Papai Comeu Minha Buceta E Cú Sem Dó, Pau Grossão!

20 de Março de 2018 Songeun Incesto 507

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Oiiiii, Vocês já me conhecem! Sou baixinha, nada tímida e muito gostosa! Nessa época eu tinha quinze anos.
Bem eu estava sem ter o que fazer em casa, meu pai era forte, músculoso e muito tesudo.
Mas meu pai era muito certinho não iria me possuir por vontade própria, precisava pensar em algo para fazer então tive uma idéia infalível.
Passei em uma farmácia muito discreta onde tinha amizade com a vendedora!
Inventei uma história triste dizendo que meu namorado brochou na hora em que eu mais precisava.
Então comprei dezoito comprimidos °Viagra°
Logo fui correndo para casa.
Só faltava concluir meu plano.
Peguei uma receita de comida afrodisíaca e tripliquei os ingredientes e fiz também um suco de morango afrodisíaco bati os comprimidos e juntei ao suco batendo no liquidificador.

Tudo isso fiz porque a minha mãe teve uma viagem para ver um familiar nosso que morava na Coréia daí fiquei em casa.
Quando papai chegou lá pelas seis da tarde já estava com a janta preparada na hora do jantar coloquei a comida na mesa e comemos!
Meu pai me perguntou quem tinha feito o jantar e respondi. ----- Foi eu mesma pai, hoje saboreamos um prato brasileiro só para variar, fugir da rotina.
Ele riu dizendo que ficou ótima me aprovando.
Lá pelas vinte e duas horas percebi que ele já estava no banho à pelo menos uns setenta minutos.
Fui para meu quarto rindo e pensei:
Agora não tem erro, vai ter que me assediar!
Quero ver até onde ele vai resistir.
Começou a cair uma chuva pesada!
E para provoca-lo tomei um banho me perfumei e vesti uma mini saia três dedos para baixo da polpa do meu bumbum, vesti uma camisetinha rosa bem transparente.

Fui na cozinha porque eu também comecei a transpirar de tesão, meu grelinho estava durinho que até para andar minha bucetinha ardia.
Meu pai saiu do banheiro peladão eu estava na sala com a sainha erguida com a mão massageando meu grelinho daí o papai passou pela sala com o pintão duro erguido para o teto, quando vi falei:
---- Papaaaaiiii, o que é isso?
O pau dele estava imenso e grosso, quando vi a cabeça pensei comigo. ----- Nossa, isso não vai entrar na minha bucetinha sem rasgar. Será que vou aguentar.

Ele me olhou mexendo na xotinha e não aguentou veio correndo e quase se jogando em mim sem nenhuma vergonha ele me arrancou a calsinha já babando e meteu a boca acariciando meu grelinho com a língua.
Erguiu minhas pernas e beijava cada centímetro das mesmas e engoliu os dedinhos dos meus pés os chupando de maneira que encharquei toda a xoxota.
Percorria meu corpinho beijando e me lambendo todinha gosei estremecendo toda com tantos beijos e carinhos.
Agora eu iria perder a virgindade com certeza.
Papai me acariciava o grelinho dando voltas com a língua, gosei na boca do papai.
Papai estava com a jeba explodindo, me colocou de joelhos enfiou toda a piroca na minha boca forçando ela à deslizar para minha garganta, engasgava com seu gosto que saia da boquinha daquele pau.

Papai me sentou no sofá colocou minhas mãos cruzadas no seu pescoço, abriu minhas pernas colocou os braços um em cada perna na cova do meu joelho e me erguiu na altura da sua cintura. Me erguendo ficou forçando a entrada da minha xoxota e mesmo toda apertadinha deslizou aos pouquinhos fazendo a cabeça entrar daí gritei:
---- Aaaaaaaaaahhhh, .....calma....pai.... para....tira...tiraaaaaa..... só...hummmm.um..pouquinho......falei e ele me olhava com desejo não aguentei e chorei diante do papai.
O que o deixou mais louco ainda e meteu tudo até o talo sem dó me fazendo gritar de dor ao sentir o meu hÍfen se esticar ficando todo alargado ----- Ooooooohhh,.......Aiiiiiiiiieeeeee.... delíciaaaaaa........hummm..... Aaaaaaah,........
Pauzão.......me... arregaçou.........seu.... cavalo... gostoso....
Papai me disse quase gosando:
----- Meu pau,......Aiiiiiii...filhinha.... você... tá...apertando... muito....essa vara......... gostosa... muito...hummmm,.... apertadinha..

