punheta-lo.
Puxei a Lô para a cama, a deitei, levantei seu vestido e tirei sua calcinha. Roger foi e puxou Isa para a cama, que agora já estava sem roupa. Não apenas ela, mas em minutos estávamos os 5 pelados sobre a mesma cama.
Eu chupava a boceta da Lô enquanto Milson não parava de chupar a boceta de Isa. Roger levou seu cacete duro para minha garota chupar e mesmo com dificuldade devido a largura daquele pau, ela conseguia engolir todinho.
O Rod começou a chupar os seios de Isa, quando Lô me puxou para penetra-la logo.
Penetrei gostoso meu cacete duro naquela boceta molhada e bombava meu cacete dentro dela enquanto acariciava seus seios e ela me beijava e chupava minha língua.
Nem percebemos quando o Rod penetrou a boceta de Isa, que agora continuava a chupar o Roger, segurava o cacete de 23 cm do Milson com uma das mãos e beijava o Rod que a penetrava com força fazendo-a gemer tão alto que se não fosse o cacete de Roger em usa boca ela iria estar berrando com certeza.
Enquanto eu continuava beijando e bombando a boceta de Lô, o Rod anunciou que não estava mais aguentando de tesão e encheu de porra a boceta de minha namorada. Enquanto isto o Roger tirou o cacete da boca de Isa, deitou de costas na cama e com aquele cacete duro chamou a minha vagabunda para sentar naquele cacete.
Até diminui a intensidade de minha foda com a Lô para ver como Isa estava transtornada de tesão enquanto descia sua boceta até engolir todo aquele cacete. Neste momento Milson já estava com seu cacete dentro da boca de Isa que chupava com prazer, enquanto sentia aquele outro cacete grosso em sua boceta.
Eu virei a Lô de quatro e comecei a come-la nesta posição, apertando aquelas nadegas a soltando gemidos daquela menina que agora era minha putinha.
Ao nosso lado, Milson já não aguentava sem meter, e pediu para Isa ficar de quatro e a penetrou de costas deliciosamente. Para não sentir a dor daquele cacete enorme ela puxou o Roger e começou a chupar seu cacete enquanto punhetava Rod que já estava com o pau duro de novo.
Estava quase gozando e enchendo a boceta de Lô com minha porra, quando Milson pediu para come-la.
Sei que Milson sempre teve tesão na Lô e sai de cima dela para que ele a comesse. Levei então meu cacete para a Lô chupar enquanto Milson enfiava com força seu cacete na boceta daquela garota.
Mesmo estando gostando de comer e agora ser chupado pela Lô, estava com um pouco de ciúmes pois acreditava que a Isa nem se lembrava de mim.
Foi quando ela pediu para o Milson tirar o cacete de sua boceta, parou de chupar o Roger, e pediu para eu deitar de costas.
O que ela fez então quase fez eu gozar imediatamente. Ela pegou um lubrificante, lambuzou meu cacete e seu cu.
De costas para mim começou a descer com aquela bunda deliciosa em direção ao meu cacete. Lentamente ela segurava meu cacete e esfregava na entrada do seu cuzinho, até que ela sentiu a cabeça do meu pau entrando e desceu até que meu pau entrou todo naquele cuzinho.
Ela se deitou de costas sobre mim, abriu bem as pernas e com meu cacete enfiado no cu, chamou o Roger para comer sua boceta. Assim que sentiu os dois cacetes dentro dela, chamou o Milson e começou a chupar aquele cacete enorme.
Agora minha putinha estava com 3 cacetes dentro dela. Lô viu e se encheu de tesão com esta safadeza e começou a gozar, puxando Milson para penetrar com força.
Roger não aguentou muito e encheu a boceta da minha cachorra de porra. Assim que tirou seu cacete já amolecido, Milson tomou seu lugar e enfiou aquele cacete e bombou até gozar.
Isa não aguentava mais e saiu de cima de mim, me deixando deitado de costas e ainda de pau duro.
Rod já tinha gozado novamente, agora em outra boceta. E eu era o único que ainda estava, deitado de costas e de pau duro sem gozar.
Lô veio sobre mim, me deu um beijo delicioso na boca e começou a descer sua lingua, beijando meu peito e descendo até meu cacete e engolindo todo.
Isa sabia que eu iria gozar logo e neste momento ela se torna ciumenta. Chegou no ouvido de Lô e disse:
“Agora Chega”. E disse que ela que iria me chupar até eu gozar.

Mas eu pedi que as duas continuassem a me chupar. Foi então que os caras, que já estavam cansados de tanto sexo, puderam testemunhar uma das melhores chupadas que eu tive, elas se revezavam entre meu cacete e meu saco.
Senti que iria gozar e pedi para Isa receber meu leite em sua boca, mas ela pareceu insegura e só continuou me masturbando mas afastando seu rosto. Foi quando a Lô não me deixou na mão apenas,
Ela engoliu meu cacete na hora que comecei a gozar, um dos maiores gozos dentro daquela boquinha deliciosa.
Isa disse que não esperava isto, mas quando viu minha cara de tesão e meu gozo, disse que próxima vez seria ela que iria engolir toda minha porra.

Bom, agora é aguardar nossa próxima festinha!


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
fudendoa bucetinha da enteada sexo gostoso demais há 9 horas

Olá. Hoje venho relatar como foi minha primeira vez com o meu padras...
laureen Incesto 63


FUDI GOSTOSO A BUCETINHA DA MINHA SOBRINHA há 9 horas

Minha sobrinha é muito safada e trepadeira. Chamo-me Marcos, tenho 4...
laureen Incesto 48


SOU TRANS E ELE IA ME BATER MAS ME FUDEU DEMAIS há 9 horas

Esse relato aconteceu em meados de 2010, eu tinha recém assumi...
laureen Gays 36


A MADRE SUPERIOR SAFADA há 12 horas

O que passarei a relatar a seguir ocorreu há uns três meses atrás, comig...
tigreraiado Aventura 42


Carol, a ruiva infiel e o estuprador há 17 horas

Carol, a ruiva infiel e o estuprador Carol, ainda vestindo o pijaminha ...
marcela Fantasias 54


Carol e o sequestro diabólico há 17 horas

Carol e o sequestro diabólico Carol e o marido, finalmente conseguiram ...
marcela Fantasias 32