Meu Professor Atolou A Rola Na Minha Bucetinha.

17 de Março de 2018 Songeun Romance 391

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Oi, meu nome é Songeun, aos quinze anos eu era a melhor na escola em todas as matérias exceto por uma que nunca gostei, a matemática!
O matéria chata mas o professor hemerson fazia a aula de uma forma muito divertida . Apesar de saber que era fundamental para tudo mesmo assim não gostava dessa matéria.
Só por um fator que a matemática era boa, o professor sarado, forte e tudo de bom.
Meu professor era gente boa, trabalhador e dedicação era com ele mesmo.
Explicava a matéria de um jeito tão incrível que era impossível não entender.
Mesmo gostando dele o jeito que ele me olhava era desconfortável, como me sentava na primeira carteira ao lado bem em frente à sua mesa, virava e mexia eu pegava ele espiando minhas pernas abertas tentando saber o tamanho e formato da minha xoxota!

Um dia ele nos deu uma prova surpresa e não havia me preparado tanto quanto devia de sorte que todos saíram e fiquei sozinha na sala com ele. Cheia de medo, nervosa eu risquei as últimas três questões que faltava finalizar
Ao que me chamou dizendo:
--- Por que não quis finalizar a prova Songeun?
Não quero mais sentir dor de cabeça professor, me perdoe mas pra mim já deu!
Então o professor me disse:
--- O que há com você? Sempre foi tão dedicada. Não entendo.
Respondi:. --- É difícil me consentrar com você me comendo com os olhos! Sabia.
À tá entendi! E o que você sente quando te olho?
---- tô com vergonha de dizer! Ao que me respondeu pode falar, eu sempre conversa com minhas alunas sobre tudo baixinha!

A eu sinto um calor interno me envolver fazendo minha xaninha chorosa ficar todinha molhada.
Daí ele se levantou foi à sua mesa e escreveu em um pedacinho de papel. Me espera lá fora no terceiro quarteirão que assim que terminar eu te levo para casa e no caminho vamos conversando tá bom?
Afirmei que ficaria lá esperando.
Não demorou quinze minutos quando o professor passou no local e parando o carro eu entrei o chamando de pai afim de mostrar aos que alí passavam se tratar do meu Pai não chamando atenção de gente fofoqueira.
Saímos Dalí para sei lá onde meu professor me disse:. --- vamos conversar em um lugar que ninguém nos aborreça tudo bem baixinha?
Respondi. --- Tudo bem Professor! Daí ele me disse:. --- Faz um favor pra mim baixinha, me chama pelo meu nome por favor, fora da escola sou hemerson pra você ok?
Respondi meio sem graça. --- Tá bom hemerson! Ali comecei a sentir meu coração disparado!

Chegamos na frente de um motel, entramos sem sermos incomodados. Eu sabia o que as pessoas que iam à esse lugar faziam e comecei a suar gelado sentindo um calafrio pela espinha.
Quando entramos disse:
--- Profe... Desculpa.. Hemerson porque viemos a esse lugar? Não tinha outro?
Respondi. --- Não tinha outro lugar, não se preocupe nada farei se você não desejar tudo bem. Respondi no ato... --- Mas nem sei o que viemos fazer nesse lugar professor! Já estávamos dentro do quarto cheio de quadros pornôs.
Meu professor se virou, arrancou minha camiseta com tudo. Tentei segurar meu sutiã mas meu professor o arrancou com violência, tentei tampar meus seios com as mãos mas o safado me jogou na cama arrancando minha saia e sapatinhos me deixando nuazinha em pelos.