Me jogava para cima e me puxava com força atolando toda a rola na minha bucetinha me queimando as paredes da xotinha que estava ardendo de prazer.
Aiiiiiiiiii que delícia sentir aquele cavalão me Arrombando sem dó.
O que fazia eu me estremecer todinha, quando papai enfiou tudo eu falei. ----- deixa um pouquinho pai, comecei a rebolar bem gostoso na vara.
Sentia meu goso que escorria pelas minhas pernas junto com um pouquinho de sanguê
Do meu Cabacinho que tinha sido estourado.
Quando ele começou a acelerar sentia que seu pau entrava mais e mais enquanto eu gemia de prazer. Socava o pau com tudo pra dentro vi pelo espelho que minha buceta estava arregaçada com um burado enorme eu gritei mas pedi pra que ele continuasse e socar. Sentia ele me socando gostoso, enfiando todo aquele enorme caralho na minha bucetinha arregassada, eu podia ver suas bolas batendo em mim embaixo quando ele enterrava seu pau em mim.

Gosei umas nove vezes mas ainda queria muito mais, acho que exagerei no números de Viagra por isso mesmo sendo devorada por uma rola enorme daquelas e me sentindo toda rasgada ainda não estava satisfeita.
A melhor coisa que já fiz pelo meu pai foi dar-lhe um incentivo para me comer como um animal macho numa seca insaciável para incendiar uma buceta como estocadas violentas é tão profundas.
Ele tirou a jeba enorme de dentro da minha bucetinha e senti meu corpo tremer.
Me desceu ao chão me virou de costas, me abraçando forte procurou a testinha da minha xaninha melada e com os dedos acariciava, metia os dedos dentro da grutinha me bolinando deixando meu grelo meladinho e ansioso pela rola que acalmaria meu incêndio interno.

Me beijando minha nuca e me enchendo de carinho andamos um pouquinho até o sofá onde me colocou de costas para sí, com os joelhos em cima do sofá à esperar seu corpo.
Ele foi se encostando em mim bem devagarinho e encheu as mãos com meus peitinhos durinhos
Os apertando e descendo as mãos alisava minha barriguinha me apertando.
Colocou a cabeçona na entradinha da minha xoxota e forçou a empurrando para dentro escorregando até o talo.
Começou devagarinho e aos poucos foi bombando mais forte me levando à loucura.
Cravava fundo e tirava até a cabeça voltando a encravar tudo de novo.

Tirou o pau todo de mim me deixando sozinha um pouquinho e voltou com uma pomada que usou no meu buraquinho o cutucando internamente melecando meu cuzinho todo.
Falei para o meu pai:
---- Vai doer muito, sou muito apertada no Cuzinho. Papai me disse. ----- Vai ser difícil é doloroso mais vai entrar, haaa vaii!
Ouvindo isso fiquei desesperada e tentei me levantar mas os braços do meu pai me seguraram com força.
E se arrumou atrás de mim empurrando a jeba para entrar mas não entrava, ficava escorregando para os lados até que meu pai ficou furioso e segurou a rola à empurrando com muita força.
Me estremeci todinha já sentindo uma dorzinha no ânus que ia abrindo e fechando deixava meu pai louco para socar tudo de uma só vez.

Me apertando, beijando meu pescoço foi me deixando molinha e totalmente relaxada sem eu sentir a cabeça da rola e quando menos esperava forçou forte sem dó e entrou a cabeça
Foi quando minha cabeça rodou de tanto prazer.
Voltando a me satisfazer enterrou toda a jeba até o talo com tudo.
Gritei toda preenchida. ---- Aaaaaaaaaahhhh,.....hummmmmm,......caraiiiiiiiiiiiii,.....tira...um....... pouco........vai..pai...por favor......tiraaaaahaaaaa,....tiraaaaahaaaaa.
deuuuussssssssss,.......
Papai me segurou firme mas sem parar o entra e sai até a cabeça, cal..........hummmm,.....calmaaaaaaaaa, filhinha..........como...... é..... apertadinho............. aiiiaiiiiiiiiiiiiiii, não...aperta.......meu... pau.....as......assim...........cachorrinha..................gostosa.......aiiiiiiiiii.... cuzinho.... apertado.....
Aaaaaaaaaahhhh, gostosão, Pauzudo!!!!

