Acampamento Do Prazer, Parte 1!

24 de Março de 2018 Songeun Virgindade 846

Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Oiiiii, meu nome é Songeun! Tinha 16 Anos Nessa época. Meu pai vivia me incendiou aos 12 anos quando passou uns filmes pornôs para nós assistirmos. O nome do meu pai é Kim Jonghyun
Tinha senha mas para descobrir nem foi difícil.
Aos treze anos iniciei minha vida sexual e para mim foi algo muito especial.
Tinha uma amiga muito íntima na escola para quem eu sempre contava quase tudo da minha vida.
Em um sábado de manhã meu pai me avisou que ia fazer um acampamento em uma mata fechada, ele já tinha tudo preparado as cabanas, banquinhos, sacos de dormir etc..
E segundo ele tinha uma pequena cachoeira junto a um lago de águas cristalinas.
Perguntei se poderia levar um amiga e é claro que ele permitiu.

Liguei para minha amiga jinjung e ela achou a idéia maravilhosa pois já me tinha dito que estava doida pelo meu papai.
Papai e eu já nos olhavamos com desejo mas até agora nada tinha acontecido!

minha amiga não sabia que meu pai adorava as curvinhas de seu corpo tanto quanto amava as minhas.
Chegou a hora e tudo já estava preparado, não coube tudo na Toyota do Papai então fomos no treiler Casa do meu pai.
Passamos na casa da minha amiga ela já estava esperando toda acessa.

Enquanto meu pai dirigia fomos para o quarto dentro do treiler Casa e lá eu falei para ela que meu pai estava afim dela, ela ao invés de ficar preocupada ficou toda alegre com o sorriso de orelha a orelha.
Então combinamos de chamar à atenção dele com uma iniciativa dela me chupar e assim a viagem proceguiu até o local que é segredo.
Chegamos papai estacionou o treiler, e fomos arrumar as barracas ao lado perto do veículo estacionado.
A pequena cachoeira não estava longe dali, nós três fomos até o lago e quando minha amiga e eu chegamos ficamos espantadas com tamanha maravilha.

Nós duas tiramos a roupa todinha ficando de maiô fio dental, papai disse que tinha que voltar ao treiler dizendo que esqueceu algo.
Minha amiga disse:
---- Não demore..... Rsrs
Quando entrei na água minha amiga veio junto e brincávamos de jogar água uma na outra,
Chegando sem querer uma bem próxima da outra minha amiga me olhou fundo nos meus olhos.
Sua respiração ofegante me deixou toda excitada então ela colocou as mãos em meu rosto me dando um beijinho tão gostoso e quentinho que minha bucetinha se melecou todinha.
Eu passei a mão no meu grelinho e percebi que saia um líquido docinho e lisinho, nunca havia sentido essa sensação tão pouco tinha gosado.

Minha amiga super carinhosa me pediu para deitar então ela pôs estendeu no chão uma toalha de praia e me deitei.
Ela veio e abriu minhas pernas dizendo:
---- Songeun, eu vou te encher de carinho e beijinhos tá lindinha.
Respondi morrendo de medo:
---- Tá bem, mas não me machuca tá jinjung!
Então ela me encheu de prazer beijando meus peitinhos durinhos e mordiscando os biquinhos durinhos me levando a loucura, quando chegou na minha xotinha apertadinha deu uma chupada no meu grelinho que estremeci todinha.
Nós duas éramos muito sapecas, sempre que podíamos nos beijávamos e esfreguavamos nossas bucetinhas uma na outra.

Mas nunca tínhamos ido além disso até aquele momento né, meu pai chegou e nos viu nuas chupando uma à outra num meia nove delicioso.
Meu pai ficou muito excitado e sua rola estava descontrolada isso notei porque quando ele tirou o short o pau parecia que ia furar a sunga.
Minha amiga toda inocente disse:
---- Kim, Vem nos possuir! Hummm....hem...
Achávamos que ele só ficaria nos acariciando e chupando nossas bucetinhas.
Quando ele veio tirou a sunga e levei um susto porque a porra era muito grossa e devia ter uns dezoito centímetros.
A cabeça muito me assustou, era redonda estava vermelha e roxa cheia de veias que pulsava em minha mão.