Olhei para ele chorando com muito medo e tentando tampar a xotinha e meus peitinhos enquanto ele ficou nú com um pauzão enorme que me deu até medo.
Caralho grosso cheio de nervos que pulsando diante dos meus olhos.
Meu professor veio pra cima de mim e me puxou para a beirada da cama me sentando na mesma me fitou o olhar sem dizer nada abriu minhas pernas e caiu de boca na minha xotinha lisinha me arrancando gemidos de prazer é uma dorzinha no fundo da bucetinha onde a língua dele fazia força para entrar e lambusar.
Gemia gostoso ele me deitou na cama e me abocanhou meus seios durinhos mordiscando o biquinho me levando à gritar de dor e tesão.

Que abraço apertado cheio de ternura, carinho era muito gostoso que me fazia tremer.
Me disse olhando em meus olhos que estavam cheios de lágrimas, lindinha, não fique com medo que vou te lambusar todinha para evitar que você sinta muita dor. Amorzinho! Eu te amo Songeun, você é tudo para mim.
Não chore, você é muito linda para deixar as lágrimas te incomodarem.
Perguntei com a voz trêmula:
--- Me promete que não vai doer muito, e que nunca me deixará por ninguém? Promete meu lindo!
Aquelas palavras fizeram meu professor chorar dizendo ---- Você me chamou de lindo? Ouvi mesmo isso? É claro que nunca te deixarei, só se você não me quiser mais.
Prometo que doer muito não vai só um pouquinho tá!
Meu professor chorando me beijou de língua num fogo ardente cheio de desejo por mim.

Ele gemeu assim que minha bucetinha ...e eu me segurando pra não gritar de tesão. 
Meu professor passou uma pomada na pica e na entrada da minha xoxota e espalhou deixando a xaninha bem lisinha. forçando aos poucos a jeba foi entrando aos poucos até que Ele cravou tudo. Sua pica estava toda dentro da minha buceta.
começou a bombar bem gostoso e bem de leve, apertando meus seios, tirando e colocando seu pau da minha xota e eu sentindo latejar bem gostoso, estava muito duro e ele estava muito excitado.
ele segurou minha perna no alto......gritei....aiiiiiiiiiiiihhh, aaaaaaah, fazendo sua jeba entrar mais, as bolas batendo na minha bunda e ele socando mais forte, e voltava a cravar tudo, até o talo.
Vou te fazer minha esposa, menina... e vou te amar todo dia...... vou te abrir todinha... pra nosso prazer ser completamente pleno e eterno.

Ele me falava essas coisas e me empurrava seu pau bem devagar. Estava muito apertado, mesmo eu estando um pouco lubrificada. ele se deitou em cima de mim, sentindo dor ao ser penetrada e arrombada por um pauzão daquela grossura. querendo acomodar a rola toda dentro da minha xoxotinha.
Quando ele tirou o pau para fora tremi me sentindo vazia, meu professor se levantou e me pegando pelas mãos todo educado me ajudou a levantar.
Quase caí pois minhas pernas estavam sem forças e trêmulas, tinha um pequeno sofá sem braços e me segurando pela cintura me trouxe junto e sentou no sofá logo segurou na minha cintura me puxou para sí me fazendo sentar em cima daquele pauzão que foi entrando rasgando as preguinhas da minha buceta.

Ali atolada na rola senti tanta dor e prazer que meus olhos se encheram de lágrimas,
Olhei para cima e sem conseguir me conter soltei um grito:
--- Aiiiiiiiiiiiihhh deus, não tô aguentando! Meu professor ouvindo isso ficou mais excitado e metia tudo com força total sem dó.
Me abraçou colocando o rosto no meio dos meus peitinhos gemendo ---- Que..... apertadinha.....hummm..... aiiiiiiiiii... que.. delícia.. gostosa tesuda...
Com as mãos na minha cintura me fazia subir e descer com tudo arrancando lágrimas e suor misturado a gritos e gemidos de prazer à dois!
Que sensação única sem igual, sentir um pauzão daqueles entrar em mim escorregando pelas paredes da minha xoxota durinha.

Naquele vai e vem toda atoladinha seguramos o gozo juntos, me levantando me segurou para eu não cair.
Me pegou no colo levando-me até uma banheira enorme e me colocou de joelhos de costas eu comecei a chorar muito porque já sabia que ele queria comer meu cuzinho.
Disse ao meu gostoso chorando:
--- Não vou aguentar, amor! Vai me rasgar o cú todinho!.... Aaaaaaah, me segurou fungando em meu cangote ao mesmo tempo com os dedos enfiados na minha xotinha chorei..... não.....amor.....n...na.. não....por... favor......
Me disse ---- Calma,..... princesa....hummmm....vou meter tudo...
Então supliquei. ---- Vai... Humm.. devagarinho... então....meu...amor!
Ao ouvir aquelas palavras ele beijou-me segurando minha cintura, se posicionou atrás de mim abrindo minhas pernas e colocou o pau no meu buraquinho. Meu cuzinho piscando de medo, então senti a cabeça da rola forçando a entrada no meu cuzinho.

Tentava entrar mas era expulso pelas minhas pregas fortes e determinadas a não permitirem a entrada da jeba, pra minha surpresa as preguinhas não foram fortes o suficiente e entrou a cabeça, quando senti meu ânus se abrindo chorei de medo até então.
Mas quando empurrou toda a extremidade foi que senti ir me rasgando ao meio gritei:
----- Aaaaaaaaaahhhh, hummmmmmm,. Aiiiiiiiiii.....amor...tiraaaaa...Aiiiiii..como...doiiiiiiii. tentei me levantar e sair mais meu amor me segurou fazendo aquele pauzão enterrar-se todinho. Me fazendo tremer e me mijar todinha. Para me castigar nos levantamos juntos eu toda atolada após ficarmos em pé, me abraçando levou-me diante da pia de lavar o rosto me disse. ---- Se apoia nessa parte da mesa.

Me segurei com as pernas bambas, voltando a socar o pauzão em mim mas agora eu tinha que aguentar em pé, foram estocadas violentas e profundas que fazia eu me mijar toda.
Gisei inúmeras vezes naquela posição
Sentindo um prazer sem igual!
As escadas aumentaram fortemente me rasgando o cuzinho todo.
Senti meu amor enfiar contudo. Senti a cabeça do pau rasgado-me com tesão,
- Pára, ta me rachando toda...Pára eu num.... aguento......tiraaaaa..hummmm...tiraaaaa.....um.pouquinho...
Falei mas não fui ouvida, beijando seu cangote, esfregando os dedos na bucetinha, fungando no minha nuca.
Finalmente ouvi meu amor dizer:
Chega.....vem....lindinha!

Me levou até a cama e me deitou certinha na cama de modo que veio por cima de mim me abrindo as pernas e foi metendo toda a rola aos pouquinhos à fim de evitar a dor e me encher de beijos, carinho.
Começou a bombar. ---- Aaaaaaah, Aiii....hummmm......
Gosei gritando......Mete.... amorzinho...mete... vaiiiiiiiiii, metiiiiiiiiiaaaahhhhh, aaaaaah.....
.....enfia....com.. força....vai........ gostosão.... delícia.....me...come.........vai..hummmm,. Aaaaaaaaaahhhh!
Meu professor não se cansava perecia um cavalo em cima de mim, me devorando tão gostoso que tive uns dezoito orgasmos quase que seguidos.
Caralho, se essa rola ficar pulsando dentro de mim mais vezes minha xotinha apertadinha vai gosar aqui mesmo, você me enche de porra, amorzinho..... safado....Aiiiiiiiiiiiihhh.
- To quase gozando, continua......vaiiiiiiiiii..... Vamos gozar juntos.

Me virou na cama e enfiou no meu cuzinho gostoso, metendo no meu cuzinho, tirando e colocando bem forte e deixando seu pau todo agasalhado dentro, estava muito grosso e mais algumas bombadas, ele gozava. Aliás, nós gozávamos. ---- aaain deh, não aguento mais segurar, vemmm
- hummm goza pra mim vai, goza gostoso do caralho, goza bem gostoso na minha bucetinha, sente meu dedo te tocando.. caralho ela ta muito apertadinha que tesão.
- aaahh aaahh.....vou gozar dehhh aaaiiin vou goza-a-ar
- aaahhhh vem caralhoooo, fodeeeeee, vou gozarrrr porra..... caralho.... gostoso....
Não consegui segurar. Assim que senti seus primeiros jatos de porra dentro da minha xotinha minhas pernas ficaram trêmulas e comecei a gozar. Ele continuou metendo, me dando leitinho até a última gota dentro da xotinha chorona, ainda estava bem duro e grosso e continuava me dedando, me deixando mais melada e ele dando as últimas estocadas. Se eu não tivesse deitada na cama, eu teria caído no chão toda ensopada porque minhas pernas estavam muito trêmulas.

Quando acabamos caímos exaustos na cama, meu professor ainda de pau duro veio por cima de mim me beijando como se eu fosse uma pera docinha.
Voltou a me lamber todinha na bucetinha e enfiou tudo até o talo.
Me olhou, começou a chorar me dizendo:
---- Linda, Eu amei cada segundo desse momento e sempre te amarei.
Você jura que nunca vai mudar de idéia me trocando por outro?
Respondi. --- Nunca vou te deixar meu lindão, você me fez sentir algo que nunca havia sentido até hoje! Meu primeiro homem, meu garanhão gostoso!... Hummmm...... Cavalão.....tô...sem.. forças....meu... gostoso!
Me disse meu gostoso. --- Te quero todos os dias, te amo....hummmm....toma... gostosa...
Voltou a me comer com vontade parece até que tomou uns sete Viagra porque aquele pauzão não amolecia, sempre voltava a ficar duro e me rasgava mas era tão gostoso que a dor foi embora junto com a virgindade!
Deixando lugar à um prazer de me tremer toda
Até não aguentar mais e gosar descontroladamente.

Meu amor se levantou da cama, me segurando pelas minhas mãos. Enquanto ele ficou de pé eu ainda estava sentada e antes de me levantar beijou minhas mãos demonstrando um amor imenso.
Aí sim me levantou beijou meus seios e passou o braço esquerdo por trás do meu joelho e assim também fez com o braço direito.
Me levantando do chão ao mesmo tempo deixando minha xotinha bem aberta e enfiou o pauzão até o final. Começando a me jogar para cima e me segurando quando eu descia me atolando na rola mais gostosa que senti em minha vida até hoje.
Ficamos assim durante todo o dia depois tomamos um banho e a levei para casa.
Até hoje nunca ficamos sem dar uma foda pois isso é tudo em nossas vidas!!!!!......Continua!


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
Incrível, Fantástico, Extraordinário há 11 horas

Incrível, Fantástico, Extraordinário A garotinha caminhava...
marcela Fantasias 12


Uma tarde que mudou toda a vida de Ritinha - 3 cap há 16 horas

UMA TARDE QUE MUDOU TODA A VIDA DE RITINHA – 3 CAP. Correu sem olh...
marcela Fetiches 7


Uma tarde que mudou toda a vida de Ritinha - 2 cap há 16 horas

UMA TARDE INFELIZ QUE MUDOU TODA A VIDA DE RITINHA – 2 CAP. À por...
marcela Fetiches 8


Uma tarde infeliz que mudou toda a vida de Ritinha há 16 horas

UMA TARDE INFELIZ, QUE MUDOU TODA A VIDA DE RITINHA – 1 CAP. Maria...
marcela Fetiches 17


Meu tio fudeu minha bucetinha ,sexo delicia há 21 horas

Outro dia fui com meus tios para uma cidade litoranea, mal sabia que titio...
laureen Incesto 20


Teo Bobo e a virgem há 21 horas

Teo Bobo e a virgem Teodoro é filho de dona Matilde a dona da mercearia...
marcela Fetiches 14