Senti meu cuzinho Arrombado, não consegui segurar as lágrimas e comecei a chorar na rolona do meu pai!
Naquele momento chorando e aguentando aquela rola tão grossa que fizeram meus olhos se arregalarem e eu buscando seus braços para me segurar, quando ele sentiu desesperada me abraçou com muito carinho me beijando a orelha e mordendo levemente meu ombro.
Empurrou toda a rola e segurando ela dentro de mim me disse sussurrando:
---- Não chore mais meu doce amor!....hummm,
Eu te amo muito. Vou me divorciar da sua mãe e ficar com você.....
À muito tempo que não a amo mais...nem tivemos nada.
Vou ficar com você, me aceita?
---- Aaaaaaaaaahhhh, humm, claro papai, você é meu único macho de agora em diante!.... Aaaaaiiiiiiih,...espera....um.... pouco...
Só.... até.....eu.. acostumar.....com..esse... cassetão...hummmm, tá...todo..enterradinho.....
Aiiiiiiiiii,.....te...quero...dentro....pai....
Só você é meu gostoso! Lindo....aiiiii.

Papai foi se levantando me puxando junta com ele com a jeba atolada no meu cuzinho, ficamos em pé e demos três passos para trás, ele tirou a jeba com tudo e foi tão gostoso que ia cair mas ele me segurou pela cintura
Me disse ---- Põe as mãos no chão,. Amorzinho!
Me agachei e coloquei ele pegou as minhas pernas e as ergueu do chão.
Eu parecia um carrinho de mão!
Ele abriu minhas pernas e meteu com tudo até o fundo e bombava forte me jurando amor, tirou a pica e me virou de de barriga para cima e cravou tudo me erguindo pela cintura e fodia minha bucetinha que agora já não me fazia sentir dor mas sim um enorme prazer incontrolável.
Ele se dobrou para me alcançar dizendo para eu pegar no seu pescoço.

Entrelacei os dedos com as mãos atrás da nuca do papai e cavalguei como uma vaca no mastro grosso do meu macho, ele me abraçou forte me comendo parou e começou a caminhar até que fomos para fora de casa perto da churrasqueira.
Ali voltei a cavalgar bem gostoso e papai me disse:
----- Devagar menina, assim minhas pernas não vão aguentar. Papai quase caiu de verdade.
Eu rindo falei:
---- Agora você vai sentir uma xota faminta!
Comecei a querer mais força nas estocadas e esfolava minha xotinha. puxou meu cabelo. Papai metia o pau inteiro dentro de mim e eu gritava naquela pica gostosa.
Ele puxava meu cabelo com força, fazendo meu quadril bater todo no seu pauzão. Eu gritava muito,
_Vou me viciar nessa pica, papai!
Eu gemi ainda mais depois disso
Era puro tesão.
Quando tirou, ele me puxou para o seu colo. Depois, enfiou o pau em minha bucetinha melada.
_Senta com força, filha. Vai, arregasa o pau do papai com essa bucetinha apertadinha
Eu sentava com vontade, rebolando naquela pica. Eu subia e descia, fazendo papai urrar em meu ouvido. Ele mordia meus ombros e me sentava com ainda mais força em seu pau.
Quando ele ficou com vontade de novo, meteu o dedo em minha bucetinha e esfolou meu cuzinho de novo. Gosamos juntos mas ele não estava satisfeito ainda.

Me levou para a sua cama e já veio se encaixando na minha xotinha, beijando meu mamilos, bolinando meu clitóris com os dedos.
Me acariciava com muito tesão.
Colocou com todo cuidado a cabeça da rolona na portinha da minha xoxota, agora só empurrou até entrar a cabeça depois foi minha bucetinha sedenta que sugou todo o tronco Grossão até não ter mais nenhum espaço vazio.
Ah... Que bucetinha apertada filhinha.. É tão gostosa... Ah... - Ele disse acelerando seus movimentos, dando estocadas mais fortes em minha buceta. Eu sentia um misto de prazer e dor que me fazia gemer feito um cadela no cio, alto, sem pudor e com dor. Ele se motivava com meus gemidos e bombava com forçava na minha buceta, socando seu pau dentro de mim cada vez mais forte, mais rápido, mais agressivo.

Ele segurava em meu pescoço me mordendo levemente, e dizia que eu ia viciar no caralho dele e batia no meu rosto. Aquilo me deixava louca e quando dei por mim eu estava gozando com o pau dele enterrado na minha buceta, me contorcendo em baixo do corpo dele. Ele parou enquanto eu gozava e minha buceta se contraía desesperadamente no seu pau, ele gemia e eu sabia que ele tava perto de gozar. Ele tirou seu pau quase todo de dentro de mim e enfiou tudo de uma vez bem fundo na minha buceta, com força, me fazendo gritar, urrando alto de prazer e gozou, com a sua porra quente e melada dentro da minha bucetinha. Seu corpo tremia e ele gemia até sair a última gota de porra, e então caiu desfalecido ao meu lado. 

Se levantou pegando minha mão me levantou mas estava exausta que só consegui me levantar até ficar sobre a cama de joelhos, então papai me ergueu e me trouxe no colo até a sala.
Me colocou de pé, agarrando minha cintura me virou de ponta cabeça me abraçando pela cintura, meteu a boca na minha xoxota e eu grudei no seu pau ainda dura colocando o pau na minha boca o sugando, me engasgando na porra que saia de dentro da sua jeba.
Ficamos assim uns trinta minutos, me virou colocando meu corpo de pé e meteu a rola dentro de mim voltando eu a cavalgar na rolona do papai até umas cinco da manhã!
Daí caímos no carpete da sala quase mortos de prazer.

Mesmo muito cansada me esforcei até chegar perto do papai que me olhou bem fundo e disse:
--- Você que me fez esse animal que sou.
Eu o beijei procurei seus braços fortes que me pegaram e puxando-me em seu colo, me fez sentar e minha bucetinha engoliu todo o pauzão.
Fitei meu olhar nele dizendo:
----- Eu mesma, mas você me amou sem nenhum preconceito por isso eu te amo! E sou toda sua. Pausudo!
Voltou a meter com voracidade, ele não cansava e é claro que vou fazer mais sucos com bastante comprimidos para esse jumento me comer com vontade. Sem canseira nem dor!
Aaaaaaaaaahhhh,.....aiii.... Ooooooohhhh....
Aaaaaaaaaahhhh, Aaaaaaaaaahhhh iiiiiiiiiiiiiii,
Hummmmmm, Isso papai......isssssdoooo,......
Atolaaaaa.....em.....mim..seu.... gostosão....
Vaaaaaaaaiiiiiiiikhhhhh!!!
Nossa, aquela idéia foi genial, papai ainda tinha fogo e queimamos toda a noite.
Até no outro dia quando fomos à um motel, de lá saí com a bucetinha toda assada e meu cuzinho doía muito e ainda estava vazando sanguê!


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
meu tio tirou meu cabacinho delicia adorei há menos de 1 hora

Entramos na casa de meu tio, ele me sentou em um banco, eu quase que desmai...
laureen Incesto 3


meu pai fudeu minha bucetinha bem gostosinho há menos de 1 hora

Desde menininha eu via meu pai fudendo minha mãe e Desde menina via meu...
laureen Incesto 5


tirei o cabacinho da minha prima fogosa buceta del há menos de 1 hora

tirei o cabacinho de minha priminha gostosa Eu morava um pouco distan...
laureen Heterosexual 6


o safado gozou na minha calcinha e bucetinha,metrô há menos de 1 hora

gozou na minha calcinha e bucetinha no metrô, Meu nome é Mel ,loir...
laureen Fantasias 8


DE VOLTA À PIZZARIA - Capítulo 38 há 9 horas

DE VOLTA À PIZZARIA CAPÍTULO 38 ATENÇÃO ESSE É O TRIGÉSIMO ...
carlaomg Traição/Corno 15


Dando a bucetinha para meus sobrinhos tesão delici há 3 dias

Boa noite sou Bia e tenho 30 anos branca com cabelos escorridos e falsa ma...
laureen Incesto 164