Ele trouxe uma bisnaga de vaselina e nos colocou de pernas para cima passando aquele líquido lisinho em nossas xotinhas e também no nosso cuzinho apertado.
Ele se sentou na toalha e chamou a jinjung ela se segurou no seu ombro enquanto ele à segurou e foi descendo o corpinho escultural dela até chegar na cabeça da rolona.
Empurrando ela aos pouquinhos a cabeça da rola entrou e a jinjung gritou:
---- Aaaaaaah,......paraaaaaaaa,..... tá.... queimando..... minha..... xotinha não agueeeee....tá.....aaaaaaiiiiiiiii.
E a puxando enterrou de uma só vez que a jinjung ficou atoladinha até o talo na piroca do meu pai.

O gritooo dela me deixou toda apavorada e disse:
---- Aaiiiii, Pai vai devagar! Assim você vai machucar minha amiga.
Jinjung me disse:
---- Tudo bem Songeun, est.......ou.... Aaaaaaaaaahhhh,.... Aaaaaaah, muito bem....
Você....aiiiiiiiiiiiii,....hummmmm,.... não...sabe...como... isssssoooo...... é ... gostoso.... não doiiiiiiiiiiiiiiiiiii, Aaaaaaah,...... muito....... é... deliciosa.....essa.......piroca...
Ela o beijou com muita alegria e sede, então ela disse ao meu pai:
---- Agora vamos mostrar para a Songeun Sr Kim e ele à ajudou a sair da rola me puxou delicadamente e me abraçando me colocou em cima da rola e me puxando pelo quadril fez a rola entrar me rasgando até o talo.
A jinjung me disse:
---- Relaxa, senta com tudo Songeun.
Você vai aprender a gostar do Pauzão Do seu pai.

O conselho da jinjung me acalmou e resolvi sentar com tudo, elevei um pouquinho a minha buceta para cima sem deixar a cabeça do pintão duro do papai sair e sem me preocupar achando que era assim sem dor eu sentei disposta a fazer minha xoxota engolir até às bolas.
Quando a piroca se enterrou dei um grito forte tentando me levantar:
Áááááaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhh....Iiiiiiiiiiiiiiii,
Aiiiiiiiiii,..... minha.......xota.........hummmmm.
A jinjung veio e me abraçando me beijou dizendo:. ----- Viu como é gostoso Ooooooohhh,....eu respondi:
---- Tá...... queimando..... tiraaaaahaaaaa.... só.....um.....hummmmm..... pouquinho....tiraaaaahaaaaa...paaaiiiiiiiiiii....por.......... favoooooooooor!

Minha amiga disse para meu pai não fazer isso, logo a dor passa e você vai se transformar em prazer.
Meu pai me devorava com tudo, me fez ficar pulando naquele mastro duro feito uma pedra.
A jinjung se ajoelhou atrás do meu pai e via a rola quase sair e minha bucetinha engolir tudo até desaparecer completamente dentro da minha xoxota.
A jinjung disse ao meu pai:
---- Arregaça essa bucetinha mas se segura hein, eu também quero essa tora pra mim.
Eramos devoradas vivas por uma rola grossa que parecia que ia explodir.

Papai nos levou nos braços para dentro do treiler Casa nos colocou numa cama grande que havia dentro do treiler e abraçou nós duas dizendo que éramos mulher dele e de mais ninguém.
Eu já era do meu pai mas a jinjung aceitou ser mulher dele junto comigo.
Não poderíamos deixar aquele cavalão nem íamos fazer tal coisa.
Meu pai nos amou com tudo sem dó, nossos gritos era de dor misturado com um prazer imenso.
Papai me abriu as pernas e atolou seu cassetão até o talo erguiu minhas pernas e daquele jeito começou a meter fundo.
A jinjung disse ao meu pai:
---- Isssoooo, assim mete nessa putinha gostosa Kim, mete pra estourar,
Olhei para a jinjung e disse:
---- Aaa mete pra estourar né.. hummmm,..vem já aqui e senta na minha boca com essa buceta arreganhada vem.... Aaaaaaah, Aaaaaaaaaahhhh......vem..... jinjung....

Chupei aquela bucetinha até a jinjung se estremecer todinha na minha boca, que prazer é muito gostosa essa buceta.
Enquanto papai fodia a minha bucetinha eu enchi a jinjung de beijinhos quentes.
Papai metia aquele pauzão com voracidade,
Mas também com carinho.
Saí da piroca e a jinjung veio cheia de vontade, meu pai lambuzou o cuzinho virgem dela é forçando a entrada empurrou com tudo, o que fez aquele Pauzão sumir dentro do cuzinho da minha amiga.
Ela não conseguiu se aguentar e gritou alto:
---- Ooooooohhh,........Oooooooooooo.......
Aaaaaaaaaahhhh, devagar....... aiiiaiiiiiiiiiiiiiii,.....seu.......... gostoso Ooooooohhh....... cavalão...........

Meu pai todo grudado nela entraram no lago pois sabia que aquela foda ia arrancar sanguê
Então papai se desculpou dizendo que não havia aguentado o prazer de sentir aquele cuzinho apertado esmagar a cabeça da vara.
A jinjung sorriu dizendo:
---- Não se desculpe,..hummm.....eu amei......e amo muito..cada....carinho....eaiiiiiiiiii, e...estocada que você me dá, pois só prova que somos gostosaaaaas........hu... hummmmmm.
Então meu pai à compensou enchendo ela de beijinhos, carícias enquanto a comia bem gostoso.

Papai tirou a rola do cuzinho da jinjung, a lavou toda na água pois temos que minha amiga sangrase de perna abaixo mas foi tudo normal, nada de sanguê, então papai a trouxe na beiradinha do lago se ajoelhou e puxou a jinjung para sentar em seu colo.
Agora toda melecados o encaixe foi só prazer puro, ele a chupava os peitinhos durinhos dela enquanto a comia jogando ela para cima e puxando para sí fazendo assim a jeba entrar até o talo.
A jinjung só gritava e gemia se contorcendo todinha molinha sentindo muito prazer com aquele Pauzão esfolando toda aquela bucetinha gostosa.

Eu já no tesão cheguei perto dos dois e toda carente perguntei:
---- E eu, também quero rola papaiiiiiiiiiiii,
A jinjung estendeu os braços para mim eu à abracei e ela se levantou da jeba nos beijamos muito daí eu fui toda dengosinha e sentei na piracona do meu pai até engolir toda dentro da minha xoxota.
Eu amava muito meu pai, ofereci todo o meu ser para ele me decorar viva.
O beijava o mordendo os lábios até seus lábios arderem com as mordidinhas. Gritei de tanto prazer que me tomava aquele momento:
---- Paaaaaaapiiiiiiiiiiiiiiiii, Áááááaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhh, Isssoooo.......me fode........todinha....assim...mete.... Aaaaaaah,....meteeeeeeee......com... força.....
Rolaaaaaaa gostosaaaaa ...... .. ...aiiiiiiiiiiiiieeeeeee, caralhoooooo........que......pauzaooooooooooooo,..... gostosooooooooooo.
E papai atolava tudinho sem dó, senti minhas pernas estremeceram num orgasmo forte.
E papiiiii só no tome, fazia até barulho
Plof, plof, plof, ploft, plof. Aiiiiiiiiii castigo gostoso.

Papai nos encheu de prazer e nos juntamos para fazê-lo gosar enquanto ele metia em uma de nós a outra o beijava e acariciava as bolas até que quando ele já estava deixando a jinjung doida se contorcendo na vara, uma gosava depois a outra na vara gosava também deixando o entra e sai lisinho.
Isso nos rendia um prazer enorme, uma tarde de gosadas e gemidos naquela piroca nos deixando exaustas quando terminamos nos duas caímos na beirada da água quase desfalecidas, todas molinhas.

Papai forte pra caramba, nos levantou pela cintura e achávamos que veríamos uma rola muchinha depois de tantas gosadas.
Mas ficamos espantadas, pois a jeba do papai ainda tava dura feito pedra.
Papai disse para nós duas:
---- Vamos entrar porque já vai escurecer e tem muito mosquito nesse mato, de mais à mais vocês duas ganharam uma noite todinha de foda de graça é hora de começar. Vou esfolar tudo!
Nós duas começamos a chorar e falar:
---- Áááááaaaaaaaaaaaaaahhhhhhhhh,. Papai já chega assim nós não vamos conseguir dar conta.
Meu pai falou. ----- Quem vai dar conta sou eu, e vamos logo quero esses grelinhos duro na minha rola vamos, vamos.
Entramos já rindo como duas safadinhas e foi uma das noites mais puxadas que já vivemos.
A jinjung me disse:
----- Seu pai é uma dragão, vai gostar de foder bucetinhas assim aqui mesmo. E riamos levando rola, era na boca, no cuzinho, na bucetinha.
Só rolada naquela noite inteira, quando o dia clareou estávamos todas doloridas e tudo ardendo.

Foi uma noite daquelas, muito prazer,
E Papai nos acalmou dizendo:
---- Calma meninas, vamos ficar nesse acampamento uma semana inteira, parem de resmungar porque vai ter muito tempo de rolada e eu já tomei mais uns vinte Viagra.
O que não vai faltar é rola....disse e riu.
Nós duas ficamos tão felizes que nos abraçamos e começamos a chorar com dó da nossa bucetinha.
Mal entramos meu pai já se grudou na jinjung e meteu tudo até o talo,
Se jogaram na cama eu fiquei com a xotinha na boca da minha amiga, enquanto meu pai a devorava na piracona fazendo a coitadinha se contorcer e gemer de prazer.

Meu papi nos pediu para ficarmos uma do lado da outra, no posicionamos do jeito que ele queria com as pernas abertas.
Ele atolava toda a rola em uma comia até fazer uma gosar depois tirava o mastro duro e pulava já matando em cima da outra e afundava com força de uma só vez nos fazendo ir a loucura no máximo de prazer possível ao corpo humano.
Assim explodimos num sexo selvagem e delicioso.
Fomos tomar café da manhã nos recompor para depois começarmos com tudo!
Continua........


Reportagem especial (UOL)
Dona de Casa revela na Internet: A pílula milagrosa que curou a disfunção erétil do MARIDÃO pra sempre! Ler matéria


Leia também
Eu tinha 13 aninhos e todos me fuderam no colégio há 4 dias

Eu tinha 13 aninhos e todos me fuderam no colégio Eu estudava numa escola...
laureen Virgindade 282


Perdendo a virgindade com a titia delicia buceta m há 4 dias

Perdendo a virgindade com a titia Paul, 18 anos,vou contar como perdi a...
laureen Virgindade 91


o pai da minha amiga comeu minha bucetinha gostoso há 4 dias

Aos 19 anos, após entrar na faculdade, conheci Karen, minha amiga que já ...
laureen Heterosexual 191


EU E A FER,,,,NOSSA COPA SÓ COMEÇOU,,,NOVOS AMIGOS há 5 dias

EU E A FER,,,,NOSSA COPA SÓ COMEÇOU,,,NOVOS AMIGOS,,,COMEÇO DE UMA NOVA ...
bodiar Traição/Corno 79


dando a bucetinha no trem sexo tesão há 5 dias

somos um casal normal, tarados por sexo e exibicionismo, essa ocorreu em ...
laureen Fantasias 135


melzinho da bucetinha para meu queiro papai há 5 dias

Abri a porta do quarto que só estava encostada e ao adentrar vi meu pai n...
laureen Incesto 215