Aprendendo a ser corno

07 de Março de 2018 Cachorrão Vouyer Traição/Corno 643

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Olá pessoas! Hoje vou contar a vocês como começou essa minha tara de dividir minhas parceiras. Eu contei anteriormente sobre Larissa, e como fui moldando pra ela ser a cadelinha que eu sempre desejei, mas eu não esperava que ela fosse gostar tanto de sexo.
Depois que tirei sua virgindade, passamos a ter realmente uma vida sexual muito ativa, transávamos todos os dias que nos encontrávamos, sempre. Não era namoro de sair e dar um rolé apenas, tinha que ter sexo, e sempre foi da melhor qualidade.
Acontece que eventualmente ela viajava pro interior de sua família e sempre voltava sorridente e apaixonada. Eu achava que era pelo fato de termos passado alguns dias separados e na volta rolava matar a saudade e tal, mas tinha algo a mais. Certo dia estávamos num motel e eu estava com a cara enfiada em sua buceta dando AQUELE trato nela. Ela dizia algumas coisas totalmente sem sentido, mas teve uma hora que ela me chamou de Cláudio. Eu parei o que estava fazendo na hora, fiquei chateado mesmo, a ponto de irmos embora sem terminar a trepada.
Dias depois, passada a raiva, voltamos a nos ver e eu calmamente fui abordando o assunto: Quem porra era Cláudio? E ela sempre se fazendo de besta e negando.
De tanto pensar que estava tomando chifre eu passei a montar conversas onde eu pudesse obter uma confissão daquela vagabunda. Passei a entrar sutilmente no tema sempre que ia chupar sua buceta, mas não toquei mais no nome do tal do Cláudio. Depois de alguns dias muita chupação, e todo o restante do sexo, ela me disse que tinha vontade de experimentar outro cara. Mas que não tinha uma pessoa em mente, apenas queria experimentar outra pessoa. Então, sem contar a ela, eu passei a tentar me acostumar com a ideia.
Dias depois desse exercício, ela estava dando aquele trato na minha rola quando eu deixei escapar que topava realizar a vontade dela, mas a safada percebeu que eu estava totalmente entregue à boca dela e enquanto chupava bem de leve a cabeça, alisou meu saco, tirou o pau da boca e falou baixo, tão baixo que eu quase não ouço: "-Eu já experimentei."
Nessa hora meu coração disparou, minha pica ficou mais dura, e a respiração ofegante. A vadia, percebendo que me tinha nas mãos, lambeu a cabeça e perguntou: "-Quer que te conte?"
Eu só consegui dizer que sim, que queria saber nos mínimos detalhes.
Ela voltou a me chupar, batendo uma punheta enquanto lambia a cabeça da pica. De repente tirou, me olhou nos olhos e disse:
"-Foi na vez que fui pro interior mês passado. Eu estava sentada na varanda da casa e meu primo Cláudio passou por mim e elogiou minhas pernas. Eu estava distraída e sem querer respondi que minha bunda era mais tesuda e ele pediu pra eu levantar o vestido. Fiquei tão excitada que na hora levantei e dei uma voltinha.
A noite, depois do jantar ele reapareceu e me chamou pra dar uma volta e eu aceitei. Ele me levou pra dentro do celeiro, onde já tinha estendido uma lona e me beijou. Minha buceta umedeceu e eu não aguentei mais e baixei pra começar a mamar a pica dele."
Nessa hora eu perguntei: "-E como era a pica dele?"
"-Maior que a sua."
Eu fiquei com mais tesão ainda e ela continuou:
"-Chupei aquele tesão de rola, mas ele queria mesmo era minha buceta. E eu dei muito gostoso pra ele. Fiquei de quatro enquanto ele arrombava minha buceta com força. Não pudemos foder muito pq já estavam me chamando, mas quando ele tirou a pica e gozou aquilo tudo nas minhas costas eu gozei também.
Me vesti e saí deixando ele lá por mais uns minutos pra não dar na vista. Fui pra casa tomar um banho e trocar de roupa pq as costas do vestido ficou cheia de porra."
A vadia me contou isso tudo intercalando chupadas e lambidas na minha rola e no meu saco. E vendo que meu tesão só aumentava ela lambeu meu cu tbm. Foi a primeira vez que levei uma linguada no rabo e não aguentei, comecei a gemer e disse que ia gozar.
Ela enfiou a rola na boca e me fez gozar na boca dela, mas não engoliu. Levantou e me mostrou a boca cheia de porra e aí engoliu, desceu e me chupou mais um pouco.
Eu fiquei deitado, largado e de pernas moles com tudo que ela me disse e fez comigo e desde esse dia ela sempre me contava das ficadas que dava, inclusive com amigos meus.
Era uma delícia de piranha... Larissa...


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
Se as amigas desconfiassem dela na casa de swing! há 17 horas

Era Domingo e liguei para Isa, minha namoradinha gaúcha. Estava com muit...
luiz_sanches Grupal 28


de foda virtual a uma foda presencial sensacional há 1 dia

delicia de rola na minha bucetinha gulosa amei, sexo tesão delicia..... ...
laureen Heterosexual 34


Surpresa gostosa e foda deliciosa rola na buceta há 1 dia

Quando cheguei bati na porta ele abriu entrei e ele ja me abraçou e nos be...
laureen Traição/Corno 41


dei a bucetinha e cuzinho para 3 primos e amigo há 1 dia

Eu adorava ler contos eróticos e pela net tb .... era apenas uma adolesc...
laureen Fantasias 67


meu filho meu amor de macho, virei sua putinha há 1 dia

Meu Segredo Meu nome é Ângela, sou loura bem feita de corpo, tenho 39 ...
laureen Incesto 47


de putinha de papai à puta dos amigos dele há 1 dia

Tenho 21 anos e sou estudante de Direito de uma faculdade em Belo Horizonte...
laureen Incesto 65