duas irmãs numa foda alucinante tesão demais

28 de Outubro de 2018 laureen Incesto 393

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


este conto é real aconteceu num momento em que eu estava muito carente, sem gozar há um tempão e tudo ficou no campo da fantasia! vou detalhar um pouco essa história.

Como já contei, fui morar com meu namorado muito novinha e logo passamos por uma fase difícil, onde perdemos a sintonia na cama e eu vivia insatisfeita. Foi uma época em que eu estava sempre subindo pelas paredes e tudo me excitava.
Cheguei a cheirar a cueca de um homem no vestiário da academia, quase sendo flagrada.
Durante uma aula na faculdade, fiquei fantasiando com uma professora gostosa e fiquei tão excitada que temi que os colegas percebessem. Digo isso para vocês terem noção do meu estado naqueles dias.
Pois bem, eu moro na capital e minha família na região metropolitana, de modo que eu os visito uma vez a cada 15 dias, em média. Nesse tempo que eu andava bem louca, passei cerca de um mês sem aparecer.

Quando fui, pelo meu nervosismo, logo briguei com minha mãe e decidi voltar de uma vez. Minha irmã, Carol, um ano mais velha, então com 21 anos, ia pra faculdade e resolveu sair junto comigo.

No caminho até a estação do trem, ela me questionou sobre minha relação e eu, ainda irritada, falei que minha vida sexual estava uma droga. Ela sorriu e disse que eu deveria me abrir para novas possibilidades... só de ouvir isso, já comecei a pensar sacanagem...

Entramos no trensurb e como a gente já sabia que naquele horário lota, procuramos logo o cantinho, onde ficávamos a salvo do assédio. Mas, naquele dia, o vagão lotou pra valer e fomos nos apertando uma contra a outra. Carol estava de camiseta, sem sutiã, de frente pra mim, com os braços levantados para segurar na barra de cima.
O tecido da camiseta, naquela posição, deixava ver perfeitamente o contorno dos seus seios (os quais são bem parecidos com os meus, só que ainda mais empinados).

O biquinho dos seios dela fica roçando nos meus e eu sentia o seu cheiro, o calor do seu hálito... por mais que eu achasse errado, não consegui evitar de ficar excitada com aquele contato...

Creio que ela não percebeu nada, mas minha cabeça estava a mil... com muito tesão, forcei meu corpo contra o dela e durante a viagem, roçamos uma na outra... sentir seu toque me causava um arrepio na espinha... não conseguia acreditar que estava com tesão pela minha própria irmã... me sentia culpada, mas era mais forte do que eu... quando finalmente descemos,

eu estava molhadinha de verdade.
À noite, enquanto meu namorado dormia, eu queimava na cama. Quando finalmente peguei no sono, a lembrança do que havia acontecido à tarde se misturou com o sonho. Nele, aquele contato que tinha me provocado tanto tesão, evoluía para algo mais.

Na minha fantasia, Carol percebia o que se passava comigo e, não só permitia, como me provocava, se esfregando intencionalmente em mim. Seus seios mostravam o tesão que sentia nos mamilos eretos, trespassando a fina camiseta. Quando descemos na estação, aquele segredo que nos tornava cúmplices não ficou relegado a segundo plano. Pelo contrário,

Carol me puxava pela mão e quando eu dizia que ela ia se atrasar para a faculdade, minha irmã respondia que estava com vontade de ter outra aula naquele dia. Ela me puxava e eu me deixava seguir... de repente, não havia ninguém mais além de nós duas. Com sua cara de safada, Carol olhava sorrindo pra mim, dizendo “eu sei o que você quer, maninha...” Então, levantava sua camiseta exibindo os seios perfeitos. “Você gosta deles? Vem chupar!”

Eu obedecia e chegava a sentir o gosto do corpo de minha irmã na boca ao sonhar com aquela cena...
Mas, de repente, eu me vi deitada, só de calcinha e Carol estava sobre mim. Ela me tocava, percorria meu corpo, enquanto eu tentava evitar que ela percebesse que a minha calcinha estava molhada de tesão.

Mas por mais que eu fechasse com força as pernas, minha irmã sempre consegui se infiltrar entre minhas coxas, chegar à minha buceta molhada, quente e palpitante. Quando senti seu toque, explodi em orgasmo e acordei, ainda sentindo no corpo os efeitos daquela explosão de prazer.

Lembrar as cenas dos sonhos me traz culpa e até nojo. Porém, sozinha à noite, ainda me lembro delas para me masturbar... Quem consegue enquadrar o tesão?????????

fim


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
RENATA. A CRENTINHA RENATA há menos de 1 hora

Ola meu nome é Enzo tenho 29 anos corpo atlético e olhos claros. Modésti...
tigreraiado Aventura 2


Primo III e seu amigo há 1 hora

Meu primo depois de tomar várias tacas de vinho, caiu no sono no sofá e s...
adriano Gays 9


Dei a bucetinha e cuzinho para meu prof. e amigos há 3 horas

Precisava de notas na escola e o prof.me daria mas tinha que fuder com ele ...
laureen Virgindade 18


Meu desejo é fuder a buceta da minha sogra há 3 horas

Alguns dias atrás tive que ir até uma cidade próxima e que ficava ao l...
laureen Incesto 12


fudendo a buceta gostosa da minha sogra há 3 horas

Fomos almoçar na casa de minha sogra pois estaria sozinha, meu sogro esta...
laureen Incesto 12


FUI DEFLORADA NA DESPEDIDA DE SOLTEIRA há 1 dia

asei-me muito nova, com apenas 21 anos, e acho que posso dizer que meu mari...
tigreraiado Aventura